sábado, 10 de novembro de 2012

Processo Eleitoral nº 122594 poderá cassar registro de Heliomar Valle da Silveira


O prefeito itinerante Warmillon Fonseca Braga e seu candidato forasteiro, Heliomar Valle da Silveira, também conhecido como Léo Silveira, tratam o povo de Pirapora como cidadãos de última classe.

As pessoas esclarecidas e que têm discernimento sabem que atualmente Pirapora é uma cidade sem expressão no Estado de Minas Gerais.

Pirapora somente é destaque na imprensa quando divulgam os constantes escândalos de corrupção.

Embora tenha uma arrecadação expressiva, foram 8 anos de atraso, miséria e descaso com a população.

Usaram funcionários públicos, que enganaram mulheres grávidas, para elas fazerem propaganda eleitoral para Léo Silveira, conforme provaram os documentos juntados no Processo Eleitoral 122594.2012.613.0218, que visa cassar o registro do candidato Léo Silveira, por transgressão ao artigo 73, inciso III, da Lei Eleitoral.

As gestantes foram ludibriadas, com promessas de consultas, exames e palestra. Quando chegaram ao Centro Viva Vida descobriram que lá estavam, para fazer propaganda política em benefício do candidato Léo Silveira, causando indignação nas mesmas, porque se sentiram humilhadas.

Suprimi os nomes das grávidas, em respeito às mesmas.

Abaixo a petição inicial do Ministério Público Eleitoral:






176 comentários:

  1. Nas eleições municipais de 2012 em Pirapora a máquina administrativa foi usada e abusada em prol do candidato do prefeitin.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. criss, não usaram a máquina administrativa mas, ESTUPRARAM.

      Excluir
    2. o Centro Viva Vida usado para campanha política. Uau!
      Sem comentários os documentos acima dizem tudo.

      Excluir
    3. rua maranhão11/11/2012 10:08

      flor, não esqueça que o PSF do Bom Jesus tbm foi usado na campanha do L.S segundo o relato. Um absurdo sem precedentes.

      Excluir
    4. Alexandre Carlos11/11/2012 11:58

      Para mim é bastante cristalino,quando usam a máquina pública em benefício de certo candidato é a mesma coisa de roubar dinheiro público.
      Ora, quem paga o salário dos servidores é o povo, e fica pagando para os mesmos fazerem propaganda política?
      É um verdadeiro escárnio.

      Excluir
    5. Parabéns, comentáristas do transparência! Voc~es são um show!!!

      Excluir
    6. A imprensa nacional tinha que tomar conhecimento do que ocorre em Pirapora.

      Excluir
  2. Esta denúncia é uma pequena parte das ilegalidades cometidas pela tchurma do leleo. Os secretários, os comissionados fizeram na última semana das eleições a SEMANA DA DERRAMA. Derramaram dinheiro nos bairros carentes comprando o eleitorado miserável. O itinerante foi pessoalmente no banco tirar uma qtia polpuda faltando quatro dias para as eleições. Foi uma dificuldade para o banco arrumar a qtia em dinheiro exigidapor ele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. qual foi o banco? Diz aí que o Ministério Público pode investigar, pedir extrato, etc.

      Excluir
    2. Essa gentalha cava a própria sepultura quando aprotam as maiores aberrações para ganharem as eleições. O itinerante diz: " faz a coisa errada que eu garanto".
      As coisas não são do jeito que o diabo itinerante quer.
      No meio do caminho do itinerante existem pedras... Ministério Público e Juízes incorruptíveis.

      Excluir
    3. Bairro Sto Antônio11/11/2012 12:41

      um dos grandes erros do warmilhões foi querer ser maior que a Justiça.

      Excluir
    4. Anônimo das 10:14,
      o assunto do saque feito na véspera da eleição pelo prefeito, segundo pessoas próximas a ele, foi na CEF, valor mais de cem mil reais.

      Excluir
  3. EU LEMBRO DESSAS GRÁVIDAS COM AS BARRIGAS PINTADAS NA PROPAGANDA ELEITORAL DO PITACO NA TV.
    PUTS! VÃO SER BAIXOS ASSIM NA PQP!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rua maranhão11/11/2012 10:07

      Eu tbm lembro que as propagandas eram feitas dentro das repartições públicas. Filmaram dentro da Fundação Moises Magalhães os atendimentos, entrevistram servidores municipais comissionados dentro dos prédios públicos. A ilegalidade foi a marca da campanha do L.S e E.

      Excluir
  4. Eles fazem tudo pelo poder e para continuar com a chave do cofre da prefeitura
    Fiquei revoltada com a maldade que eles fizeram com as gestantes
    Tomara que a justiça cassa o registro desse pau mandado que vai ser um fantoche nas mãos do prefeitim

    ResponderExcluir
  5. Este processo só não cassa o registro do pitaqueiro se os bandidos comprarem as decisões.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. CONCORDO PLENAMENTE.

      Excluir
    2. Esse fato, mostra de forma clara e cabal os bens públicos sendo utilizados nas eleições.
      Não tenho palavras para dizer o que sinto.
      A justiça tem que dar uma resposta justa as injustiças
      cometidas por uma Gag corrupta que deseja perpetuar no poder.

      Excluir
  6. Antonio Carlos10/11/2012 19:00

    Como é que pode os agentes de saúde participarem dessa enganação
    Eles deviam ser punidos com demissão
    Mas aqui é terra sem lei

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Antônio Carlos,
      as repartições municipais eram verdadeiros comites de campanha do forasteiro. Os servidores eram obrigados a trabalhar para eles. Os agentes de saúde funcionavam como "formiguinhas" de campanha.

      Excluir
    2. O pessoal do PFS dizia nas casas que se o indalécio ganhasse, havia o risco de o programa acabar... A mesma lenga-lenga era repetida pelo tal de coordenador do programa do pessoal da terceira idade...

      Excluir
    3. Anônimo, esse tal coordenador foi candidato a vereador com o leo sujeira e, chantageando o pessoal da terceira idade, obteve mais de 400 votos. Tem cargo certo na administração do pitaqueiro, caso este seja empossado

      Excluir
    4. rua maranhão11/11/2012 10:04

      Até os computadores das repartições da prefeitura tinham propagandas eleitorais do L.S.

      Excluir
    5. Se aquele Heder de nada, coordenador da terceira idade ganhasse, iria empossar sua querida irmã, veio de tão longe para pegar sua vaga...porque não colocou uma piraporense?

      Excluir
    6. servidora municipal11/11/2012 12:43

      As diretoras municipais faziam campanha política para o pitaqueiro dentro das salas de aula.

      Excluir
    7. as reuniões da campanha do pitaqueiro eram realizadas dentro da prefeitura. Telefones, carros, gasolina, computdores a disposição do pitaqueiro. Injustiças, desigualdades, baixarias essas foram as marcas da campanha deles.

      Excluir
  7. QUANTAS INJUSTIÇAS PRATICADAS NAS ELEIÇÕES DE PIRA.

    TUDO QUE OS QUADRILHEIROS COLOCAM AS MÃOS TÊM ROUBALHEIRA.

    GANHARAM NO TAPETÃO DAS ILEGALIDADES IMORAIS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pedro Gomes11/11/2012 06:06

      Eles merecem apodrecer na cadeia

      Excluir
    2. O PIOR CEGO É AQUELE QUE NÃO QUER ENXERGAR
      A PREFEITURA DE PIRAPORA NA GESTÃO DO WARMILHÕES FOI DECISIVA NA "VITÓRIA INJUSTA" DO FORASTEIRO PITACO.
      AINDA SIM COM TANTA GRANA PÚBLICA ENVOLVIDA A DIFERENÇA ENTRE OS DOIS CANDIDATOS FOI EXTREMAMENTE PEQUENA.

      Excluir
    3. Tony Farofeiro11/11/2012 12:07

      O itinerante é o maior mal que pirapora já se viu, coisas como ética e moral foram jogadas na lama, relamente Pirapora hoje só mesmo nas páginas de escandândalos.

      Excluir
    4. Amigo de Pirapora11/11/2012 13:37

      O brilho do poder ofusca a vista do itinerante que anda deixando rastros das suas ilegalidades para todos os cantos.

      Excluir
  8. não esqueçam os servidores da educação que trabalharam abertamente para o L .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. CAPITAL MORENA11/11/2012 00:18

      CAN-SEI!!!
      CAN-SEI!!!
      CAN-SEI!!!
      CAN-SEI!!!
      CAN-SEI!!!
      CAN-SEI!!!

      Excluir
  9. Juiz espanhol defende que corrupção seja tratada como crime internacional

    Por racismoambiental, 10/11/2012 17:30

    Carolina Sarres, Repórter da Agência Brasil

    Brasília – O juiz espanhol Baltasar Garzón, conhecido por ter expedido mandado de prisão contra o ex-presidente chileno Augusto Pinochet, disse hoje (10) que a corrupção e a impunidade são questões diretamente relacionadas, que se retroalimentam e viabilizam a execução de crimes contra a humanidade. Garzón ainda defendeu que a corrupção seja tratada como crime internacional pelo Tribunal Penal Internacional (TPI) e que a cooperação judicial entre os países seja mais efetiva, sem a possibilidade de negação de execução judicial por questões políticas – o que, segundo ele, contribui para que atividades corruptas fiquem impunes.

    O juiz espanhol participou de debate sobre o papel da sociedade no combate à corrupção na 15ª Conferência Internacional Anticorrupção. A participação do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Carlos Ayres Britto, estava prevista, mas foi cancelada. No final do dia, o ministro chefe da Controladoria-Geral da União (CGU), Jorge Hage, deverá encerrar a conferência, que aprovará uma declaração sobre o tema.

    De acordo com o juiz Garzón, durante muitos anos, impunidade e corrupção foram temas tratados de forma dissociada. Investigações conduzidas mundialmente, no entanto, mostram que o aproveitamento econômico e a obtenção de fundos viabilizados pela corrupção financiam crimes contra a humanidade, crimes de guerra e genocídio – os três crimes tipificados pelo Estatuto de Roma, que criou o Tribunal Penal Internacional, em 2002, a única corte internacional que tem competência para julgar e condenar pessoas por essas violações. Por outro lado, a comunicação entre as instâncias internacionais e os tribunais nacionais não é eficiente, o que dificulta as investigações e a aplicação de penas.

    Isso, segundo o juiz, deve ser investigado no sentido de se avaliar se as autoridades judiciais e políticas são perseguidas por corruptores ou têm colaboração com os atos de corrupção.

    Para essa avaliação, Garzón defendeu a ampla participação da sociedade civil organizada e da imprensa internacional, que, segundo ele, deve ser ampla e sistematicamente protegida. O juiz disse que atentados contra a imprensa devem ser catalogados como crime contra a humanidade – pois seriam óbices à obtenção de informações e, consequentemente, empecilhos ao combate à corrupção e à impunidade.

    Segundo Garzón, o TPI deve abrir espaço para que seja feita uma relação entre as causas e as consequências econômicas dos diferentes delitos. O juiz deu os exemplos dos crimes cometidos na Líbia e no Quênia, recentemente tratados pela corte, nos quais ele avalia haver fundamental origem econômica. Ele elogiou as políticas brasileiras de combate à fome e à pobreza como forma de atenuar esse tipo de motivação.

    Baltasar Garzón também defendeu a jurisdição universal para o tratamento dos crimes previstos pelo TPI. Jurisdição universal é um princípio do direito internacional em que os Estados teriam o poder de julgar e condenar pessoas independentemente do local onde o crime foi cometido ou da nacionalidade do infrator. Em geral, para uma corte exercer jurisdição sobre um indivíduo, deve haver relação entre a pessoa em questão ou o local onde o crime foi cometido e a Justiça responsável pelo julgamento.

    Em fevereiro deste ano, Garzón foi condenado pela Justiça espanhola a 11 anos de afastamento da profissão por abuso de autoridade. O juiz ainda é processado em outros casos relacionados aos períodos militares na Espanha e em países da América Latina. Desde que foi impedido de exercer a profissão, Garzón tem atuado como defensor dos direitos humanos e de outras questões sociais.

    Edição: Carolina Pimentel
    -

    http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2012-11-10/juiz-espanhol-defende-que-corrupcao-seja-tratada-como-crime-internacional

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah se esse juiz fosse brasileiro...

      Excluir
    2. SE ele fosse brasileiro ele seria perseguido e massacrado pelos juizes e desembargadores corruptos,e isto e o que não falta no brasil.

      Excluir
    3. Amigo de Pirapora11/11/2012 13:45

      o problema é o TJ/MG onde o warmilhões tem amigo$$$.

      Excluir
    4. O w NÃO é amigo de todos os desembargadores do TJ.

      Excluir
    5. O w TEM muitos AMIGOES no TC.

      Excluir
  10. 10/11/2012 - 18h15

    Escolha do futuro prefeito de Mongaguá (SP) ainda depende do TSE

    DA AGÊNCIA BRASIL

    Está nas mãos da Justiça a decisão sobre o futuro prefeito da cidade paulista de Mongaguá, no litoral norte do estado. Dos três candidatos que concorreram à prefeitura no dia 7 de outubro, dois (os mais votados) estão com os registros de suas candidaturas sub judice, portanto, aguardam julgamento do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

    De acordo com o tribunal, há 2.886 processos que tratam de inelegibilidade de prefeitos, vices e vereadores a serem julgados pelos sete ministros da Corte.

    Paulinho (DEM), candidato à reeleição, foi o mais votado com 12.039 votos, mas teve o registro cassado pelo TRE-SP (Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo) esta semana, por ter feito propaganda de obras e serviços da prefeitura nos três meses anteriores às eleições, o que é proibido por lei.

    O segundo colocado na cidade é o professor Arthur (PSDB), que concorreu respaldado por uma liminar e recebeu 10.574 votos. No entanto, os votos ainda não foram validados porque o recurso não foi julgado pelo TSE.

    O terceiro mais votado é o Dr. Pedro (PTB) que obteve 5.948 votos.

    Com os candidatos mais votados com problemas na Justiça, o futuro de Mongaguá poderá ser uma nova eleição caso os registros de Paulinho e do professor Arthur não sejam validados. Isso porque a soma dos votos deles supera 50% mais um do eleitorado, que chega a 40 mil aptos a votar.

    Ainda há a possibilidade de que um dos dois seja liberado pela Justiça e, posteriormente, seja diplomado prefeito. Caso os dois tenham os registros confirmados, ficará mantido o resultado da eleição e o atual prefeito será reeleito.

    Com isso, assim como em Mongaguá, outras cidades, como Novo Hamburgo (RS) e Cabo Frio (RJ), dependem da Justiça para saber quem será o prefeito.

    Esta semana, a presidente do TSE, ministra Cármen Lúcia, disse que a Corte deve julgar todos os recursos pendentes sobre registro de candidaturas até a data da diplomação dos eleitos, no dia 17 de dezembro. "Pelo número de decisões até agora, não haverá recursos pendentes. Mas, caso haja, analisaremos as questões pendentes caso a caso", disse Cármen Lúcia.

    O TSE recebeu, ao todo, 8,3 mil processos relacionados às eleições municipais deste ano, sendo que 7,7 mil são recursos relacionados a registros de candidatura.

    ResponderExcluir
  11. Quando a gente vê parte desse processo, fica sabendo alguma coisa sobre os outros três que estão em Pirapora e o outro que já está no TRE, a derrama de dinheiro nos últimos dias da campanha eleitoral, as ameaças, as promessas, os comissionados e contratados engajados na luta para não perderem os empregos, e tantos crimes eleitorais, chego à conclusão de que Indalécio foi realmente um político vitorioso para aguentar firme este embate tão desigual. A diferença de votos entre um e outro foi muito pequena tendo em vista a monstruosidade da máquina administrativa totalmente à disposição do candidato eleito e para ele trabalhando vinte quatro horas do dia.
    Se este criminoso conseguir passar por estes cinco processos sem a devida condenação, é melhor fechar o forum de Pirapora e os tribunais superiores. Não existe justiça. A impunidade terá vencido a honra, a honestidade, a verdade, a moral, a vergonha, a decência, a ética.
    Vamos aguardar.
    Apesar de tudo isto, quero dizer:
    Parabéns, Dr. Gustavo!
    Parabéns, DRa. Arlete!
    Avante!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rua maranhão11/11/2012 10:03

      Ainda bem que existe Ministério público e Juízes de Direito em Pirapora. Graças a Deus!

      Excluir
    2. Perfeita análise, Anônimo10/11/12 23:30.

      Excluir
    3. Anônimo10/11/12 23:30,


      Impecável.

      Excluir
  12. Pedro Gomes11/11/2012 06:04

    É muita pouca vergonha do prefeito e do candidato dele
    Eles se aproveitaram das grávidas para coagir que elas gravassem propaganda para Leo Silveira
    Mas a justiça vai ser feita

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que a justiça seja feita!
      Chamo todos os piraporenses para um ato cívico em favor da democracia, da realização de novas eleições em Pirapora!

      Excluir
  13. Hage critica excesso de recursos judiciais por dificultarem luta contra a corrupção

    Agência Brasil

    Publicação: 10/11/2012 20:03 Atualização:

    O ministro-chefe da Controladoria-Geral da União (CGU), Jorge Hage, criticou hoje, no encerramento da 15ª Conferência Internacional Anticorrupção, o excesso de apelos e oportunidades de recursos judiciais no país, que resultam em morosidade na execução das decisões da Justiça e, consequentemente, em casos de impunidade.

    Segundo ele, a sociedade não pode se acomodar perante a ineficiência da aplicação de penas previstas em lei e a ausência de legislação que preveja fortes e rigorosas sanções. "Quem quer realmente contribuir deve, além de lutar pela superação dos problemas, cuidar de fazer o que esteja ao alcance de suas mãos, em cada área de atuação específica, porque há sempre algo que podemos fazer contra a impunidade", disse o ministro.

    De acordo com Hage, agentes públicos do Executivo, por exemplo, devem explorar ao máximo formas de punição administrativa, que, para ele, podem ser pesadas e relevantes. Outro ponto enfatizado foi a necessidade de divulgação e publicidade de ações decorrentes da corrupção, pois as sanções que atingem a imagem do agente ou da empresa envolvida no crime têm, por vezes, consequências mais severas do que as sanções tradicionais.

    "Além do efeito exemplar que isso [publicidade] pode causar, o infrator poderá não ter novas oportunidades de delinquir, por ficar impedido pelo enorme papel da pura e simples transparência, que abre caminho para toda e qualquer oportunidade de apuração", explicou o ministro.

    O discurso de Hage reforçou o peso das discussões no encontro sobre a impunidade. Na manhã de hoje, o juiz espanhol Baltasar Garzón participou de debate em que também tratou sobre a relação direta entre a corrupção e a impunidade dos envolvidos em crimes contra a humanidade.

    O ministro, no encerramento, ainda disse que a conferência foi apenas "uma batalha dentro de uma guerra contra a corrupção", e que os presentes precisam continuar lutando quando voltarem aos seus locais de trabalho.

    "Quando voltarmos às nossas mesas, iremos nos encontrar com os mesmos problemas e desafios. Mas voltaremos com novas ideias, mais inspiração e ânimo renovado pelo contato, pela interação e pelo estímulo que vêm do intercâmbio de energia e a sinergia que se estabeleceu entre nós [participantes]", finalizou.

    ResponderExcluir
  14. Uma Família Buritizeiro09/11/12 00:45

    Vou me furtar de denominar o prefeito de buri de Padreco. Trata-se de uma desgraça que aportou em nossa cidade para enriquecer ilicitamente a troco da miséria de uma grande parcela desse povo já muito sofrido.

    Ele não aprendeu absolutamente NADA com ninguém, já veio escolado da Igreja, infelizmente é isso que acontece num país onde nem as instituições consideradas, outrora, sérias, já não convencem.

    Anônimo09/11/12 14:05

    Tá na cara que essa licitação foi dirigida para o pasteleiro ganhar. Dizem que ele é sócio informal do irmão metralha em "diversos empreendimentos", como construção e venda de casas. Falcatrua das grossas essa licitação feita pelo padreco.
    Anônimo10/11/12 10:12

    O padre prefeito segue as orientações do warmilhões.
    O cara não sai do sítio do corrupto e de uma pousada.
    Anônimo10/11/12 10:15

    O pasteliro é laranja do warmilhões. A esposa dele galhuda tem cargo comissionado na prefeitura. Vários prédios em Pirapora estão sendo construídos por ele p/ tendo como proprietário o warmilhões. A lavagem de dinheiro é descarada!

    ResponderExcluir
  15. VALE A PENA DIVULGAR, PARA QUE TODOS SAIBAM

    Anônimo 10/11/12 09:05

    Aqui e em Buritizeiro. No ano passado, o prefeito padre (?) Salvador, de Buritizeiro, fez uma (de tantas outras) licitação fraudulenta, totalmente dirigida pra uma das construtoras do pasteleiro, pretextando construção de uma escola. O pasteleiro "concorreu" com duas construtoras, de cada uma ele detem 95% do capital, salvo engano um cunhado aparece com 5%, e um amigo dele concorreu com uma construtora de fundo de quintal (não esquecer que até chupin dos shows também criou uma pra ele, mas nesse caso não é a dele), naturalmente apresentando preço mais elevado pra perder. Pois bem, uma das construtoras do pasteleiro ganhou da segunda com diferença de apenas R$250,00, estando a obra avaliada em R$152 mil. Algumas paredes da escola foram levantadas, os alunos são alojados num curral adaptado pra sala de aula, e por esse servicinho o padreco pagou R$35 mil ao pasteleiro. Assim, é fácil ficar rico. Assim, padre Salvador, é fácil se fazer vítima. Cadeia é pouco, se a justiça nesse país alcançasse prefeitos como você e o itinerante...
    Anônimo10/11/12 09:14

    Anônimo, a farra com o dinheiro público em Buritizeiro não se restringe a esse escândalo com a construção da escola, na qual o pasteleiro aparece. Na saúde, a farra do boi parece que foi completa. Foram feitas licitações, para a compra de medicamentos para o hospital e para o setor odontológico, em valores superiores a 3 milhões de reais... Há ainda uma história muito nebulosa com diárias de viagens, algo em torno de 6 mil reiais, cuja explicação brevemente será solicitada a um certo senhor que se diz compungido leitor da bíblia... Só que, na prática, a teoria revelou-se outra...

    ResponderExcluir
  16. Todos os piraporenses decentes e honestos esperam que mais postagens sobre este cadáver insepulto, dissecando toda a corrupção eleitoral em Pirapora, sejam publicados neste blog importante. Nós precisamos confirmar o que vimos, ouvimos e soubemos sobre o maior crime eleitoral cometido em toda a história do nosso município. Queremos ver expostas as vísceras da quadrilha que se instalou na Prefeitura e lutou com armas proibidas, porém poderosas e letais contra a democracia e a justiça, para continuar saqueando os cofres públicos de nossa cidade.
    E para os piraporenses enganados ou participantes do bando, fica escancarado e comprovado mais um crime realizado por esta gang de bandidos e de salafrários, cuja liderança está nas mãos do prefeito e de seu pitaco.

    ResponderExcluir
  17. FOI O MAIOR ESTUPRO MORAL QUE PIRAPORA JÁ ASSISTIU.
    A QUADRILHA TENTOU RASGAR AS LEIS E ASSASSINAR A CONSTITUIÇÃO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mais que vergonhoso, isso é uma afronta.

      Senti nojo destes pilantras depois de ler a matéria.

      Excluir
  18. Elton Diniz11/11/2012 12:03

    Realmente Pirapora vive no atraso, miséria e descaso.

    Atraso, pois a cidade não se desenvolve,não cresce apenas algumas obras forma feitas e mesmo assim não funcionam adequadamente.

    Miséria pois o povo continua pobre e vivendo na lama e poeira.

    Descaso, pois mesmo diante de tudo isso o prefeito e grupo não fazem nada para mudar este cenário.

    Enquanto isso a conta bancária deles só engordam

    ResponderExcluir
  19. Bairro Sto Antônio11/11/2012 12:39

    O blog transparência esta de parabéns por mostrar a verdade nua e crua. Por isso , o prefeito de centenas de processos tem calafrios quando pronuncia o nome do blog e de sua dona.


    Este post foi outra paulada nos traseiros dos corruptos de Pirapora. A cpaital morena do são francisco esta jogada, as ruas alagadas, esburacadas, o povo sem emprego, uma saúde horrível, uma educação péssima. A cidade esta sendo massacrada dia a dia e sendo governada por forasteiros que não repeitam as pessoas que vivem aqui.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. acesso o transparência todos os dias. Sou fã incondicional deste espaço democrático.

      Excluir
    2. Curto pra caramba o blog. Valeu Dra, Myriam!!

      Excluir
    3. O TRANSPARÊNCIA É SIMPLESMENTE SENSACIONAL.

      Excluir
  20. PIRAPORENSE INDIGNADO11/11/2012 13:35

    Caros blogueiros,

    Olha a situação absurda da política vagabunda do pitaqueiro:



    ENGANARAM, MENTIRAM , USARAM AS IMAGENS DE MULHERES SIMPLES GRÁVIDAS NAS ELEIÇÕES.

    TUDO FEITO POR SRVIDORES PÚBLICOS COMISSIONADOS DENTRO DE PRÉDIOS DA PREFEITURA MUNICIPAL.

    PRECISA DIZER MAIS ALGUMA COISA?

    OLHA A TEIA ARMADA, POR SERVIDORES PÚBLICOS QUE DEVIAM ESTAR TRABALHANDO EM PROL DOS INTERESSES DA COMUNIDADE E NÃO FAZENDO ABERTAMENTE CAMAPANHA POLITICA.

    NÓS PIRAPORENSES PAGAMOS A CAMAPANHA DO PITACO!

    É ISSO MESMO, NÓS PAGAMOS FINANCEIRAMENTE A CAMPANHA DO PITACO.

    COM CERTEZA, A CAMPANHA POLÍTICA PARA A PREFEITURA DE PIRAPORA NÃO ACABOU.

    AGUARDEMOS AS CENAS DOS PRÓXIMOS CAPÍTULOS

    QUE ELAS SEJAM JUSTAS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não somente pagamos regiamente os funcionários bandidos, sem a necessária competência para ocupar cargos comissionados e contratados, e que deveriam estar cumprindo suas funções de servidores públicos, com horários e atribuições para servir à população, mas faziam campanha para o sub-chefe, como saiu muito dinheiro vivo dos cofres da Prefeitura. Nosso dinheiro.
      O tal candidato jamais teria condições financeiras para arcar com os custos de uma campanha milionária como a que ele fez.
      A Prefeitura está quebrada. A Fundação está quebrada. Onde estão as prestações de contas que deveriam ser publicadas periodicamente? Onde está a tão apregoada transparência?

      Excluir
    2. Esse é o nível dos comissionados desse bandido que está no poder. Gente como o tal de valdson e da tal Regiane, que ao invés de cuidar de suas funções estavam fazendo campanha política para elegerem seu candidato, com medo de perderem as tetas.

      Excluir
    3. Falta contar o Jofrouxo que com medo de perder a teta,pois nao tem profissao e nao consegue um emprego pra ganhar um salario minimo,recebeu salario de 8000 para fazer campanha para o pitaco 24 horas por dia.
      Jofrouxo foi o molhador da mao dos que se venderam por 50 e 100 reais.

      Excluir
    4. Jofrouxo foi um dos que comprou o eleitorado com dinheiro vivo.

      Excluir
    5. ESSE CARA O JOFOUXO ( ESPANCADOR DE MENORES E DA PRÓPRIA MÃE ) É UMA PIADA AMBULANTE

      Excluir
  21. Pirapora vai ter nova eleição

    http://www.otempo.com.br/otempo/noticias/?IdNoticia=215405%2COTE&IdCanal=1

    ResponderExcluir
  22. A denúncia apresentada pelo Ministério Público de Minas Gerais mostra a bandalha que a Gang criminosa fez nas eleições - 2012.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. não adianta falarem o contrário a denúncia do MP com os depoimentos são cristalinos.

      Excluir
    2. QUERO VER ELES IREM P/ A RÁDIO AM MANIPULAR AS INFORMÇÕES. PENSAM QUE OS PROMOTORES, AS JUÍZAS NÃO ESCUTAM OS PROGRAMAS?!

      Excluir
  23. Um dia os processos dessa quadrilha cairão em mãos de desembargadores honrados que lutam contra a impunidade e combatem o crime organizado. E, com certeza, referendarão as sentenças judiciais de primeira instância de Pirapora, cujos magistrados acolheram as denúncias dos valorosos promotores de justiça.
    Aí o atual prefeito será condenado por diversos crimes e impedido de se candidatar a outros cargos públicos. E o pitaco aprenderá que não pode burlar as leis para conseguir seu intento na política.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Crimes que envolvem muitas pessoas sempre são esclarecidos. Pode demorar mas, são esclarecidos ( revelados ).

      Excluir
    2. Marcos Paulo11/11/2012 22:38

      Anônimo 11/11/12 17:45, me desculpe o desabafo, mas eu não acredito mais em coelhinho da páscoa, menos ainda em Papai Noel.

      Excluir
    3. Marcos Paulo, vamos ver o resultado da operação waterloo.

      Excluir
  24. Numa cidade de gente boazinha e idiota, que elegeu o candidato do prefeito, mesmo sendo roubada dia e noite, e ainda bate palmas para os ladrões de seu próprio dinheiro, uma postagem como esta acima deveria servir de reflexão neste momento pós-eleição. Aqui os fins justificam os meios.
    Infelizmente, a imoralidade já faz parte do caráter de muitos piraporenses.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Shirley Aparecida Fonseca11/11/2012 22:36

      É isso mesmo, Dra. Myriam Figueiredo, os "pseudos donos da cidade" (culpa exclusiva dos políticos do lugar), tratam o povo de Pirapora como cidadãos de última classe. PIOR, estamos sendo comandados por gente que nem daqui é. Fico estarrecida com essa realidade. Como pode, a CIDADE de Pirapora se permitir estar refém dessa corja? Muito lamentável.

      Eu não culpo os cidadãos, mas os representantes do povo desse lugar que FORAM ELEITOS para estarem no legislativo com o principal objetivo de defender os direitos do cidadão, levar a VERDADE para o povo. Mas, por comodismo e gordas benesses, se bandeiam para o lado da corrupção onde se encontra o itinerante.

      Acredito estarmos no FIM do MUNDO onde a Justiça dificilmente chega e, por isso, resta-nos conformar com essa dura realidade anos a fim. Tenho certeza absoluta de que para Pirapora e Buritizeiro, NÃO HÁ SOLUÇÃO. Ou seja, viveremos sob o jugo da chibata.

      PERDEMOS! Como dizem os bandidos! Afinal estamos sendo comandados por eles, os bandidos da mais alta periculosidade. Infelizmente.

      Excluir
  25. Vivemos um tempo de trevas em Pirapora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. dr trevas, buracos , pornografia, drogas, descaso, corrupção, mentiras. Só Deus pra nos salvar.

      Excluir
    2. Pirapora anda igual queijo cheia de buracos.

      Excluir
  26. TSE está atolado de processos contestando vários resultados eleitorais deste ano

    Helena Mader - Correio Braziliense

    Publicação: 12/11/2012 07:10 Atualização:

    A enxurrada de recursos apresentados ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para contestar o resultado das disputas municipais e o atraso para julgar todos os processos farão com que alguns dos políticos escolhidos pelo povo percam o cargo logo depois de tomarem posse. Para especialistas em direito eleitoral, a sobrecarga de trabalho no TSE depois da conclusão do pleito escancarou a necessidade de revisão das normas que regem as eleições no Brasil. Diante do impasse, ganha força a proposta de mudar o calendário eleitoral do país para antecipar convenções partidárias e o registro dos candidatos. Este ano, o Tribunal Superior Eleitoral recebeu 7.944 recursos, mas, até agora, só julgou 5.129 processos. Os ministros da Corte ainda terão que avaliar 2.185 casos – ou 27% do total – para que as eleições de 2012 finalmente tenham um desfecho. E se descubra o nome do prefeito ou vereador.


    O advogado Fernando Neves, ex-ministro do TSE, faz parte da Comissão de Reforma do Código Eleitoral criada no Senado para rever as regras dos pleitos no Brasil. Ele é o autor da proposta para antecipar em 60 dias as convenções realizadas pelos partidos para definir os candidatos de cada legenda. Hoje, esse processo é realizado no fim de junho e, pouco depois, já começam as campanhas. Assim, resta pouco tempo para os tribunais regionais eleitorais avaliarem eventuais pedidos de impugnação, o que leva ao risco de um concorrente percorrer as ruas em busca de voto sem que possa de fato tomar posse caso eleito. “Pela proposta apresentada, as convenções seriam realizadas no fim de abril, mantendo as datas de início das campanhas. Dessa forma, os candidatos fariam registro entre maio e junho e os tribunais teriam julho, agosto e setembro para julgar os eventuais recursos antes das eleições”, explica Neves.

    Como essa comissão é presidida pelo ministro Dias Toffoli, integrante do TSE e do Supremo Tribunal Federal (STF), as atividades do grupo ficaram comprometidos pelo julgamento do mensalão e pelo excesso de trabalho na Corte eleitoral. Os integrantes esperam acelerar a discussão sobre a reforma do Código Eleitoral nos primeiros meses de 2013, para elaborar um anteprojeto de lei e submetê-lo ao Senado. “Existe uma resistência por receio de que isso antecipe a campanha eleitoral. Mas esse é, dos males, o menor. Afinal, já começaram a discutir as eleições de 2014 agora”, comenta Fernando Neves.

    CARGA PESADA Diante da sobrecarga de trabalho, boa parte das decisões do TSE têm sido proclamadas de forma monocrática, mas nesses casos ainda cabem recursos e, quase sempre, o processo fica pendente até que seja analisado em plenário, por todos os ministros. Mas como eles só se reúnem duas vezes por semana, o gargalo é grande. “O problema dessas decisões monocráticas é que, no agravo regimental, não cabe sustentação oral, o que é ruim para o Ministério Público e também para os advogados das partes”, explica a vice-procuradora-geral eleitoral, Sandra Cureau.

    ResponderExcluir
  27. Continuação - TSE está atolado de processos contestando vários resultados eleitorais deste ano


    Três perguntas para...

    Sandra Cureau/Vice-procuradora-geral eleitoral

    A senhora acredita que será possível analisar todos os processos até 19 de dezembro, data de diplomação dos eleitos?
    Em sessão do TSE, acredito que não. Talvez o que ocorra sejam decisões monocráticas, das quais cabem agravos regimentais ao plenário.

    O número alto de recursos apresentados à Corte surpreendeu? Isso tem relação com a novidade da Lei Ficha Limpa?
    O número de recursos em si não surprendeu, porque é sabido que as eleições municipais são sempre muito mais disputadas. Por outro lado, houve a aplicação da Ficha Limpa, o que acarretou um grande número de recursos.

    Com o atraso na análise dos processos, haverá mudanças nos resultados?

    Com certeza. Quanto às eleições de 2012, no caso dos vereadores, uma decisão desse tipo é menos impactante do que no caso dos prefeitos eleitos, pois a frustração do eleitorado é maior nesta última hipótese. Muitos candidatos concorreram sub judice, ou seja, amparados por uma decisão judicial que lhes dava o direito de disputar as eleições, mesmo com o caso ainda em discussão. Em muitas situações, a decisão final deverá ser contrária ao candidato, que perderá seu registro ou, se já diplomado, perderá o mandato.

    ResponderExcluir
  28. Ainda bem que existe este blog para tomarmos conhecimento das patifarias dos criminosos no poder.
    São matérias esclarecedoras, que depois de lidas e refletidas, nos fazem chegar à conclusão de que só apoia este atual governo pessoas estúpidas, vendidas e desprovidas de caráter e de decência.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. R: Maranhão12/11/2012 18:18

      APLAUDO DE PÉ O TRANSPARÊNCIA. CLAP, CLAP, CLAP

      Excluir
  29. Camiseta Amarela12/11/2012 13:40

    Parabéns pela coragem enorme de escrever notícias apuradas, verdadeiras, de alta relevância e que todos nós precisamos saber.
    Aqui materializamos nossa indignação e a nossa resistência. Um excelente espaço para frequentarmos diariamente. Fico feliz por fazer parte deste time campeão de comentaristas.

    ResponderExcluir
  30. Esta campanha eleitoral do pitaco corrompeu, chantageou, ameaçou, usou dinheiro público, utilizou-se de todas as maneiras criminosas para que a vitória fosse conseguida, a qualquer preço.
    Lesaram os piraporenses honestos, roubaram a nossa saúde, a nossa educação, o nosso futuro, a nossa esperança.
    O promotor eleitoral e a juíza eleitoral viram isto, um denunciou e a outra condenou os criminosos e, por isto, estão tentanto emparedá-los e achincalhá-los em praça pública.

    ResponderExcluir
  31. A hiena se alimenta de fezes, ataca em bando, ri, abandona outras hienas feridas pelo caminho de fuga, provoca o inimigo e depois foge. Bem parecida com sua homônima de Pirapora.
    Que está sendo paga por nós piraporenses para ficar amoitada no Centro Viva Vida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A hiena devia ficar na dela porque a família dela têm telhados imundos... a irmã dela ganha vida fácil, fácil....

      Excluir
    2. R: Maranhão12/11/2012 18:15

      Tal Pai tal filha... a podridão é genética.

      Excluir
  32. É DINHEIRO DEMAIS NÃO É AMIGOS?
    E OBRAS DE MENOS,, INFELIZMENTE!

    Rosalva De Freitas Oliveira no FB:

    Será mesmo onde foram parar todos esses milhões de recursos, nas ruas daqui é que não, com certeza!

    Via Arthur Arthur's Bispo

    CONVÊNIOS POR ESTADO/MUNICÍPIO

    Município: PIRAPORA
    Período: 01/01/1996 a 22/10/2012
    Total conveniado com o Município: R$ 43.712.967,09
    Selecione o(a) "Número" para obter o detalhamento do valor.
    Caso queira outra classificação, clique no título da coluna correspondente
    Número Objeto Órgão Superior Convenente Valor Conveniado Data da Última Liberação Valor da Última Liberação
    - 713535 Construcao de um ginasio pliesportivo no bairro Sao Geraldo. MINISTERIO DO ESPORTE PIRAPORA PREFEITURA 292.500,00 18/10/2012 26.695,50
    - 568391 SISTEMA DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO. MINISTERIO DA SAUDE PREF MUN DE PIRAPORA 750.000,00 17/10/2012 225.000,00
    - 668560 Implantacao do SES nos bairros Cidade Industrial e Cinquentenario em PiraporaMG ligacoes domiciliares rede coletora MINISTERIO DAS CIDADES PREF MUN DE PIRAPORA 2.219.947,15 11/10/2012 372.289,70
    - 646516 PAVIMENTACAO DE VIAS PUBLICAS EM PIRAPORA MG MINISTERIO DAS CIDADES PREF MUN DE PIRAPORA 146.950,00 20/09/2012 30.301,08
    - 711234 Execucao de pavimentacao asfaltica, piso intertravado, meio-fio e calcadas em diversas ruas no municipio de Pirapora (MG). MINISTERIO DAS CIDADES PIRAPORA PREFEITURA 888.700,00 18/07/2012 143.880,53
    - 752827 Construcao ou Ampliacao de Galpao de Triagem; Aquisicao de Equipamentos para operacionalizacao das unidades de Triagem; Aquisicao de Caminhoes e outros veiculos para coleta seletiva; MINISTERIO DA SAUDE COOPERATIVA DE PRODUCAO ARTESANAL LTDA COOPRARTE 199.400,00 05/07/2012 199.400,00
    - 706784 Pavimentacao em diversas vias publicas do municipio de Pirapora-MG, a seguir: Ruas Dezesseis, Uberaba, Santa Cruz, Nove e Dez, todas no bairro Sagrada Familia. MINISTERIO DO TURISMO PIRAPORA PREFEITURA 585.000,00 04/07/2012 65.169,00

    http://www.transparencia.gov.br/convenios/ConveniosLista.asp?UF=mg&Estado=minas+gerais&CodMunicipio=5023&Municipio=PIRAPORA&CodOrgao&Orgao&TipoConsulta=0&Periodo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. foram parar nos bolsos da quadrilha milionária.

      Excluir
    2. R: Maranhão12/11/2012 18:17

      O Warmilhões e sua quadrilha de laranjas fizeram cursos de :

      COMO DESAPARECER COM VERBAS PÚBLICAS

      COMO MULTIPLICAR O PATRIMÔNIO DUZENTOS POR CENTO

      COMO NÃO CONCLUIR OBRAS PÚBLICAS

      COMO MENTIR DESCARADAMENTE

      COMO DEBOCHAR DA JUSTIÇA

      Excluir
    3. Nenhuma das ruas abaixo estão pavimentadas.

      - 706784 Pavimentacao em diversas vias publicas do municipio de Pirapora-MG, a seguir: Ruas Dezesseis, Uberaba, Santa Cruz, Nove e Dez, todas no bairro Sagrada Familia. MINISTERIO DO TURISMO PIRAPORA PREFEITURA 585.000,00 04/07/2012 65.169,00

      Excluir
  33. Esses urubus carniceiros ainda receberão o que merecem, pode demorar, a justiça tarda, mais não falha.

    ResponderExcluir
  34. Não respeitam as leis mesmo. Eta povo ordinário! Tenho nojo desses vermes do dinheiro público que arrancam de nossos filhos o futuro.

    ResponderExcluir
  35. Campanha quer incentivar denúncias de corrupção
    Dyelle Menezes
    Do Contas Abertas

    O Movimento do Ministério Público Democrático (MPD) está promovendo a campanha “Não Aceito Corrupção”, que busca envolver a população e incentivar a denúncia de casos de corrupção em todas as esferas da sociedade. “O propósito é muito mais amplo. Queremos mudar a cultura de combate à corrupção de cada cidadão”, explica o coordenador da campanha, Roberto Livianu.

    "Esta campanha pretende fazer um alerta a todos os brasileiros, chamando-os a atuar mais democraticamente e exercer seu direito de cidadão, com ênfase na devastação social que a corrupção produz e continuará a produzir se nada fizermos", afirma Livianu.

    O processo para qualquer cidadão é simples: as denúncias referentes à corrupção devem ser realizadas no site especificamente criado para a campanha e encaminhadas a cada um dos Ministérios Públicos Estaduais. A identificação não é obrigatória e a gestão das informações recebidas caberá ao Ministério Público destinatário.

    Em ano eleitoral, que já contou com a instauração da CPI contra o bicheiro Carlinhos Cachoeira e o julgamento do Mensalão, o objetivo do MPD é levar uma mensagem impactante sobre os males e os impactos da corrupção no Brasil, que podem ser conferidos nos dois vídeos da campanha.

    Composta por dois filmes para TV e cinema, anúncios de jornal, spots de rádio, banners de internet e mensagens em aeroportos, a campanha é veiculada em todo o país.

    Em um dos filmes, intitulado "Bebê", um bebê saudável tem todas as suas vestes e pertences retirados e acaba no chão de uma rua movimentada, sem nada e ninguém para ajudá-lo. Já o outro filme, denominado "Mãos", mostra como a corrupção impacta as pessoas comuns, mostrando uma criança indignada, jogando baldes de água nos corruptos.

    CONTINUA

    ResponderExcluir
  36. CONTINUAÇÃO

    Campanha quer incentivar denúncias de corrupção
    Dyelle Menezes
    Do Contas Abertas

    Segundo Augusto Diegues, diretor da Flag Comunicação, idealizadora dos vídeos, o maior desafio de campanhas como esta é ativar a capacidade de indignação das pessoas.

    "Infelizmente, as pessoas parecem anestesiadas pelo aparente tom de normalidade que o tema conquistou após décadas de escândalos. Nosso trabalho buscou sensibilizar a sociedade, de modo simples e direto, para o verdadeiro desastre causado pela corrupção", esclarece Diegues.

    Segundo Livianu, a repercussão da campanha tem sido extraordinária. “Muitas pessoas têm tido acesso aos vídeos, que são bastante explicativos e impactantes. Assim, eles têm se multiplicado com grande rapidez e chegado a diversos estados no país”, afirmou.

    A internet tem sido cada vez mais utilizada para criar mecanismos de denúncias de fácil manejo para a população. Antigamente, denunciar pagamentos de propina passava por instâncias como repartições públicas, longos processos jurídicos, caros advogados e dezenas de formulários e carimbos.

    Hoje, com um email, alguns cliques ou uma mensagem de texto, é possível em poucos segundos fazer denúncias de todo o tipo também em outros sites como I Paid a Bribe (“Eu paguei propina”, www.ipaidabribe.com), a plataforma que produz mapas Ushahidi (www.ushahidi.com) e o próprio Contas Abertas, que recebe e investiga suspeitas de irregularidades e denúncias de corrupção no governo.

    No Contas Abertas, muitas das demandas vêm de acadêmicos e jornalistas, mas há uma crescente participação por parte do cidadão comum, que cada vez mais quer monitorar contas de sua prefeitura. Livianu também destaca o recorrente aumento das denúncias, principalmente com a participação da população mais jovem.

    “Ficamos sabendo de um caso extremo de retorno aos nossos vídeos. Uma criança de sete anos, moradora de Curitiba, chamou a atenção pai ao questionar se a corrupção “matava crianças”. Ela concluiu que isso era muito ruim para o mundo”, conta.

    “A juventude está mudando as táticas do ativismo anticorrupção. Eles trazem consigo um incrível entusiasmo por tecnologias móveis e novas mídias, como vídeos”, disse Heather Leson, uma das diretoras da Ushahidi, à BBC Brasil. “Esses jovens ativistas agora atuam e compartilham, ininterruptamente, em redes sociais. Assim, eles não precisam mais usar arquivos em PDF de 50 páginas para lutar contra a corrupção. Estão livres disso”, concluiu.

    É justamente esse fortalecimento do cidadão comum o principal trunfo da plataforma Ushahidi, de que ela é diretora. O projeto foi criado como resposta ao caos que tomou conta do Quênia após as eleições de 2008. Um mapa com os focos de violência no país foi criado com base nas informações enviadas pela população, via telefone, SMS ou e-mail.

    http://www.contasabertas.com.br/WebSite/Noticias/DetalheNoticias.aspx?Id=1077

    ResponderExcluir
  37. Luiz Carlos13/11/2012 12:18

    QUERO VER QUANTOS ANOS O PREFEITIM VAI SER CONDENADO NOS PROCESSOS DELE

    Penas do Mensalão

    Marcos Valério - 40 anos, 2 meses e 10 dias + R$ 2,7 mi

    Ramon Hollerbach - 29 anos, 7 meses e 20 dias + R$ 2,7 mi

    Cristiano Paz - 25 anos, 11 meses e 20 dias + R$ 2,5 mi

    Rogério Tolentino - Ainda não definida (até agora 5 anos e 3 meses + R$ 286 mil)

    Simone Vasconcelos - 12 anos, 7 meses e 20 dias + R$ 374,4 mil

    José Dirceu - 10 anos e 10 meses + R$ 676 mil

    José Genoino - 6 anos e 11 meses + R$ 468 mil

    Delúbio Soares - 8 anos e 11 meses + R$ 325 mil

    Kátia Rabello - 16 anos e 8 meses + R$ 1,5 mi

    ResponderExcluir
  38. Luiz Carlos,
    se dependesse das sentenças prolatadas com isenção, imparcialidade e tecnicidade pelos juízes e juízas de direito que estão ou já passaram por Pirapora, todos os ladrões que chegaram em Pirapora em 2005 e continuam assaltando os cofres públicos, já estariam condenados e cumprindo penas.
    Como não depende deles e tudo para no TJMG, onde o prefeito diz que se "garante" e tem muitos amigos, assim como no TRE, ninguem está acreditando mais na Justiça.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Temos que:

      Fiscalizar / cobrar do legislativo.
      Fiscalizar / cobrar do executivo.
      Fiscalizar / cobrar do TJMG
      Fiscalizar / cobrar do TRE
      Ir pra rua se preciso for.

      Excluir
  39. Aposentado do bairro Industrial13/11/2012 13:38

    Quando escutei a Dra. Elizabete relatar seu sofrimento, como moradora do bairro Cícero Passos ao Programa Falando Sério, que é comum em todos os cantos da cidade com os mais variados problemas, fiquei me perguntando, como é que um povo que viveu as maiores agruras, decepções, promessas não cumpridas,calamidades, nos últimos oito anos, e que teve tudo para modificar e melhorar seu futuro, de sua família e de sua comunidade, e não quis! Poucos foram enganados e a maioria se vendeu a troco de dinheiro, de empregos, de tratamentos e de cirurgias, de favores de toda natureza. Se vendeu a um homem que nem conhece e nem nunca viu, porque veio de Montes Claros há muito pouco tempo.
    É triste o que a população está vivendo e vai passar nesta época de chuvas, principalmente os mais pobres. Mas, infelizmente, quando a maioria vendeu seu voto e a sua consciência, não pensou que aquela benesse duraria pouco tempo e que logo em seguida voltaria à vida de sofrimento, de abandono e de miséria.
    É o preço pago e à pagar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Temos que:

      Fiscalizar / cobrar do legislativo.
      Fiscalizar / cobrar do executivo.
      Fiscalizar / cobrar do TJMG
      Fiscalizar / cobrar do TRE
      Ir pra rua se preciso for.

      Excluir
  40. Lourdes Maria13/11/2012 18:46

    Vi agora uma postagem no FB do Rafael Braga de Souza mostrando o filme do projeto orla de Pirapora. É maravilhoso, impecável, grandioso.
    Se tivesse sido feito com as inúmeras verbas recebidas do Ministério do Turismo e do Ministério das cidades, mais de 7 milhões liberados, nossa cidade estaria entre as mais bonitas do Brasil. Pena que o prefeito não quis realizá-lo e fez somente um calçadão muito mal feito. Eta Pirapora que sofre e não sai do subdesenvolvimento.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lourdes,
      olhei lá no fb e achei lindíssimo o projeto, de encher os olhos e aquecer o coração de todo piraporense.
      O palco é portentoso. Os banheiros subterrâneos não poluem o visual da praça. As palmeiras emolduram o retrato do nosso rio. O piso é um quadro pintado.
      O que tem lá é um arremedo do projeto: aterro, terraplenagem e um piso mal assentado. Por quase 10 milhões de reais.
      Que um dia nossos filhos possam ver esta obra totalmente executada, de acordo com este projeto.

      Excluir
    2. Vi também Lourdes Maria e estou encantada.
      Pirapora com este projeto realizado seria uma outra cidade.
      Infelizmente as verbas foram carreadas para os bolsos sujos da corrupção.

      Excluir
    3. Eu também vi, trata-se do projeto ORIGINAL da ORLA. Quem ainda não teve oportunidade de ver, acesse o link abaixo. A verba veio, mas só Deus sabe onde foi parar. Ou melhor, será mesmo que Deus sabe?
      http://www.youtube.com/watch?v=cSb0-1W7GXU

      Excluir
    4. http://www.youtube.com/watch?v=cSb0-1W7GXU

      Acessem o link acima e verão o verdadeiro projeto da orla para o qual foi destinado uma grana preta. Liguem o som.

      Excluir
    5. SE continuar chovendo do jeito que estar,e ariscado não existir nem orla no prospero ano,pois o muro de arimo já esta cedendo se você não acredita vá conferir com teus próprios olhos,principalmente na área que estar localizada perto do saae!

      Excluir
    6. Temos que denunciar ao Ministério das Cidades, que liberou a verba

      Excluir
  41. Cláudio César publicou nas redes sociais um vídeo do antigo calçadão da avenida São Francisco, arrancado pelo deus de Pirapora. A verba federal no valor de 170 mil reais veio e desapareceu. Ficaram a lama, a poeira, os fios soltos, as quedas e as pessoas condenadas a ser atropeladas porque são obrigadas a andar n o meio da avenida.
    E o povo do bairro Aparecida ainda apoiou o candidato desse prefeito corrupto! Vai gostar de sofrer!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E o deus todo-poderoso e seus seguidores não aceitam que se fale sobre este cais sem calçada; o povo tem que aguentar calado. Tem-se que andar na lama e na poeira, ou então no meio da avenida, imaginando estar pisando numa calçada de pedras portuguesas.

      Excluir
    2. E o povo ainda elegeu outro quadrilheiro do bando de assaltantes. Por isso, não tem o direito de pedir socorro. Agora é aguentar pelos próximos quatros anos e pedir a Deus para não morrer.

      Excluir
    3. Eles nao apoiaram o LEO SUJEIRA,eles se venderam,quem pagou foi o JOFROUXO AMANTE DO ITINERANTE.
      Agora durmam na lama.

      Excluir
    4. Temos que:

      Fiscalizar / cobrar do legislativo.
      Fiscalizar / cobrar do executivo.
      Fiscalizar / cobrar do TJMG
      Fiscalizar / cobrar do TRE
      Ir pra rua se preciso for.

      Excluir
  42. Fernanda Krakovics, O Globo

    Relator do processo do mensalão, o ministro Joaquim Barbosa, do Supremo Tribunal Federal (STF), disse, na manhã desta terça-feira, que os condenados não têm direito à prisão especial.

    - "Prisão especial é só para quem está cumprindo prisão provisória, e não definitiva."

    PORTANTO, AMIGOS, SE, ALGUM DIA, CHEGAR A HORA DO ITINERANTE ACERTAR AS CONTAS COM A JUSTIÇA, SUA GRADUAÇÃO FAJUTA NÃO LHE LIVRARÁ DAS GRADES DO XILINDRÓ.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só de o itinerante adquirir o diploma de forma fraudulenta deveria ser suficiente para mandá-lo pra prisão

      Excluir
  43. Pirapora está entregue aos ladrões.
    Alguns a PM ainda prende.
    Outros, de colarinho branco, desfilam impunemente pelas ruas da cidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Temos que:

      Fiscalizar / cobrar do legislativo.
      Fiscalizar / cobrar do executivo.
      Fiscalizar / cobrar do TJMG
      Fiscalizar / cobrar do TRE
      Ir pra rua se preciso for.

      Excluir
  44. Há um tempo para tudo debaixo do céu.
    Um dia este prefeito pagará por todo mal que tem feito a Pirapora. Assim como seus seguidores.

    ResponderExcluir
  45. Camiseta Amarela13/11/2012 20:56

    Que um dia a justiça possa recuperar o que a arrogância, a prepotência, a corrupção e a mentira insistiram em se fazer lugar comum em Pirapora, nos dois mandatos do atual prefeito. Antes que seja tarde demais.

    ResponderExcluir
  46. O padreco está, mais uma vez, fugindo do Ministério Público. Anteontem, deveria depor no processo em que se apura o desvio de verba federal para a construção de duas escolas. Cerca de dez pessoas já depuseram, está bem clara responsabilidade do prefeito no sumiço de mais este dinheiro. Ele não comparece. Manda atestado médico, dizendo-se doentinho. O MP deveria mandar buscá-lo debaixo de vara (ui ui ui)... Aí, ele iria

    ResponderExcluir
  47. Verdadeiro escândalo a licitação dirigida feita pelo padreco de buritizeiro, para aquisição de uniformes escolas, tênis, mochilas. Três empresas "concorreram". Duas pertencentes a dois irmãos, a terceira de um cunhado de ambos. "Ganhou" a de buritizeiro, em alguns produtos a diferença de preço é de 10 centavos! Tudo combinado. Gastos beiram MEIO MILHÃO DE REAIS! Resta ainda saber se as mercadorias foram entregues. OMP precisa apurar mais esse assalto aos cofres de buritizeiro

    ResponderExcluir
  48. Não esquecer que na secretaria de saúde de buritizeiro, em 2011, foram feitas licitações superiores a 3 milhões de reais, para aquisição de medicamentos! Diárias de viagem, também merecem uma apuração rigorosa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mesmo com esse escândalo na saúde, nos meios políticos locais há quem afirme que o secretário de saúde de luizinho será o mesmo que foi do padre salvador, no ano passado. Será, luizinho????

      Excluir
  49. Ô aônimo, isso aí não é nada em relação às licitações feitas com material gráfico, principalmente na secretaria de educação, o valor deve beirar 800 mil reais, só com essas licitações, cujo material não se sabe se foi entregue. Dizem que alguns servidores da educação até ganharam viagem a Paraty, custeadas por uma das muitas gráficas de certo senhor, especialista em sangrar prefeituras, com o apoio de servidores e do prefeito. Eta padreco!!!!

    ResponderExcluir
  50. GOSTEI DEMAIS DO VÍDEO MOSTRANDO O CALÇADÃO DA AVENIDA SÃO FRANCISCO INACABADO. A VERBA FEDERAL FOI LIBERADA MAS, DESAPARECEU E A OBRA É OUTRA NÃO CONCLUÍDA PELA ATUAL ADMINISTRAÇÃO. ESPERO QUE OUTROS VÍDEOS SEJAM PRODUZIDOS MOSTRANDO AS OBRAS NÃO REALIZADAS. NÃO PODEMOS DEIXAR NO ESQUECIMENTO A FALTA DE RESPEITO COM O PIRAPORENSE.CHEGA DE DESCASO!!!!
    AQUI NA PREFEITURA O W NÃO TRABALHA MAIS. É SECRETÁRIO FALANDO MAL DE OUTRO SECRETÁRIO ( UM QUERENDO ENGOLIR O OUTRO ) E TODOS QUERENDO ACABAR COM O INDALECIO. AS PAREDES DAQUI SÃO ÓDIO, RAIVA, INVEJA. OS MESMOS FORENECEDORES E FORNECEDORAS GANHANDO LICITAÇÕES DIRECIONADAS. TÁ DE MAL A PIOR.

    CONTINUEM FIRME GENTE DO BEM.

    ResponderExcluir
  51. Enquanto isso no estado do faz de conta.

    Justiça bloqueia bens de senador e mais 38 no Pará

    O juiz da 1ª. Vara da Fazenda Pública de Belém, Elder Lisboa Ferreira da Costa, mandou bloquear os bens de 39 pessoas acusadas de fraudes em licitações de obras e informática da Assembleia Legislativa do Pará (Alepa), entre elas o senador Mário Couto (PSDB-PA) e uma filha dele, Cilene Couto, deputada estadual tucana. O senador foi atingido pela decisão porque no período em que as irregularidades ocorreram era ele o presidente da Alepa. Outro que também teve os bens bloqueados foi o ex-presidente, Domingos Juvenil (PMDB), eleito em outubro prefeito de Altamira.

    Relatório do Tribunal de Contas do Estado (TCE) já atestou um desvio de cerca de R$ 90 milhões, mas as investigações do Ministério Público vão além e apontam o desvio total de R$ 120 milhões. Na denúncia do Ministério Público, entre o período de 2004 e 2007, foram identificados 101 procedimentos licitatórios para a contratação de serviços de engenharia no único prédio da Alepa, atingindo um montante de pouco mais de R$ 13,3 milhões. Os resultados das licitações, diz o MPE, eram direcionados a empresas ajustadas para vencer os procedimentos e que, em outras vezes, as empresas concorrentes sequer sabiam dos procedimentos.

    Em setembro passado, o juiz da 7a Vara Criminal, Ernani Malto, determinou a quebra do sigilo bancário de vários acusados. Entre as suspeitas estão a existência de funcionários fantasmas que chegavam a receber pagamentos de até seis férias por ano e ainda fraudes em processos licitatórios envolvendo a contratação de empresas na área de informática. As fraudes na área de informática foram as que geraram mais ônus ao Estado. Membros da comissão de licitações da Alepa forjavam propostas de empresas de informática para montar concorrências fraudadas.

    Segundo o juiz, o bloqueio de bens seria uma "forma de garantir futuro ressarcimento ao erário". Ele salienta que a indisponibilidade dos bens não é indicada somente para os casos de existirem sinais de dilapidação dos bens que seriam usados para pagamento de futura indenização, mas também nas hipóteses em que o julgador, a seu critério, avaliando as circunstâncias e os elementos constantes dos autos, afere o receio de que os bens sejam desviados, dificultando eventual ressarcimento.

    As medidas tomadas por Elder Lisboa incluem expedição aos serviços de registro de imóveis de Belém, para a averbação nas matrículas de imóveis, porventura encontrados em nome dos requeridos; ofício à Receita Federal para o fornecimento de cópia da última declaração de bens e rendimentos dos acusados, bem como ao Detran para restrição judicial nos registros de veículos em nome de cada um deles.

    Além disso, um ofício será enviado ao Banco Central, determinando o rastreamento e bloqueio de dinheiro em contas bancárias em nome dos acusados até o montante de R$ 13.310.502 72, cujos valores só poderão ser movimentos por decisão do juiz.

    O senador Mário Couto afirmou que estava sabendo pela reportagem que o juiz havia decidido bloquear seus bens. "Para mim, isso é novidade e também algo que eu acho estranho", acrescentou. Segundo ele, o juiz já tentou uma primeira vez bloquear seus bens, mas sua decisão foi "derrubada" em grau de recurso no Tribunal de Justiça do Estado (TJE).

    "Ele tenta novamente a mesma coisa, mas é lógico que eu vou recorrer e o Tribunal vai manter a decisão que tomou", adiantou. Indagado sobre as fraudes na Alepa, Couto foi econômico nas palavras: "por enquanto, ainda não quero falar sobre este caso".

    O deputado Domingos Juvenil não foi encontrado para comentar a decisão do juiz, mas um assessor dele informou que ainda não havia chegado ao gabinete nenhuma notificação. Os advogados do peemedebista, porém, já se movimentam para recorrer ao TJ contra a decisão de Elder Lisboa.

    ResponderExcluir
  52. Prefeitos temem serem enquadrados na Lei da Ficha Limpa

    Prefeitos pedem compensação de R$ 2 bi ao governo

    Um grupo de prefeitos pediu, nesta terça-feira, ao governo federal uma compensação de R$ 2 bilhões para as perdas nos orçamentos das prefeituras com as isenções do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) dos automóveis e da linha branca além da desoneração da Cide-Combustíveis. A ministra da Secretaria de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, respondeu que o apelo era "significativo", mas observou que o repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) de janeiro até outubro supera o valor do mesmo período do ano passado.

    Em entrevista, logo após o encontro com o grupo, Ideli disse ter se comprometido a apresentar o pedido para a presidente Dilma Rousseff e a equipe econômica. A ministra, no entanto, não foi além na promessa. "Temos o compromisso de garantir o valor nominal do repasse do FPM do ano passado. Agora, o apelo foi significativo para ter um reforço do fundo", afirmou a ministra. "Eu não disse que era possível ou não, mas me comprometi a apresentar a proposta para a presidenta e a área econômica", completou.

    Números do governo mostram que o repasse do FPM no acumulado neste ano foi de R$ 38,53 bilhões, superior aos R$ 36,96 bilhões do registrado no mesmo período do ano passado.

    Com adesivos com a inscrição "Sanciona, Dilma!", os prefeitos ainda pediram para a presidente aprovar sem veto o projeto de lei de distribuição dos royalties. Ideli disse também na entrevista que a presidente não tomou ainda uma decisão e que usará todo o prazo que tem para analisar o projeto.

    A ministra ressaltou que o governo fará até a próxima sexta-feira (16) o pagamento do Fundo de Exportações no valor de R$ 2 bilhões para Estados e municípios, liberará R$ 1,5 bilhão de restos a pagar para obras com medições já prontas e assinará uma Medida Provisória que permitirá a municípios castigados pela seca a renegociação da dívida previdenciária, com a redução de 60% das multas, 25% dos juros e 100% dos encargos. Em contrapartida, exigirá um pagamento de 2% da receita líquida.

    O presidente da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), Paulo Ziulkoski, disse, em tom dramático, que três mil prefeitos temem serem enquadrados na Lei da Ficha Limpa pois não conseguirão cumprir seus compromissos e "muitos estão chorando". Ziulkoski disse que não adianta o governo garantir o mesmo valor de repasse nominal do ano passado, pois as prefeituras tiveram de arcar com aumento de salário do funcionalismo e com despesas, como combustível. "Três mil prefeitos terão a ficha suja sem cometer um erro", disse. "O erro é estrutural da federação brasileira", completou.

    ResponderExcluir
  53. Uma Mãe chamada federal

    Prefeitos em fim de mandato fazem pressão em Brasília por mais verbas federais

    Mais de 500 prefeitos ocuparam a entrada do Palácio do Planalto para pedir renegociação de dívidas e socorro financeiro

    Após pressão da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), que levou 500 prefeitos de várias regiões do Brasil ao Palácio do Planalto na tarde dessa terça-feira, a ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, anunciou um pacote de medidas para tentar amenizar o problema financeiro das cidades. Em entrevista, Salvati garantiu que a presidente Dilma Rousseff vai editar uma medida provisória para viabilizar o pagamento, na sexta-feira, do Fundo de Exportação, no valor de aproximadamente R$ 2 bilhões. Os recursos serão divididos entre estados e municípios.

    A ministra também assegurou o compromisso do governo com a liberação dos restos a pagar de obras que já estão sendo executadas. Ela garantiu ainda que o repasse dos recursos do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) não será menor do que o que foi liberado no ano passado e que as dívidas previdenciárias serão renegociadas.

    “Em relação ao débito previdenciário, vamos editar uma medida provisória permitindo aos prefeitos renegociarem as dívidas, abatendo 60% das multas, 25% dos juros e 100% dos encargos. E parcelando isso a partir do pagamento de 2% da receita corrente líquida. É claro que o prazo vai depender do saldo da dívida. O compromisso do governo, como foi feito em 2009, é garantir o valor do FPM acumulado comparativamente com o ano anterior. Essas foram as medidas anunciadas para os prefeitos em função da pauta que eles nos apresentaram”, anunciou a ministra.

    Ideli informou que o maior problema das prefeituras é, justamente, o repasse do fundo de participação. “Eles fizeram um grande apelo nessa questão do FPM, mas o fato é que não tivemos diminuição este ano em relação a 2011, como houve de 2009 para 2008. Vamos garantir o valor equivalente ao nominal do ano passado, mas os apelos foram muito fortes para ter ampliação do FPM.” Uma nova rodada de negociação com os gestores municipais ocorrerá até 29 de novembro.

    Mas os prefeitos não saíram totalmente atendidos do encontro. O presidente da CNM, Paulo Ziulkoski, declarou que as medidas não resolvem a situação. “Não vai solucionar, mas vai amenizar e tirar muitos prefeitos do enquadramento de ficha suja. Há prefeitos que vão ser condenados por causa de R$ 5 mil, R$ 20 mil de restos a pagar e que não tiveram suficientes aportes de caixa para cumprir a Lei de Responsabilidade Fiscal. A maioria deles sem ter cometido um erro sequer, apenas pela situação estrutural da federação brasileira. Não vejo, a longo prazo, uma solução, porque isso não é tratado em Brasília com a seriedade que deveria ser”, criticou.

    Bom, mas nem tanto

    O presidente da Associação Mineira de Municípios (AMM), Ângelo Roncalli (PR), comemorou as medidas anunciadas pela ministra Ideli Salvati mas advertiu: “O principal item da pauta não foi atendido. Queremos que o governo federal compense os municípios pelo IPI da linha branca e dos automóveis e pela isenção da Cide (imposto dos combustíveis)”. Ele ressaltou presença dos representantes mineiros, que fizeram “a maior mobilização” e destacou: “Realmente muitos deles estão angustiados com essa situação. Não imaginávamos que a falta de recursos nos penalizaria tanto”. Roncalli disse também que a reunião com o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AM), e os senadores Valdir Raupp (PMDB-RO) e Romero Jucá (PMDB-PR) foi proveitosa, e que eles se mostraram solidários com os prefeitos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nos quatro anos, os caras enfiam a mão com força, roubam, enriquecem, praticam nepotismo, compram vereadores, realizam licitações fraudulentas... Na hora da prestação de contas, são perdoados pelo governo, pelos tribunais. Um coitado que furte um celular ou um pão, entra no cacete na polícia e todo mundo acha muito normal

      Excluir
  54. Porque a justiça não funciona em Minas Gerais?

    -Tribunal de Contas do Estado tenta barrar farra dos vereadores de BH
    -Se prevalecer entendimento do TCE, parlamentares que abastecem o próprio carro com verba indenizatória podem ter de devolver dinheiro

    Alice Maciel

    Publicação: 14/11/2012 06:00 Atualização: 14/11/2012 07:53

    Os vereadores de Belo Horizonte estão desrespeitando entendimento do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCE-MG) de que os parlamentares não podem abastecer carros próprios com recursos do Legislativo. A mistura do público e do privado foi desaprovada pelo órgão em análise a nove consultas feitas por câmaras municipais do interior. O procurador-geral do Ministério Público de Contas de Minas, Glaydson Soprani Massaria, alerta que se em caso de inspeção nos gastos da Câmara de BH for comprovada a irregularidade, os parlamentares terão de devolver o dinheiro usado para encher o tanque de seus veículos.

    Como mostrou reportagem do Estado de Minas publicada em setembro, vereadores de Belo Horizonte usam dinheiro da verba indenizatória para abastecer seus próprios veículos supostamente usados no mandato parlamentar. Carros de esposa, filho, pai e primo dos vereadores também aparecem na lista – registrada na Câmara pelos próprios políticos – de veículos que podem ser abastecidos com dinheiro da verba indenizatória. O contribuinte não tem como saber se o carro é usado para algum serviço parlamentar ou para passeio, já que não há controle e nem transparência. Durante o período eleitoral, vários desses veículos foram usados na campanha do vereador candidato.

    Na prestação de contas dos gastos com verba indenizatória, disponível no portal da Câmara, são publicados apenas o número da nota fiscal e o CNPJ do posto, sem o número da placa do veículo. Em tese, podem ser ressarcidas apenas as despesas com gasolina e manutenção de veículos de passeio que prestem serviço para o gabinete.

    De acordo com a assessoria de imprensa do Legislativo da capital mineira, os conselheiros têm votos divergentes a respeito do assunto. Segundo a Casa, em 2001 o TCE emitiu parecer contrário, de que os gastos com gasolina do carro particular, desde que usado para o mandato parlamentar, poderiam ser ressarcidos pela Câmara. O tribunal informou, entretanto, que vale o entendimento da última consulta, feita em 2003, quando a resposta foi de que é ilegal do pagamento de combustível para veículos dos vereadores, mesmo se usados no serviço público.

    Na última consulta, feita pela Câmara Municipal de Caraí em 2011, o relator do processo, Conselheiro Eduardo Carone destaca: “Com referência a despesas com combustíveis para veículos particulares, esta Corte firmou o entendimento pela impossibilidade de os municípios poderem custear tais despesas para vereadores, por configurar, ao mesmo tempo, dispêndio estranho ao orçamento e subsídio indireto sem amparo legal, ferindo o princípio da moralidade, uma vez que não há como se comprovar que tal quota serviria tão somente para o estrito exercício das funções legislativas”.

    ResponderExcluir
  55. Lindolfo Silva14/11/2012 21:53

    Notícias nada boas sobre a possibilidade de inegibilidade de Indalécio e Egnaldinho, conforme o próprio Indalécio postou no fb hoje.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A decisão foi aqui na 1ª instância.
      Cabe recurso para o TRE em Belo Horizonte e depois para o TSE em Brasília

      Excluir
  56. CAPITAL MORENA15/11/2012 00:40

    Aqui nesse feudo é assim: se ficar o bicho pega e se correr o bicho come. Quando depositamos a nossa confiança em um homem de bem, logo, logo, "eles do lado de lá" encontram um jeitinho brasileiro de armar suas falcatruas (típico dos quadrilheiros).

    Conclui-se que, diante dessa novidade de possível inegibilidade, novamente o povo de Pirapora se Fu... Isso aqui tá sem jeito, não vai evoluir NUNCA!

    ResponderExcluir
  57. Os administradores municipais precisam entender que não é mais possível governar com o voluntarismo e à margem da lei.

    A legislação atual é muito rigorosa e, sobretudo com o surgimento da Lei da Ficha Limpa, os prefeitos devem ter cuidado redobrado na condução da coisa pública, pois, do contrário, certamente sofrerão os efeitos do rigor da lei

    ResponderExcluir
  58. "O descontentamento é o primeiro passo na evolução de um homem ou de uma nação."
    (Oscar Wilde)

    ResponderExcluir
  59. A história ainda não chegou ao fim. Não adianta os cães amestrados de coluna dobradas para o prefeito comemorarem a cassação de Indalécio/Egnaldinho em todas as redes sociais.
    Prestem bastante atenção nesta frase antiga: "Nem tudo que reluz é ouro".

    ResponderExcluir
  60. Dia 21 de novembro, mais dois processos da coligação Leo e Esmeraldo serão julgados em Pirapora. Tem mais um processo esperando para ser incluído na pauta de votações em Pirapora. E ainda tem mais um outro que ainda está com o promotor de justiça. Sem contar que o primeiro processo que já está concluso para julgamento no TRE, em BH.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E se esses bandidos não comparecerem à audiência e mandarem atestado médico?

      Excluir
  61. A Juíza Eleitoral, que condenou Indalécio e Egnaldinho ontem, não é a mesma que foi acusada pela coligação de Leo e de Esmeraldo de ter interesse pessoal nas causas, e, por isso foi pedida a sua suspeição em OITO PROCESSOS?
    O que é que eles vão dizer agora, depois de alardearem publicamente que a magistrada não era imparcial e nem confiável?

    ResponderExcluir
  62. Gosto muito de Indalécio e de Egnaldinho. Votarei com eles sempre. Mas preciso dizer que em Pirapora, infelizmente, não se pode fazer política com pureza, inocência, boa fé.
    Neste episódio do Portal de Eventos, tenho para mim que eles foram vítimas de uma armação diabólica planejada pelos seus adversários políticos e executada por um inimigo pessoal de seu irmão Groselha.
    Mesmo a Juíza tendo dado esta condenação, em seu íntimo, ela sabe que não houve má fé e nem intenção de driblar a lei. Muito ao contrário de todas as motivações dos processos do candidato do prefeito.

    ResponderExcluir
  63. Com esta novidade de ontem estou perdendo todas as esperanças de ver minha Pirapora em boas mãos! Estou tremendamente decepcionada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fica tranquilo ( a ) existe mtas coisas boas para acntecerem.

      Excluir
  64. O indio tupinambá continua batendo seu bumbo nas redes sociais, mesmo em horário de trabalho na oca prefeitura, e ao invés de dar mais assistência à india-mãe.
    A fixação em Indalécio é tão grande, que só sabe ficar atirando suas zarabatanas nas direções dos adversários do seu chefe, cacife e senhor, a fim de receber um dinheirinho para comprar milho e mandioca e poder sobreviver.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse rapaz é deprimente. Deveria dar assistência a mãe dele em casa ao invés de ficar nas redes sociais igual um moleque de quinta categoraia. Eta povinho baixo.

      Dia 21/11 tá chegando. Outra paulada neles.

      Excluir
  65. Não adianta este bando de saqueadores dos cofres da Prefeitura, esta quadrilha de estupradores das leis querer trazer Indalécio para a lama da corrupção em que eles chafurdam dia e noite. Ele não vai.
    Todo piraporense experiente na política sabe perfeitamente que foi uma cilada bem urdida e regiamente paga para ser realizada.

    ResponderExcluir
  66. SEMPRE É BOM LEMBRAR PARA JAMAIS ESQUECER:

    “A moral é o cerne da Pátria. A corrupção é o cupim da República. República suja pela corrupção impune tomba nas mãos de demagogos, que, a pretexto de salvá-la, a tiranizam. Não roubar, não deixar roubar, pôr na cadeia quem roube, eis o primeiro mandamento da moral pública. Pela Constituição, os cidadãos são poderosos e vigilantes agentes da fiscalização, através do mandado de segurança coletivo; do direito de receber informações dos órgãos públicos, da prerrogativa de petição aos poderes públicos, em defesa de direitos contra ilegalidade ou abuso de poder”

    “A Nação nos mandou executar um serviço. Nós o fizemos com amor, aplicação e sem medo. A Constituição certamente não é perfeita. Ela própria o confessa, ao admitir a reforma. Quanto a ela, discordar, sim. Divergir, sim. Descumprir, jamais. Afrontá-la, nunca. Traidor da Constituição é traidor da Pátria. Conhecemos o caminho maldito: rasgar a Constituição, trancar as portas do Parlamento, garrotear a liberdade, mandar os patriotas para a cadeia, o exílio, o cemitério.”
    (Ulisses Guimarães – Discurso de Promulgação da Constituição de 88)

    ResponderExcluir
  67. Os chacais da corrupção comemoraram com festas a sentença da Juíza Eleitoral contra Indalécio. Apesar de continuar desprezando a justiça, debochando de seus representantes, achincalhando o MP e seus promotores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agora, são duas as sentenças condenando indalécio e egnaldinho. Pirapora, definitivamente nas mãos dos corruptos, itinerante e pitaqueiro

      Excluir
  68. Ordem do itinerante e do seu pitaco para seus fieis seguidores fazerem com os inimgos políticos:

    ”ACUSE-O DO QUE VOCÊ FAZ. XINGUE-O DO QUE VOCÊ É.”

    ResponderExcluir
  69. Quero saber quanto dinheiro vai ser roubado dos cofres da Prefeitura para o atual prefeito fazer o Encontro dos Prefeitos do Norte de Minas em Pirapora, a fim de alavancar sua candidatura à deputado federal.
    A cidade está totalmente à deriva, destruída depois das últimas chuvas, e o itinerante, com sua conhecida megalomania, não quer mais saber de trabalhar (ALIÁS NUNCA FOI CHEGADO NISSO), somente viajar, gastar, fazer campanha política, e o povo que se exploda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nós vamos ter que custear os delírios deste megalomaníaco e de seus convidados, que serão chamados a apoiar o prefeito corrupto para deputado federal. Isto, se a Justiça não o condenar em segunda instância.

      Excluir
  70. Estava vendo umas fotos da lagoa do bairro Cícero Passos, da Igreja do Sagrado Coração sitiada pela lama, crianças brincando em água suja, o site da Paróquia manifestando sua indignação com o abandono da população e das ruas e sua falta de esperança num futuro mais digno para os moradores do bairro, e me lembrando da visita de cortesia do Padre Leonardo e do Arcebispo Dom João Bosco Óliver ao prefeito municipal, um dia depois da Operação Waterloo. Era hora das cobranças inadiáveis e não do apoio velado a um ladrão e às suas falcatruas.

    ResponderExcluir
  71. O prefeito itinerante, muito feliz com a sentença da juíza, circulou pela casa de amigos, orgulhoso do golpe esperto e certeiro contra Indalécio e seus efeitos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o cara não trabalha mais... fica jogando, viajando, cheirando, patrocinando a pornopolítica....

      Excluir
  72. Em Pirapora, os governantes estão ricos, seus subalternos bem arranjados na vida e a cidade cada vez mais pobre porque a maioria não tem vergonha na cara.

    ResponderExcluir
  73. É de doer na alma a condenação de Indalécio, vítima de um complô de bandidos, que fizeram um plano sórdido para derrrubá-lo e tirá-lo da vida pública.
    Muita gente em Pirapora está trite.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcos Paulo16/11/2012 16:14

      Não se trata de apenas muita gente em Pirapora que está triste. Quem está triste e indignada É A METADE DA POPULAÇÃO QUE VOTOU NO 45 (significa MUITO). Não somos poucos, representamos a METADE e essa metade tem demonstrado uma força muito superior à outra metade que elegeu o pitaco dos infernos e que hoje não tem coragem de mostrar a cara, diante do horror que se encontra a METRÓPOLE, cantada em prosa e verso pela corja de quadrilheiros maldita.
      Só para ilustrar, deem uma olhada no link a seguir para confirmar um pequeno aperitivo daquilo que temos sido roubados acintosamente:
      http://www.youtube.com/watch?v=cSb0-1W7GXU

      Excluir
  74. Pirapora: Um barco à deriva sem capitão? Acho que vou pular fora antes que ele afunde de vez.

    ResponderExcluir
  75. Segundo Tião Marques, apesar de a Juíza ter decidido de um jeito (cassando o registro de Indalécio), houve divergência entre o entendimento dela e do promotor, porque o Ministério Público deu parecer contrário. Assim, tenho esperanças de que Indalécio e Egnaldinho ganhe no TRE. Vejam:

    JUIZA DECRETA INELEGIBILIDADE DE INDALÉCIO E EGNALDINHO.

    Ao decidir Ação de Investigação Judicial Eleitoral de nº 122764.2012.613.0218, na data de hoje, 14/11/2012, às 13h, a Juíza da 218a. Zona Eleitoral de Pirapora decretou a inelegibilidade de Indalécio Garcia de Oliveira e Egnaldo Barbosa de Araújo Júnior.

    No dispositivo da sentença, a Juíza diz o seguinte:

    "em 14/11/2012 às 13h.
    Dispositivo:
    Diante do exposto, julgo procedente o pedido e declaro a inelegibilidade de INDALÉCIO GARCIA DE OLIVEIRA e EGNALDO BARBOSA DE ARAÚJO JÚNIOR, por infringência ao disposto no artigo 22 da Lei complementar nº22, de 1994 e artigo 41-A da lei 9.504, de 1997, o que faço embasada na disposição contida no artigo 22,XIV, da LC 64,1990.
    Pirapora, 14/11/2012."


    Aquilo que manifestei anteriormente aqui como preocupação deste BLOG, vai se revelando real. Pirapora, provavelmente, vai entrar num período de grande insegurança jurídica. É aguardar para ver!

    Abaixo, quadro relativo a esta Ação Judicial. Da decisão, que é de primeiro grau, cabe recurso para o Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais. Registro que, em seu parecer, o Ministério Público Eleitoral opinou pela improcedência dos pedidos.

    (...)
    http://www.tvcidadelivrepirapora.com/2012/11/juiza-decreta-inelegibilidade-de.html

    ResponderExcluir
  76. Sera que o LEU SUJEIRA e A QUADRILHA COMANDADA PELO ITINERANTE,os 3 NBRES PUXA SACO LADROES DE COMBUSTIVEL que retornarao,sairao dessa por cima?

    A justiça so pegara os que perderam a eleiçao? Pirapora esta sob o dominio do mal,ate a chuva nao gosta daqui.

    ResponderExcluir
  77. Diante de tantas informações equivocadas, esclareço aos leitores deste Blog:

    Ações de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) ajuizadas pela coligação de Heliomar Valle da Silveira contra a coligação de Indalécio Garcia:

    O Processo nº 122764.2012.613.0218 foi julgado IMPROCEDENTE pela MM. Juíza de Pirapora, portanto NÃO HOUVE condenação para Indalécio Garcia.

    O Processo nº 122412.2012.613.0218 foi julgado PROCEDENTE pela MM. Juíza de Pirapora, decretando a inelegibilidade de Indalécio Garcia. Desta decisão cabe recurso para as instâncias superiores.

    Não existe nenhum Processo Criminal ou Notícia Crime contra Indalécio Garcia tramitando na Justiça Eleitoral até a presente data.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelos esclarescimentos, doutora.

      Excluir
  78. A cidade esta num mar de lama de corrupçao,os que comemoram a derrota dos que perderam,sao os mais sujos ,corruptos e ladroes,sera que a justiça nao se fara contra eles?
    Com tudo que temos visto no julgamento do mensalao,sera que este ladrao do itinerante pensa que vai comprar a justiça?
    A capital morena esta fd.. depois dessa,acho que se houver justiça os vereadores reeleitos,o prefeito eleito e os derrotados,nao poderao concorrer a proxima eleiçao que tera que ser realizada ano que vem.
    CASO O ITINERANTE NAO CONSIGA ATRAVES DOS MEIOS SORDIDIDOS QUE ELE ESTA ACOSTUMADO A USAR $$$$$$$$$$ FUNCIONEM EM BHTE

    ResponderExcluir
  79. Este ladrao do warm$$$$$$$,vai fazer encontro de prefeitos aqui para se promover?
    Ele deveria fazer era um encontro de LADROES CORRUPTOS NO QUINTO DOS INFERNOS.
    Parece que ele sente que nunca sera pego pela justiça,cretino ladrao ,o povo que nao se vendeu a ele deveria fazer uma MANIFESTAÇAO CONTRA A CORRUPÇAO NA PORTA DESSE EVENTO,E MUITA CARA DE PAU DESSE CARA.

    ResponderExcluir
  80. Obrigado pela informação.
    No FB correm muitas notícias desencontradas ou falsas somente com a intenção de desestabilizar ou mesmo de debochar dos amigos eleitores de Indalécio.
    Quanto ao único processo julgado procedente, quem teve informações mais apuradas sobre ele, não viu má fé ou intenção de desrespeitar a Lei Eleitoral, da parte do Indalécio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A TCHURMA DO WARMILHÕES E DO PITAQUEIRO SÃO UMA PIADA.


      ELES ESQUECERAM DOS INÚMEROS PROCESSOS DO PITAQUEIRO E DO ESMERA?!

      KKKKKKKKK

      Excluir
  81. Por favor, o que diz este processo nº 122764.2012.613.0218 que foi julgado IMPROCEDENTE?
    Desculpe minha ignorância.
    São tantas informações desencontradas que nos deixa tão inseguros!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Processo 122764, que foi julgado improcedente, é sobre o passeio ciclístico realizado pela coligação de Indalécio Garcia.

      Excluir
  82. Bairro Sto Antônio15/11/2012 20:03

    Os patéticos ignorantes puxa-sacos do corrupto warmilhões falam que o Indalécio é ficha suja.

    Isso não procede porque o Indalécio jamais ocupou cargo público e função pública. Falam tantas besteirolas que dá pena da ignorância dos seres patéticos.

    Ainda andam manipulando a sentença da Juíza para atacar o Indalécio. Olha o ponto que chegam...

    Dia 21 esta chegando corja maldita.

    ResponderExcluir
  83. A cachorrada domesticada com empregos arranjados, favores e dinheiro está latindo ferozmente nas redes sociais contra Indalécio.
    Se Deus quiser, a carrocinha vai passar por Pirapora tirando de circulação muitos animais que têm contaminado nossa cidade.

    ResponderExcluir
  84. Anteriormente a MM. Juíza Eleitoral era considerada persona non grata pelo prefeito itinerante Warmillon Fonseca Braga e seu candidato forasteiro, Léo Silveira. Será que agora eles vão entra com suspeição nos processos que M. Juíza Eleitoral vai julgar contra essa quadrilha?

    Reelembre os casos de suspeição:

    Anteriormente, Léo Silveira ajuizou 4 exceções de suspeição, sob a alegação de haver “prejulgamento” da MM. Juíza Eleitoral.

    As quatro exceções de suspeição 123541; 124148; 124233; e 124318, por unanimidade, foram todas julgadas improcedentes pelo TRE/MG.

    Para procrastinar os processos, Léo Silveira ajuizou novas exceções de suspeição, nos mesmos processos anteriores, alterando o fundamento para “interesse pessoal na causa”.

    Ora, nos termos do art. 305 do CPC, as novas exceções de suspeição são intempestivas. Houve preclusão temporal, conforme leciona a doutrina:

    ResponderExcluir
  85. Não considero que valha a pena ficarmos alimentando esse tipo de sofrimento. Expectativas que só nos têm feito sofrer não podem ser saudáveis e, por conseguinte, poderão nos levar à doenças que onerarão os nossos bolsos, e nada mais. Principalmente porque se cairmos doentes não teremos atendimento digno nesta cidade de ninguém. Portanto, resolvi me permitir aguardar as decisões judiciárias, sejam elas quais forem. Prometi a mim mesma NÃO MAIS SOFRER POR ESSE ASSUNTO INDIGESTO.

    Pirapora é um lugar muito estranho, uma incógnita no tocante à política. Não serei euzinha que vou alimentar ilusões diante dessa sujeirada aqui imposta. Vou dar um tempo. Vou assistir de longe, quanto mais longe, para mim, melhor será.

    Inúmeras vezes dei a cara a tapa e não obtive o resultado que esperei. O resultado que sempre esperei foi por uma cidade com administração justa para TODOS. Jamais vi esse resultado. Pelo contrário, assisti, durante esses 08 anos, a população desse lugar ser assaltada sem o menor pudor. Assim sendo, prefiro recolher à minha insignificância e, nesse tempo, aguardar os próximos capítulos dessa peleja (21/11/12 é a data que, por enquanto, se traduz em minha ESPERANÇA).

    Fraternos abraços a todos os comentaristas desse sensacional blog. Depois da data acima, prometo retornar com os meus comentários.
    At. Cândida

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu assino embaixo, Cândida. Estou me reservando a aguardar resultados contundentes e significativos que venham de uma Justiça JUSTA. Decidi não perder o meu tempo e sono com disse-me-disse. E seja o que a Justiça quiser.

      Contudo, diferentemente de você (mas respeitando a sua decisão), continuarei postando os meus comentários, na medida do possível.

      Forte abraço a todos
      Leonice

      Excluir
  86. Dona Cândida,
    volta logo, porque como sou bem jovem gosto de ler seus comentários e de muita gente boa deste blog. Venho aqui todos os dias para me informar melhor.

    ResponderExcluir
  87. Foi só o repórter Cláudio César Moreno escrever sobre a calçada de areia da avenida São Francisco que as autoridades envergonhadas mandaram limpar. Peloo menos agora tem terra sem cachimbo de crack, preservativos usados, lixo, animais mortos e todo tipo de imundície e de podridão.
    Foi nesta Pirapora do abandono, que mais de 15 mil pessoas votaram para continuar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que me encanta, sobremaneira, é a posição da juventude séria diante desse processo doloroso. Ao ler o pedido do Anônimo 16/11/12 16:01, confesso que fiquei um tanto quanto animada,pois minhas forças se realimentaram, afinal,o futuro encontra-se nas mãos dessa turma antenada que deseja ardentemente um futuro melhor.

      Essa sua reação, Anônimo 16/11/12 16:01, é um bom sinal, sinal de que nem tudo está perdido. Sou mãe de dois jovens que, como você, esperam por dias melhores.

      Especialmente a você, o meu fraterno abraço.
      Cândida
      (mas prefiro esperar o desenrolar desse imbróglio que se dará no dia 21 próximo. Que Deus nos ajude).

      Excluir
  88. Mais sábios que os homens são os pássaros.
    Enfrentam as tempestades noturnas, tombam de seus ninhos, sofrem perdas, dilaceram suas histórias.
    Pela manhã, têm todos os motivos para se entristecer e reclamar, mas cantam agradecendo a Deus por mais um dia.

    ResponderExcluir
  89. Drª Myrian, boa tarde!
    Solicito mais uma vez por gentileza um esclarecimento: Como disse anteriormente, sai tanta coisa que a gente fica sem saber que fundo de verdade tem. Quando será a audiência para julgar Léo Silveira? Ele já foi julgado pelo TRE? Há chances reais dele não tomar posse? Ainda há chances de se Pirapora tiver nova eleição, Indalécio concorrer? Desculpe novamente minha ignorância, mas às vezes alguns advogados postam frases, expressões que somente eles próprios entendem. Quero ouvir da senhora, pois sei que vai me explicar direito.
    Agradecida!

    ResponderExcluir

  90. ESTE ESCÂNDALO DO LIXO, EM CAXIAS-RJ, EM RELAÇÃO AO DE PIRAPORA É PINTO.

    ****
    16/11/12 07:00 Atualizado em 16/11/12 08:16

    Escândalo do lixo: em Caxias, até caminhão fantasma era usado na coleta

    Um caminhão da frota da Locanty, investigada pelo Ministério Público Um caminhão da frota da Locanty, investigada pelo Ministério Público Foto: Cléber Júnior

    Antero Gomes

    Um mistério ronda a prestação do serviço de coleta de lixo em Duque de Caxias. Com quantos veículos a Locanty faz a limpeza — considerada ineficiente pela população — das ruas da cidade? Em 2011, a empresa mandou a relação para o Ministério Público, listando 142, entre eles: 53 caminhões compactadores, 62 caminhões basculante e sete tratores com reboque. O número até impressiona, se não fosse por um detalhe: após checar as placas, o MP concluiu que outros 20 veículos não estavam conforme o indicado pela empresa ou simplesmente não existiam.

    O MP verificou alguns absurdos. A placa de um veículo que a Locanty dizia ser um caminhão compactador constava, na verdade, no sistema do Detran, como um Chevette ano 1983. Detalhe: este carro era dado como furtado. O caso se repetia inúmeras vezes na relação. Por exemplo: um caminhão basculante cuja placa apresentada era de um Gol 1000, ano 1994, também furtado.

    Um veículo apontado como um outro caminhão basculante da frota da empresa tinha uma placa que constava como de um Fusca ano 1971 (de 40 anos de existência). E a placa de um suposto veículo roll on (que serve para içamento de plataformas e carrocerias) aparecia como a de uma moto.

    Havia ainda na lista casos de caminhões cujas características, cadastradas no Detran, eram diferentes daquelas apresentadas pela Locanty ao MP. Um modelo de carroceria fechada foi apresentado como sendo um de caçamba aberta.

    “Não é à toa que o serviço é tão precariamente prestado pela Locanty, em Caxias, eis que esta apresenta, aproximadamente, 20 veículos que não estão de acordo com o que foi indicado com suas características ou sequer existem (...). Muitos outros veículos da listagem são particulares, isto é, não pertencem à ré Locanty, não sendo possível afirmar que eles realmente estão prestando serviço referente ao contrato firmado com a prefeitura”, informou o promotor Guilherme Macabu, na ação civil pública proposta em julho.

    Início
    Em 2007, começa o contrato para coleta de lixo com a empresa Delta. Mas, em 14 de julho de 2011, alegando inadimplência da prefeitura, a Delta rescindiu o contrato, amigavelmente, ainda tendo parcelas a receber do governo municipal. A Locanty, que já vinha dividindo os serviços com a Delta, assume integralmente o contrato.

    Reclamações
    Em maio de 2011, o MP recebe as primeiras reclamações de moradores. Após a Locanty assumir, os problemas aumentam.

    Licitação
    A prefeitura abre nova licitação em 2011, e a Locanty, apesar dos problemas do contrato anterior, vence. O contrato começa en fevereiro deste ano.

    Inadimplência
    No começo do ano, a prefeitura deixa de pagar quatro meses à Locanty pelo serviço, considerado ineficiente, e agrava mais a situação.

    Leia mais: http://extra.globo.com/noticias/rio/baixada-fluminense/escandalo-do-lixo-em-caxias-ate-caminhao-fantasma-era-usado-na-coleta-6745041.html#ixzz2CQ2bqV83

    ResponderExcluir