quinta-feira, 16 de maio de 2013

Rede Globo em Pirapora/MG – Matéria sobre a corrupção



São incontestáveis as muitas irregularidades ocorridas durante os 2 mandatos de Warmillon Fonseca Braga, ex-prefeito itinerante, em Pirapora/MG.

Algumas delas foram divulgadas pela Rede Globo no dia 14/05/2013, como se vê no vídeo abaixo.

O Ministério Público de Minas Gerais e o Tribunal de Contas de Minas Gerais apontaram irregularidades no serviço de limpeza urbana, nas obras, nos combustíveis e na evolução patrimonial do ex-prefeito itinerante.

Rede Globo Belo Horizonte:


Rede Globo Montes Claros:





Entrevistado pela Rede Globo, o ex-prefeito itinerante Warmillon Fonseca Braga não apresentou argumentos consistentes para contrapor as fortes denúncias e provas contra ele.

Vejam no vídeo abaixo:

Ex-prefeito de Pirapora investigado pelo MP fala sobre denúncias de desvios de verbas

195 comentários:

  1. Relação dos processos Pauta: 20/05/2013 - 17:00

    Vistos, etc.

    Trata-se de ação cautelar incidental, com requerimento liminar, ajuizada por Heliomar Valle da Silveira, candidato a Prefeito eleito; Esmeraldo Pereira Santos, candidato a Vice-Prefeito eleito; e pela COLIGAÇÃO JUNTOS SOMOS MUITO MAIS, objetivando a concessão de efeito suspensivo ao recurso eleitoral (1222-42.2012.6.13.0218) interposto em face da sentença que, julgando procedente representação por conduta vedada, determinou a cassação dos registros, a imposição das sanções de multa aos 1º e 2º recorrentes no valor de R$10.000,00.

    Sustentam a necessidade de ajuizamento da presente ação, com vistas a conferir efeito suspensivo ao recurso interposto, no processo principal, contra a sentença, evitando grave insegurança gerada pela possível impossibilidade de diplomação dos ora requerentes.

    Defendem a plausibilidade do direito em que se ampara o recurso, até mesmo porque "impõe-se a nulidade dos atos praticados após a apresentação da exceção de suspeição", uma vez que "Os artigos do Código Processual Civil garantem o devido processo legal para os processos sobre os quais paira exceção de suspeição. E tal procedimento não foi respeitado pela própria Emimente Juíza, que estabeleceu procedimento paralelo ao direito processual vigente".

    Processo 122242 (gravações feitas nas dependências internas e no CTI da Fundação Dr. Moisés Magalhães Freire pelos funcionários públicos, veiculadas na propaganda eleitoral de Léo Silveira).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se justiça for feita, o pitaqueiro e o cangaceiro estarão no sal

      Excluir
  2. Empresário Piraporense16/05/2013 20:38

    Warmilon sempre com as mesmo blá, blá, blá. Ninguém acredita nas suas justificativas sem fundamento. Sempre colocando a culpa de seus atos insanos na oposição . Não consegue mudar o discurso raso, sem nexo.

    A palavra do warmilon não possui valor algum diante das provas, justificativas e explicações realizadas pelo Ministério Público.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O povo tá cansado desse papo furado dele. O cara não assume os malfeitos, fala mal dos outros e continua debochando do Ministério público.

      Excluir
    2. CANSADO É POUCO.

      Excluir
    3. Desmoralizado de norte a sul
      Desmoralizado de leste a oeste
      Destruidor de sonhos!
      Destruidor do futuro das cidades!
      Ladrão qualificado no desvio de dinheiro público!
      A publicidade que ele fez em torno do nome dele em 2012
      com livros, progandas,etc CAIU POR TERRA! A CORRUPÇÃO FOI
      REVELADA PARA AS CIDADES MINEIRAS, SEUS ELEITORES.

      Excluir
  3. Advogado Pirapora MG16/05/2013 20:43

    O comportamento do ex prefeito corrupto no programa da sua rádio demonstra o seu total desequilibrio emocional. As reportagens mostrando a teia corrupta dentro de Pirapora abalaram as emoções do político itinerante. Afinal, o poço de vaidades foi desmascarado em rede estadual e também nacional ( internet ).
    As investigações do Ministério Público Estadual, Ministério Público Federal e Ministério Público de Contas desbravataram pesados esquemas de corrupção nas duas administrações do ex prefeito.
    As recentes decisões judiciais contra o político itinerante e as reportagens da imprensa nacional indicam que a situação do ex prefeito começou a ficar desconfortável.
    Parece que a hora de acertar as contas com a Justiça começou para o ex prefeito....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como é que um inquilino devolve o imóvel, alugado por ele, ao locador ou à imobiliária, sem antes retirar todos seus pertences, móveis, eletrodomésticos, documentos e que são públicos, ou seja, foram adquiridos com o dinheiro do povo?
      Se o ex-prefeito disse que já havia devolvido aquele imóvel do PSF do bairro Santos Dumont, totalmente depredado, ao seu proprietário, por que não o esvaziou antes de entregar?
      Lorotas, enganações, só mentiras em todas as suas entrevistas.

      Excluir
    2. Sandra Lima16/05/2013 20:52

      Se a saúde em Pirapora é excelente, por que as ambulâncias, como aquele Doblô, que consumiu 850 litros de gasolina, segundo o prefeito somente num final de semana, precisavam viajar dia e noite?
      Perguntas sem respostas.

      Excluir
    3. Paulo Sérgio16/05/2013 20:54

      O ex-prefeito se esqueceu providencialmente da condenação da juíza de Pirapora para que a firma do Wesley devolva os 670 mil reais do superfaturamento dos shows do centenário.
      Apesar de não explicar como o cantor Zé Ramalho recebeu 45 mil reais e a prefeitura apresentou uma nota fiscal falsa de 150 mil reais, uma das grandes diferenças ocorridas em todas as contratações dos artistas, ficou falando somente que não poderia fazer licitação.
      Será que ele acha que conseguiu convencer o piraporense inteligente, honrado e honesto em mais uma mentira?

      Excluir
    4. Mais uma vez, o ex-prefeito desrespeitou o MP, afirmando em sua entrevista, que o trabalho dos promotores se baseia somente em suposições, "inalações"(o prefeito quis dizer ilações), indícios abstratos, e que ele derrubará tudo no tempo oportuno.

      Ao que o locutor raivoso completou que tudo isso é uma temeridade do MP.

      Já chegamos realmente ao fim do mundo em Pirapora.

      Excluir
    5. A Morte do Padre

      O velho padre, durante anos, tinha trabalhado fielmente
      com o povo africano, mas voltou ao Brasil, doente e moribundo.
      No Hospital Geral de Brasília, é a notícia da hora.
      Já nos últimos suspiros, ele faz um sinal à enfermeira, que se aproxima.
      - Sim, Padre? diz a enfermeira.
      - Eu queria ver dois políticos antes de morrer, O itinerante e o pitaqueiro, sussurrou o padre.
      - Sim, Padre, verei o que posso fazer, respondeu a enfermeira.
      De imediato, ela entra em contato com Pirapora e logo
      recebe a notícia: ambos também gostariam muito de visitar o padre
      moribundo.
      A caminho do hospital, o itinerante diz ao pitaqueiro:
      - Eu não sei por que o velho padre nos quer ver, mas certamente que isso vai ajudar a melhorar a nossa imagem perante a Igreja e o povo, o que é sempre bom.
      O pitaqueiro concordou. Era uma grande oportunidade para eles e
      até foi enviado um comunicado oficial à imprensa sobre a visita.
      Quando chegaram ao quarto, com toda a imprensa presente, o velho
      padre pegou na mão do itinerante, com sua mão direita e na mão do pitaqueiro, com sua esquerda.
      Houve um grande silêncio e notou-se um ar de pureza e serenidade no semblante do padre.
      O pitaqueiro então disse:
      Padre, por que é que fomos nós os escolhidos, entre tantas pessoas, para estar ao seu lado no seu fim?
      O Padre, lentamente, disse:
      -Sempre, em toda a minha vida, procurei ter como modelo o Nosso Senhor Jesus Cristo.
      -Amém, disse o itinerante.
      -Amém, disse o pitaqueiro.
      E o Padre concluiu:
      -Então... como Ele morreu entre dois ladrões, eu quero fazer o mesmo!!!

      Excluir
    6. Orlando,

      acho que foi o ex prefeito que inalou alguma coisa estranha pra falar tanta mentira na rádio dele. kkkkkk

      Excluir
    7. Esse warmilhões, além de corrupto, é um grande mentiroso.

      Excluir
    8. ALÉM DE CORRUPTO É SEMI ANALFABETO. OTÁRIO!

      Excluir
  4. O ex-prefeito, em sua entrevista de hoje, estava tão nervoso, transtornado e desequilibrado, que assassinou e enterrou a língua portuguesa, por diversas vezes.
    O cara é chucro e semi-analfabeto.
    Só é mestre e doutor na disciplina do roubo aos cofres públicos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O LADRÃO TAVA DESCONTROLADO.

      Excluir
  5. Servidor Municipal16/05/2013 20:46

    O itinerante disse nunca ter entrado na sala de licitações dentro da Prefeitura. Não precisava.
    As falcatruas, os acordos, as combinações, os crimes sempre foram decididos e realizados nos bastidores, nos gabinetes, com as presenças dos interessados; e a aprovação das porcentagens e dos nomes dos vencedores eram definidos pelo ex-prefeito e executados fielmnte pelo atual prefeito pitaco, conhecedor de tudo que se passou nos últimos oito anos.
    Só depois de tudo formatado e bem amarrado, seguia para ser referendado e finalizado pela Comissão de Licitações, cujos membros sabiam de tudo e se calaram.

    ResponderExcluir
  6. Carmem Lúcia16/05/2013 20:46

    Quero dizer ao locutor da boca maldita que:

    mesmo uma "moradora de ponta de rua", como ele se referiu a uma sehora que apareceu na matéria da Globo, é uma cidadã piraporense, e tem todo o direito de reivindicar melhorias para sua vida, de sua família e de seus vizinhos.
    Apesar de "insiginificante" para você, ela é grande aos olhos de Deus, pois faz parte dos pequeninos, os amados e preferidos de Jesus.
    E, para concluir, devo lhe dizer, que ela, assim como todo o povo de Pirapora tem de cobrar mesmo, porque somos patrões do prefeito, dos funcionários concursados, contratados, comissionados, de suas filhas, de sua mulher, de seu irmão, de sua cunhada, de seus amigos, que são nossos empregados, a quem pagamos excelentes salários para trabalhar e nos servir da melhor maneira possível.

    ResponderExcluir
  7. Hoje, o programa do radialista das veias entupidas de ódio e da boca fétida alugada foi muito divertido. Começou com a presença de Bia, mulher do pitaqueiro, promovendo um baile para... as mães. Ora, vai caçar serviço, minha senhora, ninguém tá atrás de baile não; as mães de Pirapora já dançaram com a eleição fraudulenta do seu marido, quatro vezes cassado pela Justiça Eleitoral, em primeira instância. Nesses cinco meses, a cidade é isso que se vê: prefeitura entulhada de contratados aspones, e a administração como um todo é um fracasso só, é só dar uma olhadinha na educação, entregue à praga do nogueiral. Depois, veio o itinerante, com a lenga-lenga de sempre, culpando a oposição, porque o MP não para de processá-lo, devido ao estrago que ele fez nas finanças do município nesses 8 anos. O cara é um poço de ignorância, só se destaca mesmo na arte do enriquecer-se. Disse que Pirapora, antes dele, era "um cocozinho de velho". Despreparado no uso das palavras, vomitou bobagens demais, falando "exacravar", no lugar de execrar, "inalações", em vez de ilações, "inegebilidade", em lugar de inexigibilidade. Embaixo da mesa, babando ovo, o boca fétida não parava de elogiar o itinerante e de culpar a oposição pelo fato de o MP e a Rede Globo terem mostrado a nudez desse péssimo exemplo político.

    ResponderExcluir
  8. AH, SE INVESTIGASSEM A CÂMARA DE PIRAPORA...
    *****
    Vereadores de Ponte Alta já estão em liberdade

    Os dois vereadores presos e os quatro foragidos pagaram fiança nesta quinta-feira

    Thiago Santaella | thiago.santaella@diario.com.br

    Os dois vereadores que estavam presos - dos seis que tiveram a prisão preventiva decretada em Ponte Alta por suspeitas de irregularidades com diárias - pagaram fiança no Fórum de Correia Pinto e deixaram a delegacia do mesmo município na final da tarde desta quinta-feira.

    Com a decisão do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) de trocar a prisão preventiva por medidas cautelares, Júnior Cesar da Silva (PP) e Edison Portela Alves (PP) acabaram não sendo transferidos para o presídio.

    Os outros quatro vereadores que estavam foragidos também compareceram em juízo e pagaram suas fianças para evitar que as medidas cautelares voltassem a ser ordens de prisão preventiva - o que ocorreria às 13h desta quinta-feira. São eles Amauri Fracaro (PT), Claudemir Pereira dos Santos (PMDB), Daniel Angelo Santos de Souza (PP) e Horácio Morais (PMDB).

    Júnior pagou R$ 14.916,00 e Edison R$ 13.560,00. A defesa dos dois tinha protocolado um pedido para parcelamento da fiança em dez vezes. Mas o juiz do caso aceitou apenas que o pagamento fosse feito em cinco parcelas. A decisão foi do juiz Geraldo Corrêa Bastos, da 1ª Vara Criminal de Lages e que também responde temporariamente pela Comarca de Correia Pinto.

    Os quatro vereadores que continuavam foragidos tiveram que fazer o pagamento integral das fianças — 22 salários mínimos para Claudemir (R$ 14.916,00), 20 para Horácio (R$ 13.560,00), quatro para Amauri (R$ 2.712,00) e dois para Daniel (R$ 1.356,00).

    Apesar de terem pagado as fianças, os vereadores permanecem suspensos do exercício do cargo público, proibidos de acessar a Câmara, proibidos de se ausentar de Ponte Alta e Correia Pinto sem autorização judicial, e devem comparecer de quinze em quinze dias em juízo.

    Os vereadores estavam presos desde o dia 29 de abril por suspeita de envolvimento em fraudes de diárias da Câmara Municipal. O esquema que está sendo investigado teria ocorrido de janeiro de 2011 a outubro de 2012 e causou um prejuízo de R$ 102 mil aos cofres públicos.

    Na última terça-feira o TJSC concedeu habeas corpus aos dois presos e aos outros quatro vereadores que tiveram a prisão decretada e continuavam foragidos.

    http://www.clicrbs.com.br/especial/sc/horadesantacatarina/19,792,4140029,Vereadores-de-Ponte-Alta-ja-estao-em-liberdade.html

    ResponderExcluir
  9. Maria de Lourdes16/05/2013 20:52

    Na entrevista dada em sua rádio, ao locutor puxa-saco, o ex-prefeito disse que todas as denúncias feitas contra ele, desde Lagoa dos Patos até Pirapora, não deram em nada, porque foram engavetadas. São suas palavras, basta ver a gravação, se houver.

    Queremos saber: quem as engavetou? Em qual órgão, TCEMG, MP,TJ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só acessar o site da Justiça Federal e Estadual digitar o nome do ex prefeito e vocês irão ver os inúmeros processos ativos dele em andamento.

      Mais uma vez, usaram os microfones da rádio para mentir e enganar os cidadãos piraporenses.

      Excluir
    2. A palavra do locutor não serve nem como papel higiênico.
      A palavra do corrupto warmilhões é a mesma coisa que merda.
      o papel higiênico e a merda juntas.

      Excluir
    3. Eu desprezo os dois bandidos.

      Excluir
    4. BURITIZEIRO DOS BURACOS22/05/2013 21:55

      OS BANDIDOS SE ATRAEM.

      Excluir
  10. Está cada vez mais acelerado o processo de sucateamento do SAAE, iniciado pelo itinerante e intensificado pelo pitaqueiro. Atribuições de responsabilidade da prefeitura, como coleta de lixo, varrição de ruas, e outras, o pitaqueiro manda pro SAAE e não quer nem saber, exige que cumpram, não repassa nenhum dinheiro, apenas tira, manda fantasmas pra folha. Servidores mais antigos já foram "aconselhados" pelo gê que tratem de estudar, se preparar pra concurso etc. Imagina-se que, com o sucateamento da autarquia, possivelmente será vendida à Copasa...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Existem cargos comissionados ocupados por pessoas que aparecem de vez em quando lá.

      Quanto ao ex prefeito ele esta pagando pelas próprias irregularidades. Perdeu a credibilidade.

      Excluir
  11. Parasita só se cria onde o hospedeiro não liga."O maior castigo para quem não gosta de política é ser governado pelos que gostam"(A.Toynbee)

    ResponderExcluir
  12. Antonio Carlos17/05/2013 06:41

    Chega a ser nauseante ver o ex-prefeito tentando justificar o injustificável.
    Pior é ver a pequenez de muitos piraporenses que votaram na continuidade da corrupção e vivem agachados cumprindo ordens do itinerante e do pitaqueiro, com tamanho servilismo.

    ResponderExcluir
  13. MANDEI O LINK DA REPORTAGEM P MEUS AMIGOS, CONHECIDOS, COLEGAS DE SERVIÇOS. NÃO DÁ PARA ACEITAR ESSE TIRANO CORRUPTO FINGINDO SER BOM E ARREBENTANDO COM A GENTE. SAFADO! ELE É UM FDP!

    ResponderExcluir
  14. Minas Gerais inteira conhece a verdadeira face do W F B
    Parabéns, Rede Globo pela excelente reportagem.
    Segundo informações o número de acessos da reportagem no site da emissora foi enorme.
    A palavra corrupção esta grudada na figura tosca do ex prefeito
    W F B .

    ResponderExcluir
  15. AGORA NÃO TEM DESCULPA
    *****
    Governo de MG oferece ajuda a prefeituras para cumprir Lei da Transparência

    Decreto do governo de Minas oferece gratuitamente às prefeituras a criação de sites de acesso à informação. Municípios que não publicarem dados até dia 28 sofrerão sanções

    Felipe Canêdo

    Publicação: 17/05/2013 06:00 Atualização: 17/05/2013 07:20

    A subcontroladora da Informação Institucional e da Transparência Margareth Travessoni diz que a medida vai ajudar a centralizar os dados

    No aniversário da promulgação da Lei de Acesso à informação, um decreto do governo de Minas pode ser a salvação para as prefeituras que ainda não registraram seus portais de transparência na internet. Publicado nessa quinta-feira no Diário Oficial do Estado, o texto estabelece que o governo vai oferecer gratuitamente, a todas as prefeituras do estado que se interessarem, a criação de seus sites de acesso à informação, que serão aglutinados no portal da transparência estadual, no endereço www.transparencia.mg.gov.br. “Os municípios que aderirem ao Programa Minas Aberta terão uma página no portal da transparência do governo do estado, com subdomínio específico na internet. Com isso, o governo de Minas auxilia as prefeituras a se adequarem às normas legais, sem ônus para os cofres municipais”, explica o vice-governador, Alberto Pinto Coelho, que assina o texto.

    Muitos municípios se tornaram reféns de empresas de software que estavam cobrando até R$ 10 mil por mês para manter as páginas na rede com informações sobre as contas da administração. Reportagens publicadas pelo Estado de Minas em 30 de abril e no dia 5 relataram o drama de prefeituras de cidades pequenas com dificuldades para cumprir o prazo estabelecido em lei para implementação dos portais, o dia 28. Levantamento mostrou que 73% dos municípios mineiros com menos de 50 mil habitantes não tinham portal da transparência. A lei determina a suspensão de repasses do governo federal e do estadual caso os sites não estejam funcionando. Para cidades com mais de 50 mil habitantes esse prazo já expirou.

    “As prefeituras agora deixam de ser reféns dessas empresas que estavam cobrando elevados valores para desenvolver esses sites para elas e passam a ter uma ferramenta gratuita que o governo está oferecendo. Os municípios antes não tinham opção e teriam que contratar essas empresas, para não deixar de cumprir a lei”, sustenta a subcontroladora da Informação Institucional e da Transparência da Controladoria Geral do Estado (CGE), Margareth Travessoni.

    Ela destaca que a aglutinação das informações do estado e dos municípios no mesmo portal favorece a fiscalização pelos cidadãos. “Ainda que o município não queira participar do nosso programa, nós também podemos divulgar a página da prefeitura contendo essas informações, o que vai centralizar os dados”, completa. Já o vice-governador ressaltou que os dados relativos às transferências estaduais de receitas constitucionais “poderão ser atualizados automaticamente com a mesma periodicidade e nível de detalhamento publicado pelo governo de Minas”.

    Capacitação
    Pleito antigo dos prefeitos, o projeto foi elaborado ainda no ano passado e orçado em cerca de R$ 400 mil pela Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais (Prodemge). Outros estados, como São Paulo, Espírito Santo, Rio Grande do Sul e Amapá, também promovem iniciativas semelhantes. O projeto será coordenado pela CGE e pela Secretaria de Governo de Minas Gerais, em pareceria com as secretarias de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), de Governo (Segov), da Casa Civil e de Relações Institucionais (Seccri) e de Fazenda (SEF).

    As cidades que aderirem ao programa terão de atualizar as informações de seus portais municipais de transparência, mas a capacitação e o treinamento dos servidores serão promovidos pelo governo estadual. Os municípios ficarão responsáveis pelos pedidos de acesso à informação.

    ResponderExcluir
  16. O locutor conhecido como boca maldita precisa respeitar, pelo menos, a memória dos piraporenses falecidos.
    O nosso inesquecível Markú Ribas não estava magoado com o povo de Pirapora por ter perdido a eleição para a Câmara Municipal. É mais uma mentira! É mais uma calúnia!
    Markú ficou entristecido por ter sido menosprezado pelo ex-prefeito corrupto e condenado, que o impediu de fazer seus shows durante oito anos, e que dizia em todos os cantos da cidade que ele era um artista sem sucesso e de final de carreira, que não atraía público nenhum para seus shows e que jamais gastaria um centavo da Prefeitura para contratar um cantor como ele. Sua preferência seria sempre, e como foi, para artitas sertanejos e de música popular.
    Portanto, este radialista caloteiro e puxa-saco deve contar a verdade em seu programa. É muito difícil para um imbecil e sem caráter como ele, mas que respeite pelo menos o nosso grande e adorado irmão Markú.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sérgio Murilo17/05/2013 13:07

      Depois daquele pleito eleitoral, me encontrei outras vezes com Marku, aqui em Pirapora, muito alegre e feliz, ora voltando da praia, ora passeando pelo centro da cidade, ora pela orla fluvial, cumprimentando e abraçando a todos, a quem carinhosamente sempre chamou de "maninhos", sem qualquer resquício de mágoa e de tristeza por ter perdido a eleição. Aliás estes sentimentos não combinavam com seu jeito de ser. Naquele coração barranqueiro só existiam um profundo amor por Pirapora e pelo seu povo.
      Mais uma calúnia proferida por este radialista em seu programa de rádio.

      Excluir
    2. B Sto Antônio17/05/2013 18:37

      Este radialista não respeita nem os falecidos. Moleque!
      Ele devia olhar pra dentro da família dele, antes de caluniar as pessoas de bem.

      Excluir
    3. A turma do ex prefeito itinerante curte baixaria. Fazem a pornopolítica da sujeira.

      Excluir
    4. BURITIZEIRO DOS BURACOS22/05/2013 21:54

      O IRMÃO DO EX PREFEITO DE PIRAPORA FEZ A CAMPANHA DA CALÚNIA DENTRO DE BURITIZEIRO 2012.

      Excluir
  17. CAMISETA AMARELA17/05/2013 12:01

    TRECHO DE UM ARTIGO DO JORNALISTA SANDRO VAIA:
    "O moinho de vento contra o qual arremetia dom Quixote de la Mancha era aquele que ameaçava a donzela Dulcinéia del Toboso.

    Dom Quixote delirava. Imaginava duelos heróicos contra cavaleiros que não existiam para defender a pureza da donzela que também não existia.

    Um pouco da raiz ontológica da política moderna deve ser procurada na metafísica onírica de dom Quixote de la Mancha: para manter-se motivado, sempre é preciso dispor de um inimigo, verdadeiro ou imaginário, e através dele manipular as conveniências. Quando o inimigo não existe, inventa-se um."

    AQUI, EM PIRAPORA, O EX-PREFEITO DENUNCIADO MUITAS VEZES E CONDENADO PELA JUSTIÇA, QUE VEM BLOQUEANDO SEU PATRIMÔNIO SUCESSIVAMENTE E JÁ O DEIXOU INELEGÍVEL, JOGA A CULPA DA REPORTAGEM DA TV GLOBO NAS COSTAS DA INEXISTENTE OPOSIÇÃO, QUE HÁ MUITO TEMPO SUMIU DO MAPA E, QUANDO APARECE, E DE LONGE, É PARA FAZER COMENTÁRIOS NO FB, DANDO POR ENCERRADA A SUA PARTICIPAÇÃO NA VIDA POLÍTICA DE PIRAPORA.
    POBRES DE NÓS, MAIS DE 14 MIL ELEITORES, QUE CONFIAMOS EM REPRESENTANTES, QUE HOJE SÃO OMISSOS, SILENCIOSOS E QUE NOS ABANDONARAM DE VEZ. LAMENTÁVEL E MUITO TRISTE!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A oposição nunca foi tão insignificante em toda a história política de Pirapora. Carecemos de líderes, pois jamais nos bandearemos para o lado dos corruptos que estão no poder.

      Excluir
    2. Marcos Paulo17/05/2013 14:16

      O ex-prefeito esculhamba com a oposição, com um discurso barato, raivoso, ameaçador e covarde e ainda põe os dois locutores fajutos de sua rádio para bater e os agredidos aceitam sem retrucar, sem reagir, sem vir à publico se manifestar. Não dá mesmo para entender.

      Excluir
    3. Com uma oposição enfraquecida e sem líderes fortes fica difícil uma mudança em curto prazo de tempo em Pirapora; então o ex-prefeito se acha no direito de vir à público e falar muitas barbaridades e acusações infundadas e mentirosas, pois não tem ninguem para desmentir e enfrentá-lo.

      Excluir
    4. Maria de Fátima17/05/2013 21:01

      Em todas as cidades, os partidos de oposição saem em busca de eleitores, numa brava luta para conquistá-los.
      Aqui em Pirapora, muito mais de 15 mil eleitores buscam um partido de oposição e não encontram.

      Excluir
  18. Parem o mundo que quero descer! A cada vez mais, em Pirapora, vemos mentiras serem divulgadas como grandes verdades, como nesta entrevista chata com um secretário sedado por Rivotril, para não soltar os cachorros em Emerson e Cláudio. Aliás, Claúdio é que ainda esboça alguma reação contra a enganação, quanto ao dono do programa é só mesuras.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A imprensa atualmente, TV, rádio e jornais, nunca foi tão chapa branca e sem-vergonha. Exilados estão os que ainda lutam por uma Pirapora decente.

      Excluir
  19. Lembro da tal vergonha alheia, quando escuto o energúmeno deste secretário falar numa entrevista.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. B Sto Antônio17/05/2013 18:40

      Ele esteve envolvido com o caso do gerador da fm.

      Excluir
    2. Tive vontade de vomitar quando escutei a entrevista do amigo e ex secretário de Warmillon.

      Excluir
  20. Ministério Público está errado!
    O Tribunal de Contas deu ok em todas as obras e depois fez um relatório totalmente diferente, denunciando um desvio/má aplicação de mais de 31 milhões de reais.
    O ex-prefeito, condenado fartamente pela Justiça, é honestíssimo.
    As besteiras e mentiras que esse secretário diz não me surpreendem mais!
    O duro é ver Emerson pisando em ovos, sem uma pauta previamente preparada para esta entrevista.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não aguento nem ouvir falar no nome de Emerson Santos. Tá mais que claro de que lado ele agora está

      Excluir
    2. FELIZMENTE AINDA NOS RESTA O BLOG TRANSPARÊNCIA, CORAJOSO, VERDADEIRO, INDEPENDENTE, INDESTRUTÍVEL E INCORRUPTÍVEL. UMA VOZ SOZINHA NESTE MAR DE MENTIRAS E ILUSIONISMOS DE PIRAPORA.

      Excluir
    3. AMIGOS DO BEM,
      QUEM TIVER A GRAVAÇÃO DA ENTREVISTA ENTREGUE PARA O MINISTÉRIO PÚBLICO NO FÓRUM DE PIRAPORA. ESTE MATÉRIAL SERÁ MUITO IMPORTANTE PARA OS PROMOTORES DE JUSTIÇA.

      Excluir

    4. A imprensa local caiu no abismo intelectual , moral e político.

      Excluir
    5. BURITIZEIRO DOS BURACOS22/05/2013 21:52

      TRABALHADORES DOS PREFEITOS.

      Excluir
  21. Essa entrevista é uma comédia de absurdos e contradições.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma estrevista estúpida para defender o corrupto e a corrupção.

      Excluir
  22. Numa terra de otários, ex-prefeito condenado, com bens bloqueados e inelegível é que honesto.
    Como dizia Moreira da Silva: “otário que é otário leva tapa na cara e tem que calar a boca”. Somos apenas isso, um bando de otários sustentando esses canalhas em seus cargos públicos, como este aí que acabou de dar uma entrevista mentirosa. Muito falou, mas não conseguiu comprovar nada.
    E alguem acha que ele foi ao MP e ao TC, na semana passada, para fazer uma reunião ou foi INTIMADO?

    ResponderExcluir
  23. O ROMBO EM PIRAPORA É BEM MAIOR. AH, SE EM PIRAPORA EXISTISSE CÂMARA DE VEREADORES...
    ****
    17/05/2013 07:42 - Atualizado em 17/05/2013 07:42

    Prefeitura de Lagoa Santa será notificada por irregularidade

    Lucca Figueiredo - Hoje em Dia

    O prefeito de Lagoa Santa, na região metropolitana, Dr. Fernando (PSB), deverá ser notificado nesta sexta-feira (17) para prestar esclarecimentos sobre a possível fraude em um contrato firmado pela administração e uma empresa para a locação de caminhões de limpeza. Em meio a um cenário cercado de polêmicas, com manifestações contrárias e favoráveis ao chefe do Executivo, a comissão processante criada na Câmara Municipal da cidade para avaliar o caso promete rigor e isenção na apuração dos fatos.

    A intenção é agilizar a convocação do prefeito para que a comissão tenha tempo suficiente para avaliar o caso. O grupo, formado pelos vereadores Carlinhos Barbosa (PP), Aline da Farmácia (PMDB) e Juninho de Pedro (DEM), tem 90 dias para concluir o caso. O prazo começou a contar desde a última terça-feira, quando foi acatada a denúncia apresentada pelo servidor público Ricardo Viana.

    Depois de notificado, Dr. Fernando terá dez dias para apresentar sua defesa. Ontem, a reportagem tentou mais uma vez falar com o prefeito, mas ele não atendeu às ligações. Anteriormente, ele havia afirmado, por meio da assessoria, que desconhecia o caso.

    Polêmica
    A denúncia provocou reações em aliados e adversários do prefeito. Ontem, algumas ruas de Lagoa Santa amanheceram lotadas de panfletos que acusam os vereadores da cidade de terem recebido propina para cassar o socialista. Além disso, muros teriam sido pichados pedindo a saída de Dr. Fernando do cargo.

    Procurado, o presidente da comissão processante, Carlinhos Barbosa, criticou a postura dos aliados do prefeito. “Eles espalharam panfletos acusando todos os vereadores. A cidade já não tem um sistema de limpeza adequado e ainda sujaram mais as ruas, com inverdades. Se alguém recebeu para isso, que eles denunciem o caso no Ministério Público ou procurem a polícia”, disse. O parlamentar afirmou ainda que o prefeito terá direito à defesa.

    Aumento
    Segundo denúncia apresentada com exclusividade pelo Hoje em Dia, Dr. Fernando teria decretado situação de emergência no município no segundo dia do mandato dele. A atitude serviu para dispensar a necessidade de realização de concorrência para contratação do serviço de locação de caminhões.

    Depois disso, o prefeito teria encerrado um contrato em vigor no valor de R$ 12 mil mensais por veículo com uma empresa localizada no bairro Tirol, em Belo Horizonte. Um novo acordo com a mesma fornecedora teria sido firmado, só que o valor do aluguel subiu para R$ 19 mil, segundo a documentação entregue aos vereadores, um aumento de 58,75%.

    ResponderExcluir
  24. Carlos Maurício17/05/2013 14:03

    Esses corruptos têm uma "ética incompreensível". O problema não é fazer a coisa errada, desonesta, imoral, ou seja, roubar os cofres públicos municipais. O problema é que a corrupção não pode ser mostrada na imprensa, como foi essa reportagem da Globo. Aí os criminosos, estúpidos, bandidos e imbecis comandados e manipulados pelo chefe da organização criminosa viram bichos selvagens e agressivos.
    Mas quem teme as ameaças dessa cambada de palhaços?
    É preciso ter estômago para aguentar esses asquerosos. A não ser que se seja cooptado, vendido, beneficiado ou que se faça olho brando, fingindo não ver o que está ocorrendo em Pirapora.

    ResponderExcluir
  25. Estamos sendo governados por uma máfia, por uma organização criminosa, por uma quadrilha que pretende se eternizar no poder em Pirapora, de qualquer jeito, de qualquer maneira, seja por bem ou por mal. Para isto, o bando usou, e usará cada vez mais, a máquina e o dinheiro público de forma descarada e sem nenhum pudor. É a treva espessa de mentes diabólicas, perigosas e psicopatas.

    ResponderExcluir
  26. B Sto Antônio17/05/2013 18:42

    Que entrevista foi aquela na FM. Nunca escutei tanta babaquice.
    O ex prefeito itinerante honesto kkkkkkkkkk piada.

    ResponderExcluir
  27. Qualquer dia vai aparecer no FB uma foto do atual prefeito( aquele de cada sorriso um flash, cada mentira uma notícia) sentado no vaso sanitário de seu gabinete, lendo um jornal.
    Entra o fotógrafo oficial e faz as fotos de frente e de lado, pedindo para o prefeito estampar aquele indefectível sorriso.
    Aí ele sai, entra o matosinho para colher suas impressões, como estava antes e como está depois, e como aquela ida ao banheiro vai melhorar a vida de Pirapora e trazer benefícios para seu povo.
    Daí o matosinho leva para o ogro aprovar e aumentar mais algumas promessas e recebe a autorização para postar em todas as redes sociais.
    Este é o marketing sujo e fedorento da atual administração.
    Papel higiênico é pouco para limpar tanta sujeira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Excelente comentário, Cristianne, esse aí, como administrador público, por sinal, muito bem remunerado, faz no exercício da vida pública, exatamente e na maior tranquilidade, o que faz na “privada de seu gabinete.”

      Excluir
  28. Sabe qual foi a melhor parte da entrevista da fm?
    Claudio Cesar Moreno.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Servidor Municipal18/05/2013 08:31

      Comentando sua entrevista de ontem, num determinado gabinete da Prefeitura, o secretário disse que se segurou para não dar um murro na cara de Cláudio, no momento em que ele o questionou sobre o psf do Santos Dumont, totalmente destruído.
      Quanto ao Emerson, ele já achou maleável, disse até estar mais "macio" em relação à atual administração, inclusive o radialista convidou insistementemente o prefeito e seus secretários para participarem do programa da FM.

      Excluir
    2. Tereza do Nascimento18/05/2013 15:03

      O dono do programa ainda não aprendeu a diferenciar crítica de ofensa, não respeita a liberdade de expressão e a contestação às suas opiniões emitidas nas redes sociais.
      Como deve ser cansativa a irrelevante luta pela unanimidade.

      Excluir
    3. A livre expressão não é um direito só da imprensa não, mas de TODOS.

      Excluir
    4. ”Mesmo que tampe minha boca, vede meus olhos, cerre meus ouvidos e acorrente minhas mãos e pés, meu coração sempre gritará por liberdade”.
      Porque Pirapora merece mais sempre de seus filhos!

      Excluir
  29. Pirapora está pautada por um mito 171. Com o poder e o dinheiro público distribuiu migalhas, criou parasitas na prefeitura, e adoradores que foram muito beneficiados.
    A propaganda enganosa mais exitosa da história política de Pirapora criou o louvor a um bandido que ficou rico às custas do povo otário de nossa cidade. Formado por quase 10 mil analfabetos políticos e por mais 5 mil que, mesmo não sendo analfabetos, votaram irresponsavelmente nesse político sem qualquer valor ético, intelectual ou moral e em seu sucessor, a quem ninguem conhecia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A mais pura verdade.

      Excluir
    2. Sônia Lima18/05/2013 15:54

      A constante vigilância é o preço que devemos pagar para que a nossa liberdade não nos seja roubada.

      Excluir
  30. Pelo amor de Deus alguém se levanta para fortalecer a politica de oposição em Pirapora. Algum cidadão de bem que tenha liderança e peito para junto com os 14 mil eleitores que disseram não ao continuísmo da corrupção, enfrentar a quadrilha de WB e LS. Eles nunca tiveram tão fracos e nós também. Se continuarmos assim é até possível Léo ser cassado, e eles ainda conseguirem eleger algum vereador e sujo e corrupto como prefeito. Se tiver nova eleição quem defendera Pirapora?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se Indalécio não for candidato, que tal Domingos do INSS?

      Excluir
  31. Indalecio Garcia, Grosselha, Bartolomeu, Leonidas, Domigos do INSS, Deovani, Jairo, Claudio Moreno, Frederico Speshit. Zé Carlos do Jornal A corrente, Dilmo Mendes , Sebastião Marques, Dra Myrian Figueiredo, Beto Fugencio, Elder Braga e mais os 14 mil piraporeses VAMOS NOS UNIR PARA RESGATAR PIRAPORA DAS TREVAS, A HORA É AGORA. CONVOQUEM OS PIRAPORES PARA A LUTA

    ResponderExcluir
  32. ENQUANTO ISSO, NO BRASIL DE VERDADE...
    *****

    Ex-prefeito de cidade fluminense tem que devolver R$ 15 mil à prefeitura

    17/05/2013 - 20h06

    Da Agência Brasil

    Rio de Janeiro – O ex-prefeito do município de Quissamã, no norte fluminense, Armando Cunha Carneiro da Silva, terá que devolver, com recursos próprios, R$ 15.194,62, aos cofres municipais. A determinação é do Tribunal de Conta do Estado (TCE-RJ), que exige também que o ex-prefeito pague uma multa no valor de R$ 7.219,80 pela formalização de contrato com a empresa Hortis Comércio de Legumes e Cereais Ltda para a compra de produtos alimentícios com preços considerados acima do mercado.

    De acordo com o TCE-RJ, o contrato celebrado entre a prefeitura e a empresa, de R$ 121.877,50, é resultado de tomada de preço feita no ano de 2006. Armando Cunha já havia recebido mais uma determinação judicial para que devolvesse o valor determinado pelos técnicos do tribunal como superiores aos praticados pelo mercado. Na ocasião, o ex-prefeito recorreu da decisão, mas seus argumentos foram considerados insatisfatórios.

    O voto do conselheiro-relator do processo, Marco Antonio Barbosa de Alencar, foi aprovado ontem (16) em sessão plenária do TCE-RJ. Segundo a assessoria de comunicação do órgão, “o ex-prefeito ainda não recebeu a comunicação para pagamento do débito e da multa”, e ainda cabe recurso da decisão.

    Na última terça-feira (14), o tribunal determinou que Armando Carneiro deverá pagar uma multa de R$ 12.033,00 por ter fechado contrato com dispensa de licitação com o Instituto Brasileiro de Projetos e Desenvolvimento Institucional (Ibradi), em 2009, para a elaboração de pesquisas e assessoramento técnico destinado ao desenvolvimento econômico da região.

    O contrato, de R$ 250 mil por cinco meses, assim como a dispensa da licitação, foram considerados ilegais pelo tribunal. O voto do conselheiro-relator José Gomes Graciosa foi aprovado pelo plenário na data.

    O ex-prefeito recebeu do tribunal uma terceira multa no valor de R$ 6 mil, em fevereiro de 2013, devido a irregularidades na admissão de pessoal. Entre as ilegalidades foi averiguada a contratação de agentes comunitários de saúde sem processo seletivo público. Segundo o voto do conselheiro Julio L. Rabello, foi constatado o uso indevido de cooperativa e de organizações da sociedade civil de interesse público (Oscips) para admissão de pessoal, o que é proibido segundo a legislação.

    Edição: Fábio Massalli

    Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil

    ResponderExcluir
  33. Ouvi ontem à noite na feirinha de um contratado da PMP:
    "Não é uma boa ser funcionário da prefeitura de Pirapora, cidade onde não há empregos? Beleza mesmo é ser do grupo do prefeito. Ganha sem fazer muito esforço".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muitos desta e da antiga gestão, empregados na PMP, sem qualquer qualificação ou competência, não mamam nas tetas do governo, mas nas nossas. A Prefeitura é apenas uma intermediária. Para a quadrilha feliz tudo é um mar de rosas.

      Excluir
  34. Tenho procurado, na medida do possível, divulgar o seu blog que faz parte de minha leitura diária. Agradeço muito pelo seu importante trabalho! Precisamos de pessoas como você, com lucidez e coragem, para abrir os olhos do nosso povo, pelo menos daqueles que têm o privilégio do acesso à internet.

    ResponderExcluir
  35. Sérvulo Aguiar18/05/2013 15:52

    Ainda criança, ouvi em um filme: “liberdade não se concede, só se retira”.
    Não podemos deixar que o grupo político que domina Pirapora, seja a única corrente de pensamento possível, paute toda a mídia e ainda detenha o monopólio para decidir sobre o que é certo e errado para o povo de nossa cidade.

    ResponderExcluir
  36. Vereador Itamar do Bom Jesus, Vereador Pedro do Industrial, Vereadora Djuliane, eleitos pela oposição, o que vocès têm feito na Cãmara Municipal de Pirapora? Esqueceram das funções de um Edil? já estão comendo na mão do Pitaqueiro?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todos comprados por migalhas do pitaqueiro.... Vergonha geral e ainda tem o incólume cabo Lemos, q desde a época da campanha recebia apoio irrestrito do grupo de Indalecio e já aquela época fazia campanha p WFB. Traidores do povo e de Pirapora. Vms ver se se elegem de novo....

      Excluir
    2. É verdade que a Dju empregou, na Câmara, a ex-assessora de imprensa dela? Dju é só decepção.Alguma surpresa?

      Excluir
    3. Júlio César19/05/2013 12:52

      Ali é a verdadeira Casa do Espanto.
      Acobertamento e aprovação de projetos de leis suspeitos e sem o devido aprofundamento, traições, barbaridades de toda sorte são cometidas à vista de todos os piraporenses, que, simplesmente, fecham seus olhos para o hoje,quando no amanhã seus filhos ou netos, que fazem parte desse povo, sentirão na carne esta omissão feita no passado em Pirapora.

      Excluir
    4. Ali mais parece um hospício ou uma colônia de férias.

      Excluir
    5. Com um silêncio obsequioso e sem constrangimento algum, eles aprovam absolutamente tudo, sem ao menos questionar ou estudar, que é enviado pelo Executivo.
      Difícil é saber qual deles não recebe favores e ajudas e não tem apadrinhados no enorme cabide de empregos, que continua sendo a Prefeitura.

      Excluir
    6. BURITIZEIRO DOS BURACOS22/05/2013 21:51

      OS VEREADORE DE BURITIZEIRO E PIRAPORA SÃO IGUAIS.
      NÃO ESCUTAM NADA,
      NÃO SABEM DE NADA,
      NÃO FALAM NADA,
      NADA VEZES NADA,
      IGUAL A NADA.

      Excluir
  37. Advogado Pirapora18/05/2013 17:52

    É muita cara de pau do ex-prefeito querer tirar a responsabilidade dele e acusar Dr. Marcos Dorival, Dr. Fabiano e Dr. Fidelis pela fraude na licitação do centenário de Pirapora, como ele disse na entrevista na Rádio Pirapora. Nem Dr. Marcos Dorival e nem Dr. Fabiano deram parecer sobre a licitação. O parecer foi do Dr. Charles e a responsabilidade da licitação foi do Dr. Fidelis, que era procurador-geral do Município de Pirapora. É muita irresponsabilidade envolver os nomes de Dr. Marcos Dorival e Dr. Fabiano na licitação fraudada do centenário.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Farinha do mesmo saco... Dorival e trimilique são cupinchas participantes do conluio engendrado para sustentar WFB. Tão cúmplices qto culpados. Tem q ter defesa deles não. Alias, esses advogados de Pirapora são tudo um bando de lacaios querendo dinheiro da prefeitura. Vergonha p OAB e para a população carente que tanto necessitava deles para defende-los das roubalheira que se instalou na prefeitura.

      Excluir
    2. Duro é chamar esses adEvogados de DOUTORES... Cursaram doutorado em que mesmo? Será que eles, por isso, tiraram satisfatação com o itinerante? Té parece... Farinha do mesmo saco

      Excluir
    3. Cursaram doutorado sim, na arte de como defender um bando de ladrões e ajudar a acabar com Pirapora. O Fudelin, ex procurador do WFB é especialista em se dar bem. Cria cruel de um dos piores políticos de Pirapora. O vereador q esteve do lado de Wallyd, Leonidas e agora é a mão do WFB, ildemazinho cm é chamado pelo alcaide. Triste sina de Pirapora. Saqueada por analfabetos cm esse vereador e por dótores como Fudelin, trimilique, dorival e charles sabe nada, além de tantos outros q mal sabem fazer um Ó com o fundo de um copo e maman nas tetas do dinheiro publico....

      Excluir
    4. Uai, basta eles processarem ele!

      Excluir
  38. PREFEITURA APROVOU DOAÇÃO DE TERRENO E MIMOS PARA CALL CENTER
    Está publicado no jornal A Semana a lei municipal 2176/2013 autorizando a prefeitura a doar um terreno de 8000 mts quadrados no centro da cidade para implantação da empresa. Tudo muito bom se não fosse o detalhe que a contrapartida faz com que a empresa quando bem entender poderá abandonar a cidade e ficar com o terreno publico, já que as garantias são minimas.
    Não bastasse a insenção de impostos municipais, alugeul por parte da prefeitura de uma área no centro e outros mimos para a empresa.
    O artigo 4 paragrafo II da referida lei diz que a contrapartida é que a empresa fique aqui por pelo menos 5 anos...(pasmem) salvo em casos de cancelamentos de contratos que inviabilizem as operaçoes do call center ou motivo de força maior ou fortuito.
    Peraí senhores vereadores...então o empresário monta a empresa e após um ou dois anos, pica a mula, mas mantém a propriedade de um terrenão de alto valor no centro da cidade e nada deverá a cidade, já que poderá alegar motivo de força maior como preve o artigo II mencionado.

    Acordem vereadores e prefeito deixem de ser estúpidos. Se querem fazer a coisa certa, devem EXIGIR a reversão do terreno e benfeitorias ao patrimonio do municipio, caso a empresa encerre suas atividades antes de 10 anos, independente do motivo.

    Vejam o exemplo das fábricas do nosso Distrito Industrial. Empresários inescrupulosos e politicos corruptos abandonaram varios elefantes brancos após o fim da mamata da concessão dos incentivos fiscais e ainda assim são proprietários legítimos das áreas que antes eram da união. Ou seja, abandonaram a população à mingua e ainda atrapalham o crescimento da cidade com gigantescas áreas abandonadas.
    Essa áreas deveriam ser revertidas automaticamente ao patrimonio publico no caso de falencia, fechamento ou abandono pelas empresas.

    Vamos exigir da CAMARA DE VEREADORES e da PREFEITURA a revisão dessa lei.
    Pirapora precisa de empregos, mas não podemos ser feitos de trouxas a troco de qualquer migalha.

    Jadir Ferreira no Facebook

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com um supermercado parece que a história foi a mesma. Aouvbe que o município doou quase um quarteirão pra um supermercado de montes claros, ali perto do aeroporto velho, que em seguida o vendeu o supermercado e se mandou

      Excluir
  39. 15/05/2013 18:28 - Atualizado em 15/05/2013 18:28

    Por irregularidades, Justiça suspende repasse de verbas para obra em Valadares

    Ana Lúcia Gonçalves - Hoje em Dia

    GOVERNADOR VALADARES – A Justiça Federal suspendeu a continuidade do repasse de verbas para reforma da ponte de acesso ao bairro Ilha dos Araújos, em Governador Valadares, no Leste de Minas Gerais, e decretou a indisponibilidade de bens dos envolvidos, entre eles um secretário e diretores de Obras da prefeitura. O pedido foi feito pelo Ministério Público Federal (MPF) que denuncia superfaturamento, execução de péssima qualidade e a suspeita de apropriação do dinheiro público.

    O bloqueio alcançou o valor de R$ 426.074,08. Essa é a soma de R$ 106.518,52, valor já repassado e calculado como prejuízo aos cofres públicos por corresponder ao valor total da obra que teve apenas 38% concluídos, mais a multa civil. Para assegurar o ressarcimento, foram bloqueados bens do secretário de Obras Edmilson Soares, do diretor do Departamento de Obras Viárias, Orfeu Brandão Perim, da Construtura FEAC Ltda. e de seu administrador, engenheiro civil Luiz Carlos Corrêa.

    De acordo com o MPF, os problemas começaram em 2009, quando o município firmou com o Ministério das Cidades um Contrato de Repasse no valor de R$ 295.300,00. A contrapartida do município seria de R$ 25.700,00. A prefeitura então realizou o procedimento licitatório Tomada de Preços, do tipo menor preço global, para escolher a melhor proposta para execução das obras, uma uma cobertura sustentada por estrutura metálica.

    Apenas a Construtora FEAC Ltda apresentou proposta e foi declarada vencedora. Após a assinatura do contrato, revela o MPF, teve início uma série de irregularidades, a começar da subcontratação, pela construtora FEAC, de uma outra empresa, a Plus Comunicação Visual Ltda, para a execução integral das obras, embora seu objeto social nada tenha a ver com serviços de engenharia e tampouco possua engenheiros, arquitetos, ou qualquer responsável técnico formado na área em seus quadros.

    Segundo o procurador da República Helder Magno da Silva, autor da ação, a terceirização ilegal violou a lei e o contrato celebrado com a prefeitura que proibia a subcontratação, ainda que em parte, do objeto licitado. Para agravar a situação, o MPF apurou que a Plus foi subcontratada por um valor inferior ao do contrato. Ela orçou seus serviços em R$ 164.232,00, quando a proposta apresentada pela Construtora FEAC, na licitação tinha sido de R$ 414.920,88, o que para o MPF, isso indica possível superfaturamento nos custos da obra.

    O próprio administrador da Plus Comunicação, Marcos Vinícius Silva Andrade, que também é réu na ação, em depoimento ao MPF, admitiu, segundo o procurador, que o valor apresentado por sua empresa ainda lhe renderia um lucro de R$ 55 mil.

    “Pode-se deduzir, então, que o custo da obra que está sendo executada é de R$ 110 mil, apesar da planilha orçamentária do projeto básico orçá-la em R$ R$ 440 mil e a proposta vencedora ser de R$ 414 mil”, afirma o procurador da República.

    CONTINUA NO PRÓXIMO POST

    ResponderExcluir
  40. CONTINUAÇÃO DO POST ANTERIOR

    Qualidade
    A execução da obra, considerada pelo MPF de péssima qualidade, também é questionada. Segundo o procurador, em vistoria feita à seu pedido, engenheiros da Caixa Econômica Federal constataram que as impropriedades técnicas da obra são tamanhas que, para serem corrigidas, ela praticamente terá de ser toda refeita. Sequer os materiais utilizados, como peças e cobertura, poderão ser reutilizados.

    Para o MPF, “considerando que foi repassado à Construtora FEAC a importância de R$ 106.518,52, que todas as intervenções realizadas foram inúteis e o material não poderá ser reaproveitado, o prejuízo ao erário é exatamente de todo esse valor”.

    O magistrado lembra que, “ao celebrar um contrato com a empresa vencedora da licitação, a administração pública não visa apenas à execução total das obras licitadas, mas obriga o contratado a comprovar a boa e regular aplicação dos recursos públicos repassados.

    Para evitar esse tipo de ocorrência é que, em toda obra pública, o município deve designar um fiscal para acompanhar sua execução, que, nesse caso da ponte, era o diretor do Departamento de Obras Viárias, o engenheiro Orfeu Brandão Perim.

    “O problema é que ele, juntamente com o secretário Edmilson Soares, não só tinha pleno conhecimento das irregularidades, inclusive da subcontratação ilegal feita pela Construtora FEAC, como preferiu se omitir e até expedir boletins de medição da obra que atestavam falsamente sua regularidade”.

    O MPF suspeita ainda da apropriação do dinheiro público, já que, de acordo com a vistoria feita pela Caixa, apenas 31,88% da obra foi executado, embora já tenham sido liberados R$ 106.518,52 para pagamento. A Plus Comunicação alega não ter recebido nenhuma quantia pelos serviços realizados e por essa razão o juiz federal deixou-os de fora do bloqueio de bens.

    Se forem condenados, além de ressarcir o prejuízo causado ao erário, os acusados poderão sofrer as sanções previstas na Lei de Improbidade, entre elas, perda do cargo ou função pública, suspensão dos direitos políticos e proibição de contratar com o Poder Público ou de receber incentivos fiscais.

    Prefeitura

    A assessoria de Comunicação Social da prefeitura informou, por meio de nota, que a citação do MPF chegou à procuradoria-geral no final da tarde desta quarta-feira (15) e, por isso, “ainda tomaria conhecimento do teor e das alegações do MPF e irá se reportar ao Judiciário, conforme determina a Legislação”.

    No entanto, antecipou que a obra foi paralisada em outubro de 2012 por determinação da própria Secretaria de Obras, depois de constatadas irregularidades. Disse ainda que a obra era executada pela empresa que venceu a licitação, mas de forma diversa do que o município havia contratado.

    “Importante informar, ainda, que a empresa licitada recebeu R$ 106.518,52 de um total de R$ 414.920,88 referentes ao total da obra, e que, desde a paralisação, não foi efetuado nenhum outro pagamento”, diz prefeitura. Ninguém da Construtura FEAC Ltda., foi encontrado para falar sobre o assunto.

    ResponderExcluir
  41. Renato Santos19/05/2013 11:28

    AQUI EM PIRAPORA É BEM PIOR. AINDA BEM QUE TEMOS O CORAJOSO BLOG TRANSPARÊNCIA

    Jornalistas e jornaleiros, jornalismo e propaganda
    Fábio Pannunzio

    Quem mora em Mato Grosso só fica sabendo dos rolos da política em seu próprio Estado quando eventualmente algum grande jornal nacional resolve estreitar o foco sobre os problemas locais. Que, diga-se, não são poucos.

    Os periódicos locais, num obsequioso exercício de subserviência, jamais noticiam nada que possa expor as vísceras da baixa política que ali se pratica.

    É lá que atua o maior ficha-suja do País, o multiprocessado deputado estadual José Geraldo Riva (PSD). Contra ele há mais de 180 ações civis, penais, e de improbidade administrativa.

    Riva responde por peculato, corrupção e acaba de ser afastado da presidência da Assembleia Legislativa pelo Tribunal de Justiça. Foi o artífice do chamado “Escândalo das Calcinhas”.

    Está incurso na Lei da Ficha Limpa e não pode mais concorrer a nenhum cargo eletivo. Antes, teve dois mandatos cassadoS pela Justiça Eleitoral por compra de votos.

    Desinformado, o eleitor mato-grossense continua cedendo votos para essa elite delinquente. Pleito após pleito, gente como Riva vai aumentando seu cacife eleitoral – a despeito do aumento vertiginoso de seu passivo judicial.

    Contra eles resta apenas a combatividade de blogueiros como Adriana Vandoni, do Prosa e Política, que segue denunciando as falcatruas.

    A estes, a máquina de delinquir da política cuiabana responde com dezenas de processos que têm por objetivo intimidar, censurar e silenciar.

    Para quem busca explicações para o acumpliciamento dos jornais, o Diário Oficial começa a oferecer respostas.

    Nos últimos dias, no apagar das luzes da gestão Riva, foram publicados vários extratos de contratos para a aquisição de assinaturas de periódicos pelo parlamento local. Todas elas superfaturadas.

    O objeto de um desses contratos era a aquisição, por R$ 33 mil, de 60 assinaturas anuais de um tal Diário de Alta Floresta ao custo unitário de R$ 660,00.

    No varejo, a Diário Editora e Radiodifusão, empresa cujo capital social é de apenas R$ 40 mil, oferece o mesmo pacote por apenas R$ 290,00. O superfaturamento chega a espantosos 127%.

    O jornal A Tribuna, de Rondonópolis, cobrou da Assembleia R$ 680,00 por um pacote anual oferecido ao púbico por R$ 375,00 (81% de sobrepreço). E o misterioso Correio Varzeagrandense conseguiu emplacar um contrato semelhante por R$ 500,00.

    Digo misterioso porque nem os funcionários do suposto departamento comercial sabem informar qual é a periodicidade da publicação.

    Os rolos, no entanto, não se restringem aos hebdomadários dos grotões. Os dois maiores jornais cuiabanos surfam na mesma onda.

    O jornal A Gazeta, por exemplo, emplacou a venda de 71 assinaturas anuais pelo valor unitário de R$ 700,00, num negócio que totalizou R$ 49,7 mil reais.

    Sabe quanto paga o assinante pessoa física ou jurídica pelo mesmo serviço ? No máximo R$ 450,00. Percentual de superfaturamento: 55%.

    Seu concorrente mais forte, o Diário de Cuiabá, conseguiu um sobrepreço mais modesto na venda de um pacote de assinaturas anuais para o parlamento, de “apenas” 44%.

    Vendeu à Assembleia 71 assinaturas, igualmente com dispensa de licitação, por R$ 650,00 cada. Assinantes sem mandato nem colarinho branco pagam pelo mesmo serviço um preço bem menor, R$ 450,00/ano. O sobrepreço é de 44%.

    Mais do que uma teia de relações espúrias, o levantamento feito por Adriana Vandoni desmascara a promiscuidade que explica e justifica o silêncio dos jornais sobre os malfeitos dos políticos mato-grossense que, desses pastiches jornalísticos, só merecem elogios.

    Ao leitor, diante do quadro de acumpliciamento geral dessa imprensa oportunista e servil, resta apenas conformar-se com essa espécie de estelionato que transforma jornalistas em jornaleiros, vendedores de material impresso, locadores de penas, e jornais em meros veículos propagandísticos.

    E o que é pior: ainda ter que pagar isso.

    ResponderExcluir
  42. Na entrevista do ex-prefeito ele se comportou como um infrator menor de idade. A certeza da impunidade o faz cada vez mais descarado e vil, haja vista que ele disse ter centenas de processos "engavetados", ao longo de dezesseis anos de crime, que não deram em nada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os infratores menores de idade não ficam impunes. Quando detidos, mesmo que dias depois devolvidos às ruas, sofrem terríveis pressões, torturas psicológicas, quando não físicas. Os maiores que traficam, matam, estupram, quando têm dinheiro pra pagar bons advogados, mesmo condenados a longas penas, logo são beneficiados pelos atalhos da lei. Sabemos que o itinerante dificilmente irá pra cadeia.

      Excluir
  43. Tenho verdadeiro horror aos ex-prefeito e ao atual, mas, cá pra nós, o eleitor deles, não titubeou em lhes dar um cheque assinado em branco.Porque se vendeu por um copo de cachaça, por uma nota de 10, 20 ou 50 reais, por um churrasco de sebo com osso, por promessas de favores e de empregos. Às vésperas da eleição de outubro, o comércio do voto funcionou a todo vapor, principalmente, nos bairros mais abandonados. Esses dois políticos souberam se aproveitar, e muito bem deste povo, que acha ter lucro em vender seu voto em troca de nada.
    Não tenho pena deles e nem de sua situação de miserabilidade, pois têm os políticos que escolheram. Enquanto eles estão abandonados e jogados à própria falta de sorte, os eleitos bebem vinho importado, se vestem com roupas de grifes famosas, desfilam em carros de luxo, moram em mansões com todo tipo de conforto e de tecnologia, viajam e descansam em lugares paradisíacos. Enquanto eles padecem na fila do hospital e não são atendidos em PSF, seus escolhidos têm médico particular pago por todos nós. Bem feito. O povo é o único culpado, ficando aí excluídos, aqueles pobres que não foram bem esclarecidos pela oposição medrosa, durante a campanha eleitoral e nos comícios paz e amor. A maioria do povo é culpada, por isso, que não reclame.
    Estes dois políticos, que mandam e desmandam em Pirapora, nada valem, mas o povo vale menos ainda.

    Descupem-me este desabafo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marluce, não seja tão dura. Quem fez a diferença foram os milhares de contratados aspones lotados na prefeitura, na fundação, no saae, na emutur. É do conhecimento de todos que muitas pessoas que têm bons salários, não precisam da prefeitura, gente que se diz instruída, votaram no pitaqueiro, mesmo sabendo quem ele é. A gente pobre da periferia, se não resistiu à dinheirama distribuída pelos candidatos a vereador apoiadores do pitaqueiro, não podemos pôr nas costas dessas pessoas a desgraça de Pirapora. Como disse, muita gente dita instruída está na folha de pagamento da prefeitura, da fundação e do saae, sem trabalhar, são fantasmas. Gente que não têm caráter, não ama sua cidade, pensa apenas em si mesmo. É hora de parar de atribuir a culpa apenas aos pobres que venderam os seus votos. Esses vereadores eleitos, sabemos que a maioria comprou votos.

      Excluir
    2. Concordo com tudo que você escreveu, anônimo, mas não alivio para muitas pessoas, que se deixaram comprar na última hora, num momento em que tinham tudo para mudar suas vidas, de suas famílias e da cidade.
      A pobreza não pode retirar a dignidade de ninguem. Eu mesma, já enfrentei muitas carências, mas não me deixei levar pelas facilidades passageiras. Até porque, eles poderiam ter recebido as benesses, por absoluta necessidade, mas tinham a inviolabilidade da urna eletrõnica para votar com consciência e sem se deixar corromper.

      Excluir
    3. Tem muito instruído aí que votou na continuidade, com certeza. Mas esses pelo menos sabem que com ele ganhando ou perdendo no dia seguinte teriam pão na mesa, plano de saúde, emprego certo. O foda é ver a pobretada, como vários parentes meus que só comem salsicha (e quando acham) votarem nele. Esses tinham plena consciência de que continuariam desempregados, vendo familiares morrendo na afundação, morando em ruas sem asfalto, com seus filhos estudando em escolas caindo aos pedaços, etc.. Desses eu não tenho dó também, pois vendem até a alma por dinheiro, só pensam no dia de hoje e quando chega o amanhã vem bater na nossa porta e chorar miséria. Vai bater na porta do pitaco! Vai bater na porta do vermilhões! Pra mim vale a fábula da cigarra e da formiga, só que no meu caso ando deixando a cigarra morrer no inverno.

      Excluir
  44. Camiseta Amarela19/05/2013 13:56

    É tanta corrupção, tanta patifaria,tanta pouca vergonha acontecendo em Pirapora, estampadas em jornais do estado e, agora, até na TV Globo, que a maioria do povo já passou a considerar normal a falta de decência e de moral dos nossos governantes.
    E nos perguntamos: fazer o quê, cadê a justiça, que sabe tudo, já recebeu tantas denúncias do MP e que não age rápido, deixando solto um criminoso de alta periculosidade e que ainda deixou um discípulo em seu lugar, obedecendo suas ordens?
    Viramos coletores de lixo no aterro sanitário das imoralidades de Pirapora; de tão acostumados com o mal cheiro, passamos a nem mais notá-lo, e a acreditar que o fedor faz parte da vida de nossa cidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lagoa dos Patos MG20/05/2013 14:06

      Inúmeros moradores de Lagoa dos Patos vibraram com a reportagem exibidada pela inter tv filial da globo.

      Excluir
  45. Passou a minha fase do espanto. Agora estou na fase do terror! O que me aterroriza é ver o medo de muitos piraporenses, que não gritam, não cobram, não se expõe, ficam calados,não protestam, não discordam publicamente, têm medo de perseguição.

    ResponderExcluir
  46. Luiz Carlos19/05/2013 14:05

    Apesar de tudo isto, Camiseta Amarela, acho que no dia em que deixarmos de nos indignar, estaremos irremediavelmente perdidos.

    ResponderExcluir
  47. Sérgio Murilo19/05/2013 14:05

    A sabedoria mineira diz: “Não é a política que faz o candidato virar ladrão, é o nosso voto que faz o ladrão virar politico”.

    ResponderExcluir
  48. Sérgio Murilo19/05/2013 14:09

    O itinerante é uma mistura de nada com coisa nenhuma, mas recheada de falcatruas, corrupção e gatunagens. É um vigarista de carteirinha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rua Maranhão22/05/2013 09:46

      Ele é uma farsa ambulante corrupta. Nasceu, viveu para roubar

      Excluir
  49. Os honestos não são otários. Um dia, se Deus quiser e se o povo de Pirapora passar a ter vergonha na cara, os honestos ainda voltarão a ser maioria e a governar esta cidade.

    ResponderExcluir
  50. Indalécio, muito provavelmente o Leo Sujeira terá o mandato cassado. Os 14.000 votos seus e muitos outros de eleitores que estão arrependidos de terem votado nesta quadrilha esperam por você. Se você desistiu de ser eleito prefeito de Pirapora, ao menos indique e dê apoio a um candidato para fazer frente a esse bando de corruptos. Não abandone os seus eleitores, principalmente aqueles que se expuseram para vêlo eleito.

    ResponderExcluir
  51. Ai gente será que vai ser amanhã que veremos o Picareta pitaqueiro ser cassado. Ficarei na torcida. Boa noite colegas.

    ResponderExcluir
  52. "Ser honesto não trará para você muitos amigos, mas trará os amigos certos"
    John Lennon.

    ResponderExcluir
  53. Superposição de obras
    Ex-prefeito é condenado por improbidade administrativa

    Por Livia Scocuglia

    O Tribunal Regional Federal da 3ª Região condenou o ex-prefeito de Corumbá (MS) Eder Moreira Brambilla ao pagamento de dano moral coletivo no valor de R$ 500 mil por deixar de prestar contas ao Departamento Nacional de Estradas de Rodagem (DNER) e não fazer licitação para executar obras de recuperação de estradas vicinais e religação dos assentamentos com o município.

    A Ação Civil Pública foi proposta pelo Ministério Público Federal, que acusou o ex-prefeito de ter cometido atos de improbidade administrativa e pela prática de dano ao patrimônio público.

    Pelo Convênio 102/1998, o prefeito de Corumbá deveria prestar contas ao DNER da aplicação dos recursos recebidos. Mas, segundo a decisão, “não há qualquer documento nos autos atestando que os valores repassados pelo DNER foram aplicados nas obras a que destinados,” e que o ato violou tanto o acordo firmado entre as partes quanto a Instrução Normativa STN 1/1997 e regras que tratam das despesas do órgão público (artigos 58, 60, 61, 62, 63, 64 e 65 da Lei 4.320/1964).

    Segundo a decisão, ficou provado que não foi feita licitação para executar as obras e também não foi apresentada qualquer justificativa legal que pudesse dispensar o procedimento. Além disso, segundo a decisão, o ex-prefeito não cumpriu com a planilha de preços unitários e quantitativos de serviços para o cálculo do valor da obra. “O próprio réu confessou desconhecer se outra formalidade essencial foi ou não cumprida, qual seja, o registro da obra de engenharia no Conselho específico, com emissão da Anotação de Responsabilidade Técnica”, diz o acórdão.

    O DNER apurou ainda que houve superposição parcial de obras, já que parte da obra foi feita pelo Instituto de Colonização e Reforma Agrária (Incra) — “tal irregularidade atenta contra os princípios da administração pública, por violar os deveres de honestidade, imparcialidade, legalidade e lealdade às instituições”, diz a decisão.

    Em primeira instância, o ex-prefeito foi condenado ao pagamento de R$ 500 mil, à suspensão de seus direitos políticos por oito anos; e ao pagamento de multa civil de cem vezes a valor da remuneração mensal que ele recebia no exercício do cargo à época dos fatos; além do pagamento de indenização, a título de danos morais difusos, no montante de R$ 500 mil.

    Foi negado o pedido de condenação do ex-prefeito à perda dos valores acrescidos ilicitamente ao seu patrimônio e foi declarada a extinção do feito sem julgamento do mérito em relação ao pedido de perda da função pública de prefeito municipal.

    O ex-prefeito apelou alegando que, em decorrência do "dilúvio" que aconteceu em 1998, o município de Corumbá fez o Convênio 102 para conseguir recursos para reembolso dos valores gastos para abrigar os assentados e recuperar as estradas vicinais e acessos de assentamentos. Ele afirmou ainda que o DNER não liberou a verba ajustada na época prevista, mas o fez de forma integral — R$ 500 mil — um tempo depois, e sem exigir a documentação que constava no Convênio e sem pedir qualquer mediação de serviços.

    Ele afirmou ainda que não foi demonstrada a ocorrência de qualquer dano ao erário, como também não houve comprovação de qualquer irregularidade na execução financeira do convênio, na medida em que todos os pagamentos foram feitos mediante emissão da nota de empenho. Alegou também que não ocorreu nenhuma irregularidade na execução física do convênio, e que não ficou demonstrada a "superposição de obras", como também não foram apuradas irregularidades na prestação de contas. As alegações do ex-prefeito não foram aceitas.

    Apelação 0000880-66.2001.4.03.6004

    Clique aqui para ler o acórdão.

    Livia Scocuglia é repórter da revista Consultor Jurídico.

    Revista Consultor Jurídico, 19 de maio de 2013

    http://www.conjur.com.br/2013-mai-19/ex-prefeito-corumba-ms-condenado-improbidade-administrativa

    ResponderExcluir
  54. Relação dos processos Pauta: 20/05/2013

    Ação cautelar n° 136251

    Trata-se de ação cautelar incidental, com requerimento liminar, ajuizada por Heliomar Valle da Silveira, candidato a Prefeito eleito; Esmeraldo Pereira Santos, candidato a Vice-Prefeito eleito; e pela COLIGAÇÃO JUNTOS SOMOS MUITO MAIS, objetivando a concessão de efeito suspensivo ao recurso eleitoral (1222-42.2012.6.13.0218) interposto em face da sentença que, julgando procedente representação por conduta vedada, determinou a cassação dos registros, a imposição das sanções de multa aos 1º e 2º recorrentes no valor de R$10.000,00.

    Sustentam a necessidade de ajuizamento da presente ação, com vistas a conferir efeito suspensivo ao recurso interposto, no processo principal, contra a sentença, evitando grave insegurança gerada pela possível impossibilidade de diplomação dos ora requerentes.

    Defendem a plausibilidade do direito em que se ampara o recurso, até mesmo porque "impõe-se a nulidade dos atos praticados após a apresentação da exceção de suspeição", uma vez que "Os artigos do Código Processual Civil garantem o devido processo legal para os processos sobre os quais paira exceção de suspeição. E tal procedimento não foi respeitado pela própria Emimente Juíza, que estabeleceu procedimento paralelo ao direito processual vigente".

    Processo 122242 (gravações feitas nas dependências internas e no CTI da Fundação Dr. Moisés Magalhães Freire pelos funcionários públicos, veiculadas na propaganda eleitoral de Léo Silveira).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que aconteceu???? Não foi julgado? Alguma das partes pediu vistas? o Julgamento foi adiado? Por que ninguem fala nada?????

      Excluir
  55. Hoje 20/05/2013 vai ser julgada a liminar que concedeu efeito suspensivo do recurso eleitoral nº 1222-42.2012.6.3.0218, que assegurou a diplomação da Marionete do Itinerante.

    Recurso eleitoral 1222-42.2012.6.3.0218(gravações feitas nas dependências internas e no CTI da Fundação Dr. Moisés Magalhães Freire pelos funcionários públicos, veiculadas na propaganda eleitoral de Léo Silveira).

    ResponderExcluir
  56. Até que enfim!!!
    Depois de viver em casa alugada em Pirapora, durante oito anos, pois sua residência sempre foi em MOC, mesmo trabalhando na PMP, e sem nunca se interesar em adquirir um imóvel em nossa cidade, vejo o atual prefeito em muitas comunidades do FB apontando para sua nova casa, no conjunto residencial Alvorada, no bairro Morada do Sol, construído pela presidente Dilma, através do programa Minha Casa Minha Vida.

    ResponderExcluir
  57. Rubens Mendes20/05/2013 08:58

    O ex-prefeito anda tão desesperado, tão sem controle e tão atordoado com a reportagem da Rede Globo, repetida várias vezes pela Inter TV, de Montes Claros, que anda discutindo com várias pessoas pelo facebook. A paulada foi tão forte, a desmoralização é tão grande por todo o estado de Minas Gerais, que o criminoso anda em alto grau de desespero.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Piraporense Nato20/05/2013 11:42

      Na realidade o ex prefeito itinerante e seus comparsas

      necessitam URGENTEMENTE de um CHÁ DE EDUCAÇÃO para

      entender e colocar em prática o siginificado da palavra

      RESPEITO.

      Excluir
    2. Lagoa dos Patos MG20/05/2013 14:04

      o cara não tem postura nenhuma para exercer qualquer cargo público. Um moleque sem um pingo de equilibrio, bom senso, educação, respeito. Nasceu para roubar, tramar baixarias, perseguições, esquemas frudulentos, mentiras, viver no vício da jogatina e envolver com os piores elementos. Vai viver e morrer na lama das ilegalidades e contravenções. Em Lagoa dos Patos repetia ações imorais, baixas, sem senso quase que diariamente. Esse cara nasceu com o DNA da maldade e de todo tipo de perversidade.

      Excluir
    3. Quanta baixaria presente em um único ser.

      Excluir
    4. Credo, que meda desse DNA defeituoso!!!!!!!!!! malígno, parecido com aqueles filmes de terror e suspense.

      Excluir
    5. Rua Maranhão22/05/2013 09:45

      A reportagem foi uma pancada no ego inflamado do maior corrupto vaidoso da região. A pancada foi grande com marcas profundas e eternas.

      Excluir
    6. Trapalhadas de um corrupto arrogante, louco, difamado .
      Um comportamento desses nos dá a visão de como o warmilhões age. Lastimável que um político utilize o FB para falar mal de piraporenses que não concordam com ele.

      Excluir
    7. A biba da pulseira de ouro anda com os nervos a flor da pele, depois da rede globo rasgar a corrupção.

      Excluir
    8. BURITIZEIRO DOS BURACOS22/05/2013 21:48

      DIZEM QUE O IRMÃO DELE É A CÓPIA APRIMORADA DELE.

      Excluir
  58. Realmente, quem conhece bem o ex-prefeito diz que ele ficou muito abatido depois da veiculação da reportagem da TV Globo, apesar dele estar tentando disfarçar este terrível golpe em sua carreira política.
    Depenaram a galinha, ou seja, a corrupção de seu governo foi vista em todo o estado e também por muitos políticos, que, agora, o olham com uma certa reticência. E não dá nunca mais para recolher todas as penas espalhadas, que são as más notícias sobre ele, que sempre posou de político honesto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Piraporense Nato20/05/2013 11:43

      Foi mostrado na reportagem a realidade de Pirapora.

      Parabéns, a Globo pelo excelente trabalho!

      Excluir
  59. Piraporense Nato20/05/2013 11:40

    o ex prefeito itinerante deve entender que não está acima da Lei,

    não é intocável, pelo contrário, o ex prefeito famoso pela

    reportagem da Globo, está abaixo da Lei devendo obdiência a Ela e

    também ao Ministério Público.

    ResponderExcluir
  60. Silvano Ribas, irmão de Marku Ribas, hoje no FACEBOOK:
    "Os Piraporenses tem o DESGOVERNO QUE MERECEM, pois sempre valorizaram as pessoas que caem de paraquedas, e sempre desvalorizaram seu próprio povo... "A cidade tem o tamanho da mente"... (palavras minhas)".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rua Maranhão22/05/2013 09:39

      Concordo plenamente com o piraporense Silvaninho Ribas.

      Excluir
    2. COMENTÁRIO CORRETO DE UM FILHO DE PIRAPORA

      Excluir
    3. mto bom!

      Excluir
  61. VEREADOR QUE VENDE VOTO...
    ******
    20/05/2013 10:45 - Atualizado em 20/05/2013 10:45

    Justiça condena ex-vereador mineiro que negociou dinheiro para aprovar projeto do PAC

    Milson Veloso - Hoje em Dia

    Edson Cândido queria receber R$ 50 mil para aprovar projetos, segundo o TJMG

    A Justiça mineira condenou um ex-vereador de Bocaiúva, no Norte do estado, por aceitar dinheiro para votar favoravelmente um projeto de lei na cidade. Ele já havia sido condenado por corrupção passiva na cidade, mas recorreu da decisão. O parecer foi dado no dia 13 de maio, mas só foi divulgado nesta segunda-feira (20).

    Edson Candido da Silva (PP), teria recebido R$ 7 mil do comerciante Alexander de Mattos Efraim, em troca do voto para liberação de recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC II), do governo federal. Os valores seriam destinados à obras de pavimentação de ruas. Ele foi vereador até 2012 e não conseguiu se reeleger.

    De acordo com o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), o parlamentar deverá cumprir três anos de prisão e ainda foi multado. Na época do processo em primeira instância, a Justiça havia determinado que o vereador deveria perder o mandato no município, o que foi confirmado pelo TJMG.

    Além da condenação, o vereador precisará prestar serviços comunitários. A pena, contudo, poderá ser parcialmente reduzida, desde que ele pague o mesmo valor recebido no esquema. Ele tem a chance de conseguir mais uma redução, caso destine outros R$ 7 mil a alguma instituição social.

    Outro suspeito
    De acordo com informações da Polícia Civil de Bocaiúva, o outro suspeito, Alexander de Mattos Efraim, que chegou a ser preso preventivamente em março de 2011, já foi condenado e está detido na cidade. Segundo o Tribunal, ele enfrenta 22 processos na Justiça por diversos crimes.

    O caso
    Durante uma sessão na Câmara Municipal de Bocaiúva, Edson Candido teria votado contra o projeto para o qual havia recebido o valor. Ele, então, entregou a quantia ao Ministério Público. Porém, o homem que o pagou registrou um boletim de ocorrência na Polícia Civil, alegando que o parlamentar havia roubado aproximadamente R$ 10 mil de sua casa.

    Um inquérito foi instaurado para apurar a denúncia. Gravações telefônicas obtidas pelos investigadores comprovaram que os dois suspeitos discutiram uma proposta para a compra de votos. O objetivo do esquema era conseguir a aprovação de pelo menos três projetos na Casa.

    De acordo com o TJMG, a transcrição das conversas revelou que o vereador queria receber R$ 50 mil e que votaria contra as propostas, caso não fosse pago a quantia solicitada. Os dois envolvidos responderam a processos criminais em Bocaiúva.

    Após ser condenado na cidade, Edson recorreu ao Tribunal de Justiça, alegando que apenas denunciou a corrupção. Porém, o relator do recurso, desembargador Flávio Batista Leite, manteve o entendimento sobre a fraude.

    "O réu solicitou e possuía a intenção de receber determinada quantia por seus votos, mas como não conseguiu o valor desejado, e sim muito menos, delatou o esquema de corrupção”, afirmou. Os outros desembargadores, Walter Luiz de Melo e Kárin Emmerich, acompanharam o relator.

    O parlamentar ainda poderá recorrer da decisão.

    ResponderExcluir
  62. 3/5/2013 - CUIDADO PESSOAL, RECEBI UM ENVELOPE BRANCO COM ENDEREÇO DE BRASILIA, REMETENTE BANDESPP, OFERECENDO APOSENTADORIA DE 7 SALÁRIOS MÍNIMOS E PECÚLIO NO VALOR DE R$ 72.300,00; PEDIRAM QUE ENTRASSE EM CONTATO COM OS FONES: 0XX61 - 7814.7060 E 7816-0009. VAMOS COMBATER ESSA FRAUDE, PRESTANDO QUEIXA NA DELEGACIA E ENTRANDO EM CONTATO COM A OAB DO DF, JÁ QUE ELES ENVIAM UM CARIMBO DE UMA SUPOSTA ADVOGADA, LEILA AMORIM GOMES: OAB 26468 - DF. VAMOS AGIR. POSSIVELMENTE, CORRESPONDÊNCIAS IGUAIS DEVEM TER SIDO RECEBIDAS POR OUTROS APOSENTADOS, AQUI EM PIRAPORA. ABRAÇO A TODOS!

    ResponderExcluir
  63. Advogados do DF são alvo de golpistas que atuam em todo o país

    Estelionatários usam dados de profissionais do DF e de outras partes do país para enganar aposentados em fraude que envolve um banco fantasma e pensões inexistentes

    Mara Puljiz

    CORREIO BRZILIENSE
    Publicação: 04/05/2013 07:10 Atualização:

    Advogados do Distrito Federal estão sendo vítimas de estelionatários que agem em todo o país. Os criminosos usam o nome completo, o CPF e o número da inscrição dos profissionais na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) para ludibriar principalmente aposentados. Em um dos golpes mais frequentes, os bandidos se passam por representantes de uma instituição financeira inexistente, intitulada Banco de Desenvolvimento de Seguros e Previdência Privada (Bandespp), e afirmam que a pessoa tem à disposição um valor pecuniário para receber, entre R$ 55 mil e R$ 72 mil, além de uma aposentadoria de sete salários mínimos.

    A falsa apólice é, geralmente, assinada por um advogado, com nome e número de inscrição verdadeiros, mas o uso dos dados é apenas uma estratégia para dar credibilidade à fraude. Para receber o benefício, a vítima precisa pagar uma taxa de 5% do valor do montante a ser liberado, a título de honorários advocatícios. A pessoa deve depositar a quantia em uma conta indicada pelos golpistas, que se passam por advogados. Após o depósito, os criminosos cancelam a conta e passam a usar outras contas, todas em nomes de laranjas ou abertas com documentos falsos.

    http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/cidades/2013/05/04/interna_cidadesdf,364256/advogados-do-df-sao-alvo-de-golpistas-que-atuam-em-todo-o-pais.shtml

    ResponderExcluir
  64. GENTE E O PROCESSO DO PITAQUEIRO, ALGUÉM TEM NOTÍCIA?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tá na gaveta do TRE.

      Excluir
    2. Guardado $$$$$$$$$$$$$$$$$
      $$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$

      Excluir
  65. Maria do Rosário21/05/2013 13:23

    A defesa do ex-prefeito feita por alguns sevidores municipais contratados e comissionados, pelos jornais que recebem mensalmente da Prefeitura de Pirapora, bem como pelas rádio e tv do itinerante, parece um frango de geladeira, não tem pé nem cabeça. Ora eles querem desqualificar as denúncias do MP, ora insurgem contra as decisões e bloqueios judiciais, ainda culpam deputados federais e estaduais, políticos do Norte de Minas e, também, dão a autoria da reportagem a Indalécio Garcia.
    O desespero é tão grande para limpar os rastros criminosos do chefe da quadrilha, que eles saem dando os piores vexames morais, atolados na fundura do ridículo, atirando para todo lado.
    Para muitos, depois da reportagem da TV Globo, o ex-prefeito virou um trapo humano, um zumbi, um molambo, em quem muita gente não acredita mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rua Maranhão22/05/2013 09:38

      Quanto mais tentam explicar a corrupção do ex prefeitin, mais colocam lenha na fogueira.... o povo não acredita de jeito nenhum nas desculpas do prefeitin e dos seus parceiros.

      Excluir
    2. Naaooooooooooõ acredita mesmo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

      Excluir
  66. Este ex-prefeito acha que todo piraporense é trouxa e analfabeto como ele quer, para poder bem enganar e manobrar o povo.
    O que se passa em Pirapora é uma vergonha, é algo que desonra qualquer cidadão, porque hoje as pessoas mais perigosas não estão na APAC, na delegacia ou no presídio, mas sim administrando Pirapora, ou como ele, que mesmo fora da Prefeitura, continua dando as ordens e direções ao atual gestor, que ele pôs no cargo, como está fazendo desde 1° de janeiro.

    ResponderExcluir
  67. Aos poucos o piraporense está sentindo e vendo quem é quem e as falcatruas do antigo prefeito. A verdade está aparecendo e muitos estão caindo na real, e a luz no fundo do túnel já foi acesa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rua Maranhão22/05/2013 09:35

      A reportagem serviu para abrir os olhos de mta gente.
      Graças a Deus!!!!

      Excluir
    2. BURITIZEIRO DOS BURACOS22/05/2013 21:45

      ABRIRAM AS PORTAS DO CHIQUEIRO. O CHEIRO DA CORRUPÇÃO FOI SENTIDO NAS MINAS GERAIS.

      Excluir
  68. Parece que os homens honestos de Pirapora estão com medo de enfrentar essa corja instalada na Prefeitura.

    ResponderExcluir
  69. Joaquim Barbosa cobra tribunais sobre julgamento de ações de improbidade

    21/05/2013 - 16h18

    Da Agência Brasil

    Brasília - O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Joaquim Barbosa, encaminhou ofício aos presidentes dos tribunais brasileiros cobrando o julgamento, em 2013, de todas as ações de improbidade e de crimes contra a administração pública distribuídas até 2011. A medida faz parte da Meta 18, estabelecida no final do ano passado após encontro nacional do Judiciário.

    A Meta 18 vincula 27 tribunais de justiça estaduais, cinco tribunais regionais federais e o Superior Tribunal de Justiça. Segundo os números mais recentes, há mais de 98 mil processos dentro da meta, mas até agora apenas 35,9 mil foram julgados.
    No ofício, Barbosa pede a atualização correta e regular das informações sobre o cumprimento da Meta 18. A medida foi tomada porque os tribunais estavam alimentando os dados no sistema de forma incorreta. Muitos levantamentos levam em conta apenas determinadas instâncias e não toda a jurisdição sob responsabilidade do tribunal, deixando os dados incompletos.

    Até o momento, somente nove cortes conseguiram julgar mais de 50% dos processos – os tribunais estaduais do Ceará, Acre, Rondônia, Amapá, Minas Gerais, Sergipe, Paraná e federais da Quarta e Quinta Região. Os tribunais regionais federais da 1ª e da 3ª regiões e o tribunal de Roraima ainda não repassaram qualquer informação ao CNJ.

    Edição: José Romildo

    Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil

    ResponderExcluir
  70. Alguém sabe informar o que a reportagem da Rede Minas está (estava) fazendo hoje em Pirapora?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ta fazendo filmagem no icad

      Excluir
    2. Ontem, aconteceu, no Centro de Convenções, em Pirapora, em nível regional, um encontro de representantes do Ministério Público do Trabalho, objetivando, dentre outras coisas, o combate ao trabalho infantil. Creio que a Rede Minas veio pra cobrir este evento. Claro que, deselegante que é, o pitaqueiro não apareceu por lá, mandou o vice representá-lo. Entrevistado pela Rede Minas, só falou asneiras, obviedades, desatou uma lenga-lenga acerca dos objetivos do encontro. Os promotores, que vieram de BH, deviam estar decepcionados, a plateia vazia, pela filmagem mostrada pelo jornal, só vi pessoas de outros municípios, nenhum vereador daqui. Quanto ao Icad, qualquer dia será necessário investigar relações dele com a prefeitura do pitaqueiro

      Excluir
    3. Logo quem, o esmera do cangaço dando entrevista. O cara é um jumento, vive empacado, com um humor do cão. Os colegas de serviço sofrem com o temperamento explosivo do cara. Depois, que virou vice o jumento anda com mania de perseguição. Vive encontrando pseudo inimigos.Acha que estão falando mal dele nas salas. O jumento só não empaca na hora de ganhar $$$$$ sem esforço. O escudeiro do esmera é o craudinho das finanças.
      Se liga, pitaco os inimigos estão mais próximos do que você pode imaginar.

      Excluir
    4. Craudim sabe tudo o que acontece com o dinheiro da prefeitura, conta com a cassação do pitaqueiro, pensa que o cangaceiro assumirá. kkkkkkkkkkkk

      Excluir
  71. A casa do vermilhões vai cair em breve. Boto fé nisso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rua Maranhão22/05/2013 09:35

      O ex prefeitin corrupto é fruto da impunidade bandida que reina no Brasil.

      Eu e a minha família temos asco, nojo deste ladrão que ficou rico as custas do povo sofrido, batalhador de Pirapora e lagoa dos Patos.

      A imagem dele depois dessa reportagem ficou mais suja que pau de galinheiro. O livro "construtor" de sonhos enviado para as autoridades de BH, MOC, Brasilia, virou uma piada ambulante, ou melhor, o retrato da publicidade enganosa. Nem para papel higienico o livreto do ex prefeitin corrupto vai servir.

      Excluir
    2. Nós pagamos o livreto do modelo corrupto. O livreto saiu uma fortuna para os cofres da Prefeitura.

      Excluir
    3. BURITIZEIRO DOS BURACOS22/05/2013 21:44

      MEU FILHO ESTUDA EM MONTES CLAROS. ELE ME CONTOU QUE A REPORTAGEM DO EX PREFEITO DA PIRAPORA FOI COMENTADA ATÉ NA UNIMONTES. OS UNIVERSITÁRIOS FICARAM INDIGNADOS COM A SITUAÇÃO DE PIRAPORA. IMAGINEM SE ELES TIVESSEM ACESSO A BURITIZEIRO. A INDIGNAÇÃO TAMBÉM SERIA IGUAL.

      Excluir
    4. Buritizeiro dos buracos,
      adorei saber disso.

      Excluir
  72. A decadência moral e física de nossa Pirapora é tão grande, sem nada acontecer, que até uma rotatória de cem tijolos e de três sacos de cimento, é motivo de notícia no FB, em todos os programas da rádio do prefeito, na tv do prefeito e nos jornais que a Prefeitura sustenta.
    Outro dia o auê foi a entrega de carteiras escolares, com solenidade, discursos e filmagens. Em outros tempos, isto acontecia somente durante a inauguração dos prédios das escolas e jamais de móveis.
    Vivemos, mesmo, na era das trevas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rua Maranhão22/05/2013 09:29

      A propaganda para entregar as carteiras escolares foi patética, um afronto a inteligencia do povo.

      Enquanto as cidades brasileiras desevolvidas fazem solenidades para entregar de escolas municipais novas em Pirapora, capital da corrupção, a solenidade é para entregar carteiras escolares.

      hahahahahahaha temos que rir para não chorar.

      Pirapora esta de mal a pior!!!!!!!!!!

      Excluir
    2. A rotatória---- prenúncio de outras publicidades estupidas.

      Excluir
    3. KKKKKKKKKKKK MORRENDO DE RIR KKKKKK

      Excluir
    4. Só nas admininstrações ordinárias escutamos algo tão deplorável.

      Excluir
    5. BURITIZEIRO DOS BURACOS22/05/2013 21:41

      DEU VONTADE DE CHORAR COM TAMANHO DESCASO .

      Excluir
    6. Quanto não terá custado aos cofres públicos essa rotatória? Eis a questão.

      Excluir
  73. ENQUANTO EM PIRAPORA, A OPOSIÇÃO SE BORRA DE MEDO, EM MONTES CLAROS COMEÇAM OS PROTESTOS CONTRA A INÉRCIA DOS VEREADORES DIANTE DOS DESMANDOS DO PREFEITO
    *****
    Facebbok - Vitor Queiroz Lenoir publicou em OCUPA A CÂMARA - MONTES CLAROS

    O presidente da Câmara Municipal de Montes Claros é um covarde. Os capangas da administração que agem como querem naquela Casa são outros covardes, mas, além de covardes, são energúmenos. Como não conseguem impedir que pessoas se manifestem na Câmara contra o sem número de irregularidades que assolam Montes Claros, estão partindo para intimidações verbais e escritas explícitas e quase partindo para as vias de fato contra os manifestantes. Esses capangas são, para mim, despidos de qualquer caráter e demonstram o quanto a política de Montes Claros é suja e rasteira. Hoje, alguns desses capangas estavam especialmente escalados para provocar Iara, mas novamente a estratégia deles não funcionou. A luta é árdua e desgastante, mas Iara é extremamente corajosa, além de possuir uma grande responsabilidade e ser bastante consciente e coerente em suas ações, além de ser admirada por muitas pessoas. A coragem de Iara é bem maior que a covardia dos capangas e do presidente da Casa. Espero que, apesar das chateações, ela consiga se manter firme, mas sei bem como está sendo complicado comparecer às sessões, e digo isto por experiência própria. Então, quem puder, faça um esforço e compareça à Câmara. O povo tem que se unir para se fortalecer e mostrar ainda mais sua indignação. Não é possível que Montes Claros continue sendo uma terra de capangagem e covardia na política.

    ResponderExcluir
  74. Oi gente, o prefeito de Buritizeiro, Luizinho Carneiro está fazendo especialização na FWFB e logo logo vai estar recebendo o diploma. Buritizeiro está jogado às traças: as escola não têm merenda para os alunos tão carentes;os postos de saúde não têm atendimento odontológico, pois não tem material de consumo. A culpa é da licitação. Estamos no mês de maio, quase junho e nada foi licitado ainda? E o aumento dos professores? Dois anos sem reajuste. A culpa é do ex. Engraçado é que Luizinho sabia da situação do municipio, mas assim mesmo brigou para entrar e agora que está lá dentro não tem dinheiro pra nada. Voltando ao que eu disse antes sobre a especialização com o de Pirapora, o prefeito de Buri arrecadou em um leilão 150 cabeças de gado da melhor qualidade. Será com que dinheiro? Alguém consegue adivinhar? Acho que com dinheiro da aposentadoria dele, ou do emprego anterior. O que vcs acham? Quem pensava que ainda estava muito cedo para avaliar a administração de Luizinho e que ia melhorar estão vendo agora. Buritizeiro não tem jeito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De primeiro de janeiro até o dia de hoje, quanto ele recebeu em diárias de viagem?

      Excluir
    2. Pois é , Pira e Buri podem dar as mãos. Ambas estão com duas administrações inertes.

      Excluir
    3. BURITIZEIRO DOS BURACOS22/05/2013 21:36

      AINDA FALAM PRA TERMOS PACIÊNCIA. AI, AI.

      Excluir
    4. Amanhã, Emerson Santos sairá em defesa de luizinho...

      Excluir
    5. Em vez de ficarem defendendo, deviam cobrar dos administradores as promessas que fizeram durante as campanhas políticas

      Excluir
    6. Complicado cobrar de alguém que te financia.

      Excluir
    7. Luizinho Carneiro é uma piada! Além de tudo o que foi escrito aqui sobre sua administração(?), ainda contrata parentes de primeiro e segundo graus, na maior cara de pau. E ainda há quem o defenda dizendo que não é nepotismo. Emerson Santos é uma dessas pessoas, infelizmente. Um cara que nas administrações anteriores sempre se mostrou íntegro, hoje nos decepciona sem o menor pudor. Lamentável.

      No programa de hoje (Falando Sério (!), o Cláudio bem que tentou falar sobre a questão da merenda escolar. O que o Emerson fez? Desconversou. Isto é, se a imprensa era omissa na administração passada, quando contávamos apenas com a voz desse programa/radialista âncora, hoje estamos entregues à própria sorte, salvo algumas interferências do Cláudio.

      Excluir
  75. Todas ações cautelares tiveram o mesmo resultado.

    - Ação cautelar n° 136251
    Decisões: Julgaram procedente a ação cautelar à unanimidade Ausente a Juíza Alice Birchal

    - Ação cautelar n° 138072
    Decisões: Julgaram procedente a ação cautelar à unanimidade Ausente a Juíza Alice Birchal

    - Ação cautelar n° 138242
    Decisões: Julgaram procedente a ação cautelar à unanimidade Ausente a Juíza Alice Birchal

    ResponderExcluir
  76. Já disse isto aqui antes, mas vou repetir, a quadrilha corrupta quer ver o piraporense alienado,aceitando e aplaudindo uma saúde lascada, uma educação horrivel, uma administração corrupta, uma imprensa parcial, uma ação social inerte, um esporte de faz de conta,uma prefeitura abarrotada por contratados , comissionados, parentes de políticos. Pirapora chegou no fundo do poço!

    ResponderExcluir
  77. Amigo de Pirapora ( Belo Horizonte MG )22/05/2013 10:36

    **************************************************

    Prezados Participantes do respeitável Blog Transparência,

    Abaixo segue o link do livro "INVESTIGAÇÕES EXITOSAS REALIZADA PELO MINISTÉRIO PÚBLICO BRASILEIRO". o livro mostra as ações do Ministério Público realizadas no combate à criminalidade e à famigerada e inaceitável corrupção. Um presente para todos os cidadãos decentes, honestos do nosso Brasil que respeitam e acreditam no Ministério Público. Divulguem o livro.

    Abaixo, O link para ter acesso ao livro completo:

    https://drive.google.com/folderview?id=0B18GqkEjGgzhdDY1bzVUVGdrWDA&usp=sharing


    ******************************************************

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. BURITIZEIRO DOS BURACOS22/05/2013 21:39

      O MINISTÉRIO PÚBLICO É O INIMIGO NÚMERO UM DOS CORRUPTOS OPORTUNISTAS QUE FAZEM DA POLÍTICA UMA ARMA PARA GANHAR DINHEIRO FÁCIL DE MANEIRA DESONESTA.

      Excluir
    2. A única salvação, abaixo de Deus.

      Excluir
  78. Presidente do CNJ cobra empenho no julgamento de ações de improbidade no Brasil.

    ResponderExcluir
  79. NOTA DE UTILIDADE PÚBLICA:



    Mais de 3 milhões de embalagens do medicamento Tylenol (paracetamol) 200 mg/ml – apresentação gotas, fabricado entre dezembro de 2011 a novembro de 2012, devem ser recolhidas do mercado por apresentar a possibilidade de o gotejador da embalagem se desprender totalmente ou parcialmente do frasco, com risco de superdosagem do medicamento.

    A campanha de recall terá início na segunda-feira (27/5) e abrange 3.384.432 (três milhões, trezentos e oitenta e quatro mil, quatrocentos e trinta e duas) embalagens do produtos com numeração de lote, não seqüencial, compreendida entre os intervalos PPL055 a RJL123.

    O Código de Defesa do Consumidor determina que o fornecedor repare ou troque o produto defeituoso a qualquer momento e de forma gratuita. Se houver dificuldade, a recomendação é procurar um dos órgãos de proteção e defesa do consumidor.

    Mais informações podem ser obtidas junto à empresa, por meio do telefone 0800 7286 767 ou pelo site www.tylenol.com.br. Detalhes sobre a Campanha de Chamamento também estão disponíveis no site do Ministério da Justiça – www.mj.gov.com.br.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, pela informação

      Excluir
    2. BURITIZEIRO DOS BURACOS22/05/2013 21:37

      AGRADECIDO PELA ÚTIL POSTAGEM.ENVIAREI PRA OUTRAS PESSOAS.

      Excluir
  80. GOVERNO FEDERAL NÃO PARA DE MANDAR DINHEIRO, PORÉM AS OBRAS NÃO APARECEM...

    Os dados dos convênios aqui relacionados foram extraídos do SIAFI, no dia 20/05/2013. Caso deseje saber o total liberado, consulte o detalhamento do convênio no Portal da Transparência

    Os convênios do município de PIRAPORA/MG que receberam seu último repasse no período de 14/05/2013 a 20/05/2013 estão relacionados abaixo:

    --------------------------------------------------------------------------------
    Número Convênio: 668560
    Objeto: Implantação do SES nos bairros Cidade Industrial e Cinquentenário em PiraporaMG ligações domiciliares rede coletora
    Órgão Superior: MINISTÉRIO DAS CIDADES
    Convenente: PIRAPORA PREFEITURA
    Valor Total: R$2.307.450,28
    Data da Última Liberação: 14/05/2013
    Valor da Última Liberação: R$376.770,82

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E tá chegando grana mas, as obras ninguém enxerga. Estranho.....

      Excluir
    2. É que o dinheiro fica debaixo do chão, melhor dizendo, do colchão rs

      Excluir
  81. Bom dia Galera!!!? Cadê as obras???O pitaco comeu com o itinerante. O povão ficou outra vez chupando os dedos.uuuuuuuuuu!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. a corrupção permanece

      Excluir
  82. AQUI, FALSIM E OUTROS FIZERAM O MESMO E NÃO SE ENVERGONHAM
    *******
    Ministério Público quer punir farra da gasolina de vereadores de BH com cassação

    Depois de receberem multas de até R$ 95 mil por usarem verba da Câmara para abastecer carros na campanha eleitoral, vereadores serão acusados de improbidade e podem perder o mandato

    Alessandra Mello

    Publicação: 23/05/2013 06:00 Atualização: 23/05/2013 07:50

    Multados pelo Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG) por abastecerem veículos de campanha com gasolina paga pela Câmara Municipal de Belo Horizonte, seis vereadores reeleitos e seis que foram derrotados no pleito passado podem perder seus cargos e se tornar inelegíveis. Além da ação na Justiça Eleitoral, da qual ainda cabe recurso, eles serão denunciados pela Promotoria de Patrimônio Público por improbidade administrativa. Um inquérito para apurar possível prejuízo aos cofres públicos foi instaurado pelo promotor Júlio César Luciano, um dos responsáveis pela ação movida contra os vereadores no TRE-MG.

    O promotor disse que aguarda apenas o retorno dos autos para anexar os documentos à nova investigação, que vai trazer também novidade em relação ao processo na Justiça Eleitoral. De acordo com o promotor, foram requisitados ao Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG) as fotografias de todas as multas por excesso de velocidade e avanço de sinal aplicadas aos carros usados pelos vereadores durante a campanha e que teriam sido abastecidos com recursos da verba indenizatória. Elas serão usadas como provas de que os carros plotados com adesivos de campanha dos vereadores e até mesmo caixas de som circularam pela cidade durante a campanha eleitoral com gasolina paga pela Câmara. “Temos vários registros fotográficos desses veículos”, assegura o promotor do caso.

    O uso de carros de campanha abastecidos com recursos da Câmara foi denunciado com exclusividade pelo Estado de Minas em uma reportagem publicada em 23 de setembro do ano passado, 11 dias antes da eleição. A reportagem flagrou veículos a serviço dos gabinetes parlamentares autorizados a abastecer com verba indenizatória adesivados com propaganda eleitoral e até com caixa de som. Com base em uma deliberação interna da Câmara, os vereadores declaram no início de cada legislatura os veículos particulares de passeio – com indicação de modelo e placas – que podem ser abastecidos com recursos do Legislativo para uso do mandato.

    O MP vai anexar também aos autos depoimentos de frentistas e gerente dos postos de gasolina relatando o abastecimento com recursos da Câmara de veículos de campanha. Os vereadores e ex-vereadores vão recorrer da decisão do juiz Manoel Morais, diretor do Foro Eleitoral de Belo Horizonte, que estabeleceu multas a eles de R$ 31.923 a R$ 95.769. Em sua sentença o juiz determina apenas a aplicação de multa, mas cita no despacho a possibilidade de os vereadores serem cassados em uma possível ação de improbidade. Em alguns trechos de sua sentença, ele afirma que os vereadores tentaram enganar a Justiça alterando a relação das placas registradas e também forjando depoimentos de que nos postos existiam contas separadas para os mesmos veículos, uma para as atividades do gabinete e outra para a campanha eleitoral. De acordo com o MP, durante a campanha os denunciados gastaram entre julho e setembro R$ 54,3 mil em gasolina.

    CONTINUA NO PRÓXIMO POST

    ResponderExcluir
  83. CONTINUAÇÃO DO POST ANTERIOR

    Defesa
    Todos os vereadores e ex-vereadores alegaram em sua defesa que não houve uso de bem público durante a campanha, pois os veículos plotados com propaganda eram de particulares e não da Câmara. Todos vão recorrer da sentença. O juiz, no entanto, não acatou esse argumento. Segundo ele, “não era o veículo (que é um bem particular) que teria implicado na conduta vedada, mas, repita-se, o uso do combustível (que era um “bem público”) pago com verba pública (verba indenizatória) que conduz ao ilícito eleitoral”. “As provas explicitam – e demonstram – que veículos adesivados/plotados foram abastecidos com dinheiro do erário durante a campanha eleitoral”.

    O vereador Iran Barbosa (PMDB) disse que o MP usou contra ele uma nota de combustível do abastecimento de seis veículos que circularam somente a partir do dia 16 de outubro, ou seja, depois das eleições. Segundo ele, durante a campanha nenhum carro foi abastecido com gasolina paga pela Câmara e não há nenhuma nota fiscal que comprove esse uso. “Ele fez um pacotão e me colocou junto”, reclama o vereador. Além de Iran Barbosa, foram multados os vereadores reeleitos Daniel Nepomuceno (PSB), secretário municipal de Serviços Urbanos; Gunda (PSL); Autair Gomes (PSC); Leonardo Mattos (PV); e Bruno Miranda (PDT), atual secretário municipal de Esporte; e os ex-vereadores Pricila Teixeira (PTB); João Oscar (PRP); Cabo Júlio (PMDB), hoje deputado estadual; Paulinho Motorista (PSL), Carlúcio (PR); e Alberto Rodrigues (PV).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O uso de combustível que é um “bem público”, pago com verba pública, continua sendo derramado em Pirapora sem nenhum resultado prático. No antigo aeroporto (onde o ex-prefeito afirma em seu livreco que construiu 144 casas) essa prática é recorrente.
      Já perdi as contas de quantas vezes as máquinas limparam aquela área. A penúltima vez foi para o lançamento da Casa do Idoso que vai continuar esperando sentado. Hoje uma máquina está fazendo a limpeza novamente. Será que chegarão "otoridades" na metrópole?

      Excluir
  84. Oi, gente! Alguém sabe me dizer como andam os processos conta o pitaqueiro? Poucos dias atrás, eu entre no tse.org, coloquei o número do processo e apareceu o que estava acontecendo nos dias 20-21/05. Hoje estou tentando fazer o mesmo e nada vejo com esta data. Como sou analfa/tecnológica, alguém sabe me dizer algo a respeito dos resultados?
    Atenciosamente,

    ResponderExcluir
  85. Pessoal esta prefeitura esta sacaneando o dono do posto PETROMINAS aqui em Pirapora. O João Roquete e Bico pagaram alto para não deixar este Posto funcionar.

    Fiquei sabendo que foi algo em torno de 300.000,00

    ResponderExcluir