quinta-feira, 7 de março de 2013

Mapa da corrupção de Warmillon Fonseca Braga – Parte 8


No item 8.2.11 do Relatório Técnico de Engenharia do Tribunal de Contas de Minas Gerais verificou-se o pagamento indevido para a empresa Construtora Correntes e Serviços Ltda, no valor de R$ 7.323,37.

No item 8.2.12 do Relatório Técnico de Engenharia do Tribunal de Contas de Minas Gerais constatou-se superfaturamento, com dano ao erário no valor de R$ 521.814,71.

Parecer da equipe auditora:

“Verificaram-se as seguintes condutas que deram causa à irregularidade: Fraude nas medições: Fiscalização omissa por parte da Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana. A ausência de mecanismos de controle dos responsáveis pela elaboração das planilhas dos termos aditivos, pela fiscalização e pelas medições”.

“Dano ao erário devido à falta de comprovação da execução dos serviços, uma vez que estes já teriam sido medidos e pagos no início das obras, no valor: R$ 521.814,71”

Foram beneficiadas as seguintes empresas:

Construtora Correntes e Serviços Ltda
Construtora Pinto e Silva Ltda
Nação Edificações e Terraplenagem Ltda
Símbolo Construções e Terraplenagem Ltda

No item 8.2.13 do Relatório Técnico de Engenharia do Tribunal de Contas de Minas Gerais verificou-se recebimento irregular do objeto contratado.

Parecer da equipe auditora:

“Constatou-se que foi formalizado um Atestado de Conclusão da Obra, assinado pelo Secretário Municipal de Infraestrutura, José Márcio Vargas Liguori, para a Secretaria de Estado da Saúde em 21/01/2009. Em 23/04/2009, três meses após a suposta conclusão da obra, foi assinado um termo aditivo no valor de R$ 19.451,22 sendo a respectiva medição assinada em 19/05/09, ou seja, quatro meses após a data do atestado da conclusão da obra”.

“Assinatura, pelo gestor, de documento (Atestado de Conclusão da Obra) em desacordo com a real situação da obra, para evitar inadimplência perante o órgão convenente (Secretaria de Estado da Saúde). Fraude nas medições. Fiscalização omissa por parte da Secretaria Municipal de Infraestrutura”.

No item 8.2.14 do Relatório Técnico de Engenharia do Tribunal de Contas de Minas Gerais constatou-se que a Escola pública da Chapada da Prata, na Zona Rural de Pirapora, encontra-se abandonada, depredada e invadida por animais.

Parecer da equipe auditora:

“Conclui-se que o gestor, ao executar obra não prioritária para a administração, e o abandono e depredação de Patrimônio Público, gerou um dano ao erário de R$ 35.787,95”.

Lembrando que somente foram examinados 45 processos licitatórios.









43 comentários:

  1. Creio que houve um equívoco na publicação dessa parte de n. 8 do relatório em epígrafe distinta Dra. Myriam. E tudo devido à supressão da pág. 61 o que torna-se necessário em face de análise e entendimento do próprio objeto diante do que fora em tal caso investigado. Agradeço de antemão se puder disponibilizar a página referida. Muito Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Resolvido a questão e renovo os meus agradecimentos.

      Excluir
    2. A página 61 está disponibilizada.
      Para melhor visualização, clicar com o mouse direito em cima da foto e abrir o link em nova guia ou janela.
      Confira na 2ª foto disponibilizada esta redação do que consta na fl. 61:

      Contrato nº 151/07, às fls. 7632/7643;

       Nota de empenho do adiantamento, às fls. 7683/7686;
       3ª medição, às fls. 7682; 7687/7694;
       Nota de empenho nº 1512, às fls. 7687,
       Nota fiscal nº 52, às fls. 7688;
       1ª e 2ª medições, notas de empenho e notas fiscais, às fls. 7682; 7695/7714;

      Causas
      Erro na conferência do empenho, liquidação e pagamento pelos responsáveis na contabilidade.

      Efeitos
      Dano ao erário por pagamento indevido no valor de R$7.323,37.

      Análise:
      Na análise do Convite 23/2007, ao confrontar as Notas de Empenho, Notas Fiscais e Medições, constatou-se que a 3ª parcela da antecipação de pagamentos não foi descontada.
      Tanto o pagamento quanto o empenho foram realizados pelo valor integral da medição -R$ 53.448,39 – não levando em conta o desconto de R$7.323.37, que consta da medição e da nota fiscal.

      Conclusão:
      Inobstante à proibição dos arts. 62 e 63 da Lei Federal 4320/64 a não conferência pelos responsáveis pela contabilidade do município causou um dano de R$ 7.323.37.

      8.2.12- Superfaturamento

      1º Situação encontrada
      Na execução do Convite 10/06, TP 03/08, TP 14/08, Convite 23/09, TP 01/09, TP 03/10, constatou-se que foram realizados Aditivos Contratuais ao final das obras contemplando serviços característicos da fase inicial das mesmas, sem comprovação da necessidade (justificativa técnica) e sem comprovação da execução dos serviços

      Excluir
    3. Obrigado Dra. Myriam pela atenção. Já a tenho disponibilizada.

      Excluir
  2. O chefe da organização criminosa privilegiou bastante os donos das construtoras Via Norte e Correntes.
    E olha que ñeste relatório não constam as várias parcelas liberadas para a Construtora Frisch Vallée, que fez o calçadão da orla. Vários aditivos foram feitos. O total passa de 10 milhões de reais.
    Depois vieram os quiosques: mais 600 mil reais.
    E agora a fonte luminosa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. JOÃO LOUZADA07/03/2013 21:21

      UMA VIDA DE REI IMERSO NA LAMA FÉTIDA DA HIPOCRISIA QUE SEMPRE SE MANIFESTOU ALHEIO AOS SOFRIMENTOS DO POVO E IMPLANTOU EM NOSSO MEIO UMA IDIOCRACIA JAMAIS VISTA NESSAS TERRAS.

      Excluir
    2. Adolfo Mendes07/03/2013 21:22

      Quero mais é que se lasque. Ele e essa trupe de canalhas inconvenientes. A casa caiu!!!

      Excluir
  3. Alex Fagundes07/03/2013 21:07

    É fato incontroverso a participação direta do ex-prefeito como chefe de um esquema de fraude em licitações no desvio de dinheiro do município de Pirapora e tudo devidamente atestado por auditores e técnicos do TCE através do presente relatório. Não há o que contestar ou repreender, ao contrário. Pois à medida de sua publicação, o teor do que lemos não apenas nos surprende, como nos assusta e nos indigna. Pode-se observar que essa orquestração nefasta pelo menos nos 45 processos licitatórios, em tese nos dá a certeza de que a co-participação de servidores, secretários, advogados e cidadãos investidos em cargos comissionados não fora a bel prazer, sem que os mesmos não recebessem pelo feito e muito bem, diga-se de passagem. O dinheiro desviado dividido entre o prefeito, secretários do município, membros da comissão e controle interno, advogados e outros ainda serão alvo da investigação de órgãos competentes, em especial, a próprioa Polícia Federal e esta última irá mais além. É possível antever mesmo que supostamente que os valores desviados foram utilizados até para pagar um 'mensalinho' a vereadores da cidade na manutenção da fidelidade e lealdade em muitos projetos de lei absurdos que foram apreciados e votados na Câmara, muitos sem nenhum critério, plausibilidade e legalidade. por outro aldo os ganhadores de certames licitatórios devem ter sido obrigados a pagar pelo menos 10% de propina, além é claro de concoradr com os aditivos cujos valores em sua maioria são irreais e somente serviram como arresto para a fraude milionária. Outro aspecto não menos importante diz respeito às planilhas e atestos de serviços prestados, que em muitos casos, sequer ocorreram. Até aqui se vislumbra a nítida percepção de formação de quadrilha frustando toda a essência da licitação pública com adulterações aparentes e conluio de todos os citados e envolvidos. Um verdadeiro ESQUEMÃO.


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O tipo penal está no artigo art. 90 da Lei de Licitações nos seguintes termos:

      “Frustrar ou fraudar, mediante ajuste, combinação ou qualquer outro expediente, o caráter competitivo do procedimento licitatório com o intuito de obter, para si ou para outrem, vantagem decorrente da adjudicação do objeto da licitação: Pena – detenção, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa.”

      Não obstante isso a Lei de Crimes contra a Ordem Econômica (Lei n. 8.137/90) prevê ainda no artigo 4º, II:

      “Formar acordo, convênio, ajuste ou aliança entre ofertantes, visando:

      a) à fixação artificial de preços ou quantidades vendidas ou produzidas;
      b) ao controle regionalizado do mercado por empresa ou grupo de empresas;
      c) ao controle, em detrimento da concorrência, de rede de distribuição ou de fornecedores.
      Pena - reclusão, de 2 (dois) a 5 (cinco) anos, ou multa.

      Excluir
    2. A combinação de preços previamente à licitação (também chamado de conluio, colusão, arranjo, conchavo), além de violar o princípio da competitividade, agride flagrantemente o princípio da moralidade, uma vez que a prática da conduta desleal, desonesta, tem por objetivo enganar o sistema legal e prejudicar alguém, alguns ou o interesse público.

      Nesse assunto, cabe destacar o caso de empresas associadas a determinada entidade que, beneficiada pelo poder mobilização e reunião entre seus associados, exercem participação conjunta e fraudulenta em licitações públicas. Há notícia de um caso, em que houve a convocação de uma reunião, dentre as empresas associadas a uma determinada entidade, para discutir e definir qual seria a empresa vencedora de uma licitação que ocorreria na semana seguinte.

      Logicamente, a conduta enquadra-se no tipo penal do artigo 90 da Lei 8.666/93.

      Portal da Licitação

      Excluir
  4. Nunca consegui compreender porque a administração do W sempre se distanciou do PREGÃO ELETRÔNICO. E pior, nunca deu publicidade aos atos do município, principalmente na divulgação do orçamento e matérias de interesse público. Podem observar que ele sempre se desviou da transparência, especialmente nas obras e nos valores para a sua execução. Eu dizia nesse mato tem coelho, ou melhor esse lixo está cheio de ratos. Não deu outra!

    ResponderExcluir
  5. A formação de “cartel em licitações”, “conluio entre licitantes” ou “concertação (ajuste ou combinação) de propostas” é considerada pelo Poder Público como a mais grave lesão à livre concorrência de mercado.

    A Secretaria de Defesa Economia, órgão vinculado ao Ministério da Fazenda define o cartel como :

    “acordos ou práticas concertadas entre concorrentes para a fixação de preços, a divisão de mercados, o estabelecimento de quotas ou a restrição da produção e a adoção de posturas pré-combinadas em licitação pública. Os cartéis "clássicos", por implicarem aumentos de preços e restrição de oferta, de um lado, e nenhum benefício econômico compensatório, de outro, causam graves prejuízos aos consumidores tornando bens e serviços completamente inacessíveis a alguns e desnecessariamente caros para outros. Por isso, essa conduta anticoncorrencial é considerada, universalmente, a mais grave infração à ordem econômica existente.”

    Portal de Licitação

    ResponderExcluir
  6. A Lei 8.884/94 dispõe sobre a prevenção e a repressão às infrações contra a ordem econômica. Conhecida como Lei de Defesa da Concorrência ou Lei Antitruste, traz o conceito legal de conluio em licitações:

    “Art. 21. As seguintes condutas, além de outras, na medida em que configurem hipótese prevista no art. 20 e seus incisos, caracterizam infração da ordem econômica; (...)
    VIII - combinar previamente preços ou ajustar vantagens na concorrência pública ou administrativa;” (g.n.)

    Consiste na elaboração de propostas fictícias ou de “cobertura”, supressão de propostas, propostas rotativas ou rodízio, divisão de mercado, direcionamento privado da licitação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não podemos esquecer que a eleição do pitaco teve a participação de muitos daqueles que se julgam piraporenses, mas não passam de homens e mulheres beneficiados pela PMP. E não são poucos que se valem de tantos artfícios para continuarem sagrando os cofres públicos nesses esquemas diabólicos.

      Excluir
    2. DEUS ME PERDOA MAS AINDA VOU VER ESSE POVO PAGAR POR TODO O MAL QUE ESTÁ FAZENDO AOS PIRAPORENES. AH SE VOU!!!

      Excluir
  7. Andréa Falcão, a mulher que tira o sono dos Neves

    Advogada, centrada e extremamente rigorosa. Esta é a ex-esposa de Aécio que vem assombrando o esquema montado em torno de seu ex-marido

    Ex-esposa de Aécio Neves, Andréa Falcão mora no Rio de Janeiro com a filha do casal, Gabriela. Ela e Aécio foram casados por oito anos. Separados há catorze anos, Andréa tem hábitos saudáveis e esportivos sendo considerada pelos amigos uma atleta. Discreta e reservada, poucos sabem de suas atitudes que colocam em risco o projeto de Poder construído pela família Neves após a morte de Tancredo.

    Embora apresentado como político, Aécio Neves na verdade é apenas um produto comercial como tantos outros disponíveis no mercado, fruto de pesados investimentos publicitário. A início patrocinado por seu padrasto, o falecido banqueiro Gilberto Faria, em curto espaço já servia ao pesado esquema de desestatização e desnacionalização da economia montado pelo ex-presidente FHC.

    Eleito em seu primeiro mandato de deputado federal e Constituinte por Minas Gerais pelo PMDB, Pimenta da Veiga viu em Aécio a possibilidade do PSDB se apropriar da imagem de Tancredo Neves. Porém, como hoje, na época Aécio não tinha gosto pela política, tinha que ser constantemente cobrado e policiado.

    Entretanto, como sua carreira política tornava-se cada vez mais lucrativa, montou-se em sua volta uma eficiente estrutura com membros de sua família e políticos que viram nele a parceria ideal para ocupar o espaço político deixado por seu avô, Tancredo. Contudo, seus familiares e parceiros não contavam com um fato novo, o casamento de Aécio com Andréa Falcão.

    Segundo amigos de Andréa, rígida por princípios, passou a questionar o comportamento de Aécio e a farsa montada para manter sua imagem. À amigos ela reclamava que isto impedia que Aécio amadurecesse.

    Separada de Aécio em 1998, procurou organizar sua vida, porém, com a eleição de Aécio para governador em 2002, no intuito de passar para a população uma imagem de homem de família, o esquema passou a utilizar sua filha Gabriela, sendo histórica a presença da mesma em sua posse.

    Sabedora do que realmente ocorria, Andréa passou a questionar esta utilização com receio de que a exposição, as companhias e hábitos de Aécio fossem prejudiciais à sua filha. Entretanto, o esquema montado em torno de Aécio insistiu, mesmo diante de sua recusa.

    continua no proximo post

    ResponderExcluir
  8. continuação

    Esta prática foi bastante reduzida nos últimos anos de governo de Aécio Neves, contudo, o mal já havia sido concretizado. Com a denúncia dos deputados mineiros Sávio Souza Cruz (PMDB) e Rogério Correia (PT) de enriquecimento ilícito dos irmãos Andréa e Aécio Neves perante a Procuradoria da República e Receita Federal descobriu-se uma gigantesca movimentação financeira de Aécio nos Estados Unidos.

    Constatou-se que os maiores depósitos coincidiam com as datas das viagens de Aécio Neves a Aspen, uma estação de esqui no Colorado, para onde Aécio se dirigia sobre a justificativa de que estaria levando a filha para esquiar. As suspeitas aumentaram ao se descobrir que as viagens foram feitas em jatinho fretado sem que sua bagagem passasse por qualquer alfândega, seja no Brasil ou USA.

    A área de inteligência da Receita Federal descobriu que uma integrante da inteligência da PMMG, conhecida como PM2, havia relatado uma discussão entre Aécio e Andréa Falcão, onde ela, de maneira enérgica, reclama; “deixe minha filha fora dos seus rolos, não quero que fique utilizando ela para servir de justificativa para você fazer o que faz”, Aécio pergunta. “Que rolo?”; Andréa Falcão responde; “levar estas malas de dinheiro e diamante para Aspen”.

    Este procedimento encontra-se desde o final do ano passado nas mãos do procurador geral, Roberto Gurgel, parado. Segundo amigos de Andréa Falcão, se ela for convocada a esclarecer os fatos ela irá contar tudo que sabe para defender sua filha. Pelo visto a família Neves finalmente terá a oportunidade de constatar que Andréa Falcão sempre falou sério.

    O senador Aécio Neves, consultado sobre o tema que seria abordado na matéria, optou por nada comentar e Andréa Falcão recusa-se a falar com a imprensa.

    http://www.novojornal.com/politica/noticia/andrea-falcao-a-mulher-que-tira-o-sono-dos-neves-05-03-2013.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ATIRA UMA PEDRA QUAL GOVERNO NO BRASIL QUE NÃO TIROU UMA CASQUINHA. OS MENSALÕES DA VIDA PROVAM O QUE ESTOU FALANDO. É SACABAGEM PRA TUDO QTO É LADO E NÃO TEM NINGUÉM SANTO NÃO. PRA MIM É TDO IGUAL, SEM TIRAR NEM POR.

      Excluir
  9. PERTO DO ITINERANTE E DO PITAQUEIRO, ESSES PARAIBANOS SÃO PIVETES
    *****
    PF investiga servidores e filho de ex-prefeita na Paraíba

    08/03/2013
    PF investiga servidores e filho de ex-prefeita na Paraíba

    OPERAÇÃO PREMIER*

    Cabedelo/PB – Na manhã de hoje (8), a Polícia Federal deu cumprimento a 15 mandados de busca e apreensão em residências de ex-secretários municipais, em diversas empresas e na casa do filho da ex-Prefeita da cidade de Conceição. Os mandados foram expedidos pela 14ª Vara da Justiça Federal em Patos/PB e foram cumpridos em endereços localizados nos municípios paraibanos de João Pessoa, Cabedelo, Conceição, Itaporanga, Livramento, Monteiro, São José da Lagoa Tapada, São José de Piranhas e Uiraúna.

    As investigações demonstraram que o filho da ex-Prefeita, apesar de não possuir qualquer vínculo formal com a Prefeitura de Conceição/PB, intervinha de maneira determinante nos negócios do município, intermediando a relação entre a prefeitura e empresas que executavam obras licitadas. Verbas oriundas de convênios federais e contratos de repasse com a União eram rateadas entre ele e os empresários contratados.

    No total foram apuradas ilegalidades em 10 licitações realizadas entre os anos de 2010 e 2012 cujos valores totais ultrapassam R$ 7 milhões. Durante o referido período houve o repasse de quase R$ 5 milhões referentes a tais obras, que tiveram 6 empresas beneficiárias.Com o apoio da Controladoria Geral da União-PB, foi constatada a existência de diversos pagamentos, em valores bem superiores às obras realizadas, a empresas, cujo contrato social está em nome de “laranjas”.

    Os investigados responderão por fraude em licitações, falsidade ideológica, formação de quadrilha e corrupção passiva.

    Será concedida entrevista coletiva às 10h30, no auditório da Superintendência Regional da Polícia Federal, BR 230, Km 7, Ponta de Campina, Cabedelo/PB.

    Sugerimos trazer pen-drive.

    João Pessoa/PB, 08 de março de 2013.

    Comunicação Social da SR/DPF/PB

    (83) 3248-5933/5920

    ResponderExcluir
  10. "Quem mata um homem é chamado de assassino, quem mata milhares é chamado de herói."

    Charles Chaplin

    ResponderExcluir
  11. Brasileiros querem renúncia de Renan, mostra pesquisa

    Agência Estado
    Publicação: 08/03/2013 09:56 Atualização:

    De acordo com uma pesquisa feita pelo Instituto Ibope, 74% dos brasileiros ouvidos querem o afastamento do senador Renan Calheiros (PMDB-AL) da presidência do Senado. O levantamento foi encomendado pela organização não governamental Avaaz.
    Segundo a pesquisa, que ouviu, por telefone, mil pessoas entre os dias 2 e 3 de março, os senadores deveriam exigir a renúncia de Calheiros do cargo. Além disso, 63% da população que participou do levantamento destacou não concordar com o uso do sistema de voto secreto para a eleição da presidência da Casa.

    Levando em consideração esse método, a pesquisa mostra que 56% dos entrevistados consideram a votação inválida, contra 38% que acreditam na validade do pleito. As entrevistas por telefone apuraram também que 68% dos eleitores provavelmente não votariam em um senador que apoiasse o atual presidente do Senado.
    Renan Calheiros retornou ao comando do Senado cinco anos após renunciar ao cargo para não ser cassado e uma semana após o Ministério Público tê-lo denunciado ao Supremo Tribunal Federal (STF) por peculato (desvio de dinheiro público), falsidade ideológica e uso de notas falsas. Calheiros foi eleito presidente do Senado no último dia 1º de fevereiro com ampla maioria (56 votos), mas antes mesmo da eleição, seu nome já era dado como certo.
    A ONG Avaaz começou, então, a articular uma manifestação eletrônica em que pedia o impeachment do peemedebista. No dia 23 de fevereiro, representantes do movimento entregaram ao Senado mais de 1,6 milhão de assinaturas recolhidas no País.

    ResponderExcluir
  12. MARINA SANTOS08/03/2013 11:24

    A MULHER AINDA CONTINUA VULNERÁVEL Á VIOLÊNCIA NO BRASIL E EM MINAS GERAIS. MUITO PAPO E POUQUÍSSIMAS AÇÕES.

    Brasil segue longe de frear a violência contra a mulher
    Minas Gerais precisa de, pelo menos, o dobro de delegacias especializadas.

    RAQUEL GONDIM - Publicado no Jornal OTEMPO em 08/03/2013

    Apesar da comemoração em torno do Dia Internacional da Mulher, as políticas públicas voltadas para essa parcela da população são insuficientes e escancaram uma triste realidade: o Brasil ainda está longe de oferecer ações suficientes para frear a violência doméstica. Um levantamento do Tribunal de Contas da União (TCU) divulgado, nesta semana, pelo portal "Contas Abertas" mostra, por exemplo, que em 2011, menos de 10% dos municípios brasileiros tinham delegacias especializadas no atendimento ao público feminino. Em Minas, eram 46 delegacias, metade do recomendado pela Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM).
    Outros números demonstram que, seja em âmbito nacional ou estadual, o país apresenta uma estrutura deficitária no que diz respeito ao combate a esse tipo de violência. As varas especializadas, por exemplo, eram 94 no Brasil em setembro de 2011, 15% das idealizadas pela SPM. Em Minas, havia dois juizados, menos de 5% do ideal.
    Apesar disso, a presidente da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito do Congresso que investiga a violência contra a mulher, deputada federal Jô Moraes (PCdoB), disse que em certos aspectos, Minas tem avançado mais. "Em Minas existe uma articulação mais regular entre diferentes órgãos, mas ainda assim, a precariedade é grande". De acordo com ela, hoje, o Estado tem três varas especializadas na violência contra a mulher - uma a mais do que em 2011, ano do levantamento do TCU - que são responsáveis por 42 mil processos.
    Projetos. A deputada federal Margarida Salomão (PT) destacou a importância de a Câmara ter aprovado, nesta semana, o projeto de lei que prioriza o atendimento de vítimas de violência sexual no Sistema Único de Saúde (SUS).
    Ela disse ainda que outras medidas de interesse das mulheres, como a que regula o direito dos empregados domésticos, devem ser apreciados pela Casa neste mês.

    Participação feminina no Congresso é tímida

    "O Brasil vive hoje um processo contraditório. Temos uma presidente mulher, vários ministérios integrados por mulheres, mas a participação delas na política cresceu 1% ao ano nos últimos 20 anos", lembrou a deputada federal Jô Moraes (PCdoB). Ela destacou que, nesse ritmo, o Congresso irá precisar de mais de um século para alcançar a igualdade de gêneros.
    Atualmente, somente duas mulheres representam os 53 parlamentares que formam a bancada mineira na Câmara dos Deputados: Jô e Margarida Salomão (PT). No Senado, o Estado não tem representantes do sexo feminino.
    Para Margarida, esse é um quadro difícil de ser alterado, devido ao peso cultural embutido nas estatísticas. Ela acredita, porém, que a aprovação da reforma política seria positiva por trazer mais mulheres para a política. "Eu defendo o voto em lista, que é uma forma objetiva de aumentar a participação feminina". (RG)

    ResponderExcluir
  13. Por que a PF não investiga o Itinerante e o Pitaqueiro?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já passou da hora e quando o delegado regional da PF teve aqui no Falando Sério ele deixou bem claro que não ia ficar quieito enquanto não colocasse esses corruptos do norte de minas na cadeia. Estou mt ansioso pra ver essa turma saindo em camburões algemados.

      Excluir
  14. Marta do Industrial08/03/2013 15:42

    Doutora Myriam, parabéns pelo Dia da Mulher.
    Temos muito que agradecer sua dedicação por Pirapora.
    Parabéns pelo seu blog que hoje ultrapassou a marca de 150.000 visualizações.
    Contamos com você para dias melhores em nossa cidade.
    Continue nos ajudando. Precisamos de você para nos defender.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marta,
      Muito obrigada pela lembrança.
      Contem sempre comigo no combate contra a corrupção em Pirapora.
      Abraços.

      Excluir
  15. Triste Pirapora, as ratazanas estao roendo tudo, até a dignidade da população.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ratos pra todo lado, na saúde, na educação , no comerrcio e serviços, nos transportes, no turismo, na administração, etc. Se transformou num ninho de ratos se reproduzindo assustadoramente.

      Excluir
  16. Quem está no poder são bandidos profissionais, que estão comendo tudo e se virem que ainda há alguns alimentos na dispensa(Prefeitura) não vão deixar nada, vão abocanhar tudo, de verba grande a pequena. Antes era uma meia duzia de bandidos, agora são muitos marginais. Todos juntos pela corrupção!

    ResponderExcluir
  17. A omissão da população piraporense, uma parte conivente, outra que dorme no ponto sem nada perceber, outra bovina que é tangida para o matadouro, leva esses caras de pau a passarem óleo de peroba e fazerem de conta que não é com eles tantas denúncias e processos.

    ResponderExcluir
  18. “… A presença de um grande número de histéricos nos altos postos de uma sociedade é garantia de deterioração de todas as relações humanas, de proliferação incontrolável da mentira, da desonestidade e do crime.”
    Olavo de Carvalho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pensei ser eu o único sujeito estranho - ao menos nestas barrancas - que conhecesse o filósofo O. de C.

      Ele é verdadeiramente um gênio. O texto que se segue, máxime sua conclusão, deveria ter sido objeto de leitura quando da última eleição.

      http://www.olavodecarvalho.org/semana/120206dc.html

      Excluir
    2. Pensei ser eu o único sujeito estranho que conhecesse O. de. C. Ao menos nestas barrancas. O texto que se segue deveria ter sido lido por quem de direito quando das eleições - máxime a sua conclusão.

      http://www.olavodecarvalho.org/semana/120206dc.html

      Excluir
  19. Os corruptos, que agem por compulsão e vício, estão destruindo Pirapora, mas continam "heróis", ao invés de serem exterminados.
    O negócio deles é roubar e ainda fazer propaganda de construir sonhos, a fim de que a porcada, que gosta de chiqueiro, se lambuze até não querer mais.

    ResponderExcluir
  20. Aqueles eleitores que votam e sustentam esses vagabundos no poder, são os piraporenses que o ex-prefeito diz ser dono, pois compra e paga. Em troca de migalhas, se conformam em enriquecer políticos ladrões.

    ResponderExcluir
  21. Quando essa gente corrupta viu aquela montanha de dinheiro pela primeira vez entrando nos cofres da Prefeitura, tomou um gosto danado pela bandalheira em tempo integral.

    ResponderExcluir
  22. “Quando os justos se engrandecem, o povo se alegra, mas quando o ímpio domina, o povo geme.”
    Provérbios 29:2.

    INFELIZMENTE, ESSES GOVERNANTES, AO ASSUMIREM SEUS CARGOS, RECUSARAM-SE A DECLARAR ESTAS PALAVRAS DO SALMISTA:

    “Quando eu ocupar o lugar determinado, julgarei retamente.” Salmos 75:2.

    ResponderExcluir
  23. Em 2005 eram corruptos raquíticos. Hoje, estão irreconhecíveis de tão gordos financeiramente.
    O chefe da organização tinha uma dívida de 12 milhões de reais declarada, uma casa modesta em MOC e uma carro usado.
    Agora, tem fazendas, casas, apartamentos, carros de luxo, rádio e tv, dinheiro escondido, um patrimônio de 500 milhões de reais.

    ResponderExcluir
  24. ASSIM ORDENA O ITINERANTE:

    “Xingue-os do que você é, acuse-os do que você faz”

    Lênin.

    ResponderExcluir
  25. MARIO SANTOS08/03/2013 16:36

    DÁ NOJO VER TANTA IMPUNIDADE E ESSES MALDITOS AINDA NO PODER SUGANDO O NOSSO SUADO DINHEIRO. O MEU IPTU É EXORBITANTE, ESTOU PAGANDO TAXAS DE ÁGUA E TODO DIA FALTA ÁGUA NA MINHA CASA. CADA DIA A CORDA APERTA MAIS NO PESCOÇO. NÃO SEI AONDE A GENTE VAI PARAR.

    ResponderExcluir
  26. Tudo o que observo hoje em minha cidade é um bando de hienas sanguinárias que vivem dilapidando o erário público e se beneficiando dos conchavos e da riqueza aparente. São indivíduos torpes de má índole e que se valem da corrupção para encher os próprios bolsos. Carniceiros esformados que se deixam corromper para garantir uma boa vida quando tudo passar. Me constrange ver homens e mulheres "zumbis" que se fartam da coisa pública e tudo promovem visando os próprios e malignos interesses. Pirapora se lascou e o povinho amargurado se encontra calado, sem ter o que fazer e pra onde ir. Nem que sim, nem que não. Vez em quando ouço um mais afoito, mas é um caso raro, essa indignação pública e estritamente necessária na legitimação dos direitos. Parece até que a metade da população está empregada na prefeitura ou precisa indiretamente desta pra tudo. Pirapora se lascou nas mãos de uma quadrilha especializada que tem o aval de muitos profissionais liberais, empresários, educadores, prestadores de serviços e uma parcela do povo qua ainda se deixa levar pelas fantasias eleitoreiras. A desfaçatez suplantou a ignorância; a ironia à humildade; a hipocrisia á sinceridade. E nesse meio termo ainda continuo divagando sobre o sentido de justiça e vendo que a maldade está se tornando quão simples e a desonestidade virou uma peça de sucesso. É lamentável o que ocorre nessa terra de um povo que se deixa levar pelas aparências, que se vende a qualquer ilusionista e charlatão venha de onde vier. É um caso sui generis que fere a integridade dos bons e reacende em nós o desejo mais primitivo como o princípio de Talião encontrado no Código de Hamurabi, em 1780 a.C., no reino da Babilônia e permite que as pessoas façam justiça por elas mesmas e de forma desproporcionada, no respeito ao tratamento de crimes e delitos, do "olho por olho, dente por dente"... Num campo de debochados tenho por mim que somos intrusos em nossa própria terra. Me sinto como o verdadeiro foratseiro quando observo que aqui a prosmicuidade á algo sem tamanho. E diante de tudo isso ainda tenho forças para agradecer a Deus por mais um dia, por toda a minha família, pela honestidade e a força de trabalho que ainda possuo e pelos ensinamentos e valores herdados dos meus velhos pais acerca do sentido da honra, moral, e da verdade. Agradeço a Deus e peço perdão por tantos conterrâneos que se venderam por alguns cifrões, se enlameando, suas famílias e o nome de seus antepassados. No fundo tenho pena, verdade eu tenho dó.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agora temos a ouvidora Lu Diniz, a quem poderemos encaminhar nossas queixas...

      Excluir
  27. ouvi dizer que o jofre foi mandado embora, alguem pode confirmar essa noticia se e verdadeira?

    ResponderExcluir